Olhar Direto

Sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Notícias / Educação

UFMT entra em crise e alerta contra colapso financeiro e privatização do ensino superior

Da Redação - Lázaro Thor Borges

21 Ago 2017 - 14:31

Foto: Reprodução

UFMT entra em crise e alerta contra colapso financeiro e privatização do ensino superior
A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) publicou nota nesta segunda-feira (21) em que alerta a comunidade acadêmica sobre um possível colpaso financeiro por conta da atual falta de recursos para custear as despesas. O motivo da crise, segundo o texto, seria um processo de privatização do ensino superior que tem vigorado no país.

Leia mais:
Gaeco quer compartilhar provas da Convescote por suspeita de desvios em convênios com a UFMT


“De 2014 para cá, em termos orçamentários, perdemos 50% dos recursos de capital (para obras e aquisição de equipamentos) e 20% dos recursos de custeio (manutenção, despesas básicas) sem contar a inflação. Hoje temos uma situação em que, o orçamento aprovado, mesmo sendo defasado, não está sendo liberado integralmente.”, diz o texto.

Além da dificuldade de contratação de pessoal, as obras nos câmpus de Cuiabá e no interior adotaram um ritmo mais lento. No custeio, os cortes afetam áreas como manutenção, vigilância, iluminação, limpeza e outras necessárias e essenciais para as atividades regulares da instituição.

“Há setores interessados na privatização das universidades públicas, movidos por interesses empresariais. É importante considerar que a privatização não encontraria chance de sucesso, já que 70% dos alunos das federais vêm de famílias de renda per capita inferior a 1,5 salário mínimo. Não é população em condições de pagar. A privatização seria a sua extinção, porque o que as mensalidades pagariam seria ilusório perto do que as instituições precisam para desenvolver ensino de qualidade, com pesquisa e extensão.”

Os cortes afetaram justamente os estudantes mais pobres que necessitam de políticas de assitência para se manterem na unviersidade. Segundo a nota, o Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) é insuficiente para o tamanho da demanda. Atualmente, a UFMT atende apenas cerca de 20% de estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

Por fim, a nota publicada no site da instituição, elenca algumas ações importantes para evitar que o “desmonte” continue ocorrendo. A ideia da instituição é conseguir que o Ministérios da Educação (MEC) e do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) liberem integralmente os recursos de 2017

24 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • alguem
    29 Ago 2017 às 14:58

    ei tal de totonho picanço , vc não sabe nem o que fala cara , mas de cara vendo oq vc escreveu da pra saber que vc é um cara que nao consegue passar em nenhum concurso público e por isso fala que tem que privatizar tudo . pois realmente existe coisas ruins no servico público mas coisas boas tbm . e oque realmente acaba com o brasil sao os politicos e garanto pra vc que se politicos fossem um cargo publico preenchido por servidores de carreira seria muito bom . pois sou servidor publico e trabalho com etica nunca roubei nada ate porque se eu roubar abrem um pad contra mim vou ser demitido sem direito a nada e vou perder meu salario de todo mes , coisa que nao acontece com politicos roubam milhoes e devolvem isso quando devolvem micharia , entao vc tem que saber das coisas antes de falar , vc fala de empresas adiquirirem a ufmt cara se isso acontecer ai vc vai ver professor trabalhando por miseria ensino sem qualidade , funcionarios todos terceirizados ganhando micharia pra donos levaram toda a fatia ..... garanto que se eu tivesse o poder de te dar um cargo público na ufmt pra ser efetivo sem precisar passar no concurso vc ia falar que é massa e nao deveria privatizar mas pelo jeito vc e um otario que nao consegue passar e fica falando mal do servico publico que nos servidores f

  • Reinaldo
    24 Ago 2017 às 08:05

    Querem colocar a educação para pagar a dívida dos políticos corruptos. Querem culpar os servidores públicos quando na verdade a culpa é da classe política. O problema do Brasil chama-se congresso, senado e judiciário.

  • Lima
    22 Ago 2017 às 17:16

    JOSÉ RICARDO, FAÇO DAS SUAS AS MINHAS PALAVRAS, Acrescentando que as Universidades Federais bem como os Institutos Federais são umas pragas no contexto nacional... estas pragas não servem pra nada somente para lavar o cérebro desses imberbes, imbecis e fracos da cabeça alunos... Universidades Federais DEVEM SER PRIVATIZADAS

  • Lima
    22 Ago 2017 às 17:16

    JOSÉ RICARDO, FAÇO DAS SUAS AS MINHAS PALAVRAS, Acrescentando que as Universidades Federais bem como os Institutos Federais são umas pragas no contexto nacional... estas pragas não servem pra nada somente para lavar o cérebro desses imberbes, imbecis e fracos da cabeça alunos... Universidades Federais DEVEM SER PRIVATIZADAS

  • Mauro
    22 Ago 2017 às 11:40

    O Equador auditou sua divida que reduziu drasticamente. A constituição de 1988 prevê a auditoria de nossa divida. Porquê Temer acaba de vetar a auditoria?

  • Mauro
    22 Ago 2017 às 10:54

    Informações: O Brasil têm um dívida interna de 3 trilhões de reais e está pagando juros de acordo com a taxa celic, atualmente em 9.5 AO MÊS. O pagamento dos juros dessa divida consome 44% de nossa arrecadação. A mesmo tempo o Brasil têm 1 trilhão e 400 bilhões aplicado no tesouro americano rendendo 5 % de juros AO ANO. A constituição de 88 determina a auditoria da dívida. O PMDB (temer) acaba de vetar a auditoria da divida. O Equador auditou sua dívida que reduziu muito. Você paga cartão de crédito sem saber o que está pagando? O que há por trás disto???

  • josé ricardo
    22 Ago 2017 às 10:32

    A maioria dos professores e funcionários votaram na Dilma. O governo do PT, além de não investir na educação pública, ainda encheu o bolso das Universidades particulares com os Fies da vida. Quem anda muito agradecido com isso é o Pessoal da Kroton e o Sr. Walfrido dos Mares Guia um dos maiores empresários da educação do mundo e ex ministro do Turismo do Governo Lula. Resumo da ópera: Onde os barbudinhos de chinelo, esquerdinhas revoltados assumem a administração vira essa "mercadoria". Alguém se lembra da UFMT na gestão do Gabriel Novis Neves no governo militar? Eu me lembro. A Universidade era um brinco. Agora virou uma pocilga onde as salas de aulas viram dormitório de maconheiros e os laboratórios estão sucateados. Se derem duas tartarugas para os esquerdinhas tomarem conta, uma foge e a outra morre de fome. Contra fatos não há argumentos. Professores e funcionários, continuem votando em candidatos da esquerda e daqui a pouco perderão essa boquinha.

  • Mulher ma
    22 Ago 2017 às 09:49

    Os políticos são o CANCER do BRASiL O PT e outros partidos estão matando a educação Saúde.? Nao reclame se tivermos uma geração de vagabundos e bandidos.

  • Eduardo
    22 Ago 2017 às 09:48

    Estudei na UFMT e concordo com a Acadêmica, existem pessoas que vivem de verbas da universidade, viajam o Brasil inteiro atrás de congressos bancados pela UFMT. Alguns estão há mais de 10 anos pulando de curso em curso, fazendo a politica da UNE e vivendo de festas. Acredito muito mais na hipótese de má gestão do dinheiro público.

  • TOTONHO PICANÇO
    22 Ago 2017 às 09:47

    CONCORDO COM O ALINOR BATISTA MOURA FILHO ESSAS UNIVERSIDADES FEDERAIS SÃO UMA VERGONHA, COMPOSTAS DE FEUDOS DE FUNCIONÁRIOS ONDE OS ADMINISTRATIVOS GANHAM MUITO E OS PROFESSORES GANHAM UMA MISÉRIA. NEM PODEMOS FALAR EM MÁS GESTÕES...SÃO PÉSSIMAS GESTÕES, ONDE SE GASTA MAL COM O QUE NÃO É PRIORIDADE E O QUE É NECESSÁRIO E PRIORITÁRIO FICA PARA DEPOIS.JÁ TINHA QUE TER PRIVATIZADO. JÁ IMAGINUOU SE UMA FUNDAÇÃO TIPO A DO JORGE PAULO LEMANN, DA AMBEV-INBEV, ADQUIRE A UFMT ? QUE SORTE A NOSSA. NA MESMA TOADA, TEM QUE PRIVATIZAR "TOTALMENTE TUDO": PETROBRAS, UNIVERSIDADES FEDERAIS E ESTADUAIS, BANCO DO BRASIL, BASA. BRB, BANCO DO NORDESTE, BNDES, CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, ELETROBRAS, INFRAERO, E TODA E QUALQUER ESTATAL. TAMBÉM ACABAR COM PARTIDOS POLÍTICOS, DEIXANDO APENAS 3: ACABAR COM SINDICATOS PATRONAIS E DE EMPREGADOS, CONFEDERAÇÕES, FEDERAÇÕES, SISTEMA S, E TUDO O MAIS QUE MISTURA DINHEIRO PÚBLICO COM PRIVADO, VIRANDO UMA BAGUNÇA , E NÓS SEMPRE PAGANDO A CONTA. PRIVATIZAÇÃO TOTAL JÁ.

Sitevip Internet