Olhar Direto

Segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Notícias / Picante

Ação na Justiça

Vereador pede nulidade de decreto que suplementou orçamento da Câmara

Da Redação

05 Set 2017 - 10:39

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Ação na Justiça
Os vereadores que votaram a favor da abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), embora tenham sido derrotados no Parlamento, decidiram que não vão cruzar os braços com relação as acusações que pesam contra o peemedebista. Esta semana, o vereador Felipe Wellaton (PV) entrou com ação popular na Justiça, pedindo a nulidade do decreto que suplementou o orçamento da Câmara em R$ 6 milhões, dias depois da rejeição da abertura da CPI. A ação pede, ainda, que Emanuel seja afastado do cargo enquanto estiver respondendo judicialmente pelas acusações de recebimento de propina enquanto era deputado estadual. “Esse decreto, que suplementa o orçamento da Câmara Municipal, gera um constrangimento e até uma dúvida da população, do porque a Câmara está recebendo esses mais de R$ 6 milhões, após uma votação conturbada que pedia uma CPI contra o prefeito”, justificou Wellaton. Mas ele não é o único que está se empenhando em tirar Emanuel do cargo. Resta saber qual dos dois vereadores conseguirá este feito...

Mais Picantes

Sitevip Internet