Olhar Direto

Terça-feira, 19 de setembro de 2017

Notícias / Política MT

Pedro Taques assegura que jamais recebeu pedido de dinheiro de deputados em troca de apoio

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco e Érika Oliveira

05 Set 2017 - 15:45

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Pedro Taques assegura que jamais recebeu pedido de dinheiro de deputados em troca de apoio
Apontado como principal fator de fomento à corrupção na colaboração premiada do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), a relação promiscua dos Poderes Executivo e Legislativo é coisa do passado. É o que assegurou o governador José Pedro Taques (PSDB), nesta terça-feira (5), no Palácio Paiaguás, após bate-papo informal com jornalistas, ao afiançar que jamais recebeu qualquer pedido ou proposta indecente de parlamentares.

Leia mais:
Silval afirma que usava propina de construtora para pagar mensalinho, campanha e dívida de antecessor

“Nunca me pediram nada [de dinheiro ou de imoral]. E, se pedissem, não daria. Nem tenho como dar nada. Tenho um bom relacionamento com os deputados, de muito respeito”, asseverou o chefe do Poder Executivo, para a reportagem do Olhar Direto.

Pedro Taques lembrou que os próprios números sobre o índice de aprovação, no Plenário das Deliberações Renê Barbour, corroboram com sua assertiva. 

“Aprovamos 95% dos projetos enviados pelo Executivo para apreciação do Legislativo. Peçam o balanço do deputado Wilson Santos [hoje secretário de estado das cidades], que foi nosso líder por dois anos”, provocou, em resposta aos jornalistas.

Em tempos de crise política, a credibilidade de ambos os Poderes foi posta em cheque depois que Silval entregou, anexado ao seu acordo de delação, um “check-list” da propina, em que estabelecia o controle do pagamento de um “mensalinho” a todos os 24 deputados estaduais que exerciam mandato no Legislativo durante sua gestão.

Entre os delatados, estão 15 deputados da atual legislatura. Entre eles, vários que compõe atualmente a base de sustentação ao governo Pedro Taques, no Poder Legislativo. Alguns dos parlamentares chegaram a ser filmados recebendo dinheiro vivo do ex-chefe de gabinete de Silval, Silvio César Corrêa. 

Silval governou Mato Grosso de 2010 a 2014. Ele foi preso em 2015 na operação Sodoma, que investiga crimes de fraudes na concessão de incentivos fiscais do Estado. Desde junho, porém, está em prisão domiciliar. No acordo assinado com a Procuradoria-Geral da República (PGR) e homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-governador recebeu multa de R$ 70 milhões.

O ex-governador concordou em narrar crimes em troca da redução de uma eventual pena e acordou em permanecer 20 anos em reclusão. O cumprimento da pena será da seguinte forma: 3 anos e 6 meses em regime domiciliar diferenciado, com uso de tornozeleira; 2 anos e seis meses no regime semiaberto, com tornozeleira e recolhimento em casa das 22h às 6h; e o restante da pena no regime aberto diferenciado, sem tornozeleira, devendo comparecer mensalmente ao juízo.

17 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Vovózica
    06 Set 2017 às 11:28

    O Pedro está nú !!! Não é bonito o que se VÊ !!!

  • JOAO DO PEDEGRAL
    06 Set 2017 às 09:45

    REALMENTE ESTA FALANDO A VERDADE, PORQUE ESSA RESPONSABILIDADE NÃO ERA DELE E SIM DA CASA CIVIL.

  • Karllos
    06 Set 2017 às 05:39

    Também eu acredito em papai Noel e duendes. Nao Somos otários

  • Elias Pereira da Silva
    06 Set 2017 às 05:36

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Chacal
    06 Set 2017 às 01:02

    Considero o governador Pedro Taques a maior decepção da história política de Mato Grosso, os inúmeros escândalos envolvendo vários dos seus secretários, denúncias de corrupção e má gestão, o transformaram em um sujeito sem credibilidade.

  • por justiça
    05 Set 2017 às 22:09

    agora depois que a casa vai cai mais tudo e santo aguarde Pedro Taques vem mais coisa por ai......

  • Marcos Vinicius de Moura
    05 Set 2017 às 21:34

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • CIDADÃO INDIGNADO
    05 Set 2017 às 21:11

    ESSE AÍ MENTE!!!! NÃO VALE UM PEQUI RUÍDO!!!

  • Luciana Arruda
    05 Set 2017 às 20:12

    Hipocrisia pura, cinismo em último grau...

  • Mario
    05 Set 2017 às 19:37

    Essa assembleia é a mais SUBSERVIENTE da história, alguma coisa tem.

Sitevip Internet