Olhar Direto

Segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Notícias / Política MT

Botelho assegura que nunca houve mensalinho e que sem provocação não pode punir quem foi filmado por Silval

Da Redação - Ronaldo Pacheco / Da Reportagem - Érika de Oliveira

06 Set 2017 - 17:30

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Botelho assegura que nunca houve mensalinho e que sem provocação não pode punir quem foi filmado por Silval
No primeiro pronunciamento formal após a aparição de colegas em rede nacional, no principal jornalístico de horário nobre da TV, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (PSB), afiançou que jamais houve pagamento de mensalinho e que não existe previsão, no Regimento Interno, para punir quem aparece nas imagens. Ele lembrou que, desde o princípio,  abriu as portas do Poder Legislativo para quaisquer investigações.
 
“Estou aqui desde 1 de fevereiro de 2015 e nunca ouvi falar em mensalinho ou coisa parecida,  na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Não! Nesta legislatura, nunca existiu mensalinho e aqui está sempre aberto para que haja investigação. Tudo  está no portal [www.al.mt.gov.br] e no Fiplan. Que façam denúncias e que investiguem”, cobrou ele, nesta quarta-feira (6), durante entrevista coletiva, no saguão do Edifício Dante Martins de Oliveira.
 
Leia Mais:
- O cidadão mato-grossense me conhece e conhece esse cidadão, compara Pedro Taques sobre delação de Silval

Eduardo Botelho lembrou que mesmo no exercício da Presidência possui limitações e é obrigado a seguir o Regimento Interno. “Estive estudando todo Regimento Interino da Assembleia; porque o Regimento, é a nossa Bíblia, o nosso catecismo. Fui analisar todos os pontos e constatei que só cabe à Presidência tomar posição quanto chega algo de concreto dentro da casa. E, então, o presidente decide se arquiva ou se encaminha para o Conselho de Ética”, lembrou ele. “E é o Conselho [de Ética] que possui toda autonomia para investigar, fazer diligência e emitir o seu parecer, se é para arquivar ou dar continuidade no processo”, ensinou o presidente.
 
No caso de o Conselho de Ética dar reconhecer a denúncia e dar sequência, o processo segue para Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), responsável por analisar o ingresso de tudo que chega com necessidade de passar pelo plenário. “E aí a CCJ decide se dá continuidade. Por enquanto, não temos nada de concreto. E são atos da legislatura passada. Assim, cabe a nós aguardar [que ocorra ou não alguma denúncia formal]”, justificou Botelho.
 
Eduardo Botelho disse que conversou com todos os deputados citados na delação do ex-governador Silval Barbosa, inclusive os filmados recendo dinheiro. Porém, afirmou que, enquanto as provas – documentadas – não chegarem em suas mãos, vai continuar convocando os colegas para os trabalhos cotidianos da Assembleia, principalmente sessões plenárias.
 
Para não pressionar ainda mais os colegas, Botelho observou que não vai mais especular sobre o tema, em respeito à postura individual. “Sobre esse assunto eu vou aguardar; não vou mais ficar falando sobre o tema”, definiu o chefe do Poder Legislativo.
 

18 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Cuiabano porreta
    07 Set 2017 às 21:25

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • luiz otavio
    07 Set 2017 às 17:22

    que mundo esse Botelho vive?deve achar que so tem alienado ,vassalo em MT

  • Zeca
    07 Set 2017 às 13:58

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Mato grosso em alerta
    07 Set 2017 às 13:00

    Essa assembleia e mesmo uma piada, feche a assembleia e monte uma zona no lugar. Um grupo subserviente ao governo um presidente que tenta defende picaretas, abra o olho povo de MT esse pirantras vão querer o seu voto, diga não a esses picaretas.

  • Batmanligadajustica
    07 Set 2017 às 12:46

    Engraçado que tem uns aqui que quando um policial comete um deslize aproveitam para expor as suas dores de cotovelo pra fora vendem até a alma pro diabo por uma notícia ruim envolvendo polícia mais nesse caso aqui eles somem será porque? Será que são os mesmos que trocam o voto por uma caixa de schincariol ou por tres quilos de costela fina e não tem moral para cobrar comentar sobre esse assunto?

  • Livarci Antônio Rosa
    07 Set 2017 às 11:14

    Não pode punir ? Esses deputados ladrões e bandidos tem que ser cassados e presos imediatamente . Não puni-los é crime pior do que o roubo que eles praticaram.

  • bom senso
    07 Set 2017 às 10:20

    Se filme com os corruptos enfiando dinheiro no bolso e na bolsa não é prova, então o que será ? que vergonha deputados, por acaso estão com o rabo preso também nessa ratoeira?

  • Renato
    07 Set 2017 às 08:42

    Esse pseudo político deve acreditar que a população seja idiota para acreditar em estorinha pra boi dormir. Aquele outro deputado que falou aos quatro ventos que é santo e que até chorou se vendo recebendo propina.... porcalhice!!!!! Mato Grosso não merece toda podridão!!!

  • cpa
    06 Set 2017 às 23:41

    segundo o site, o presidente da AL não pode punir nenhum dos deputados filmados porque é igual a eles.

  • joao
    06 Set 2017 às 22:49

    Acredito que os deputados e ex-deputados filmados recebendo mensalinho vão presos numa tacada só. Quero assistir no jornal nacional.

Sitevip Internet