Olhar Direto

Segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Notícias / Política MT

Emanuel fala pela primeira vez sobre vídeos e reafirma que vai provar inocência na Justiça

Da Redação - Érika Oliveira / Jardel P. Arruda

09 Set 2017 - 12:49

Foto: Reprodução

Emanuel fala pela primeira vez sobre vídeos e reafirma que vai provar inocência na Justiça
Quinze dias após a divulgação do vídeo em que aparece recebendo dinheiro do então chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), falou pela primeira vez em publico sobre o ocorrido, neste sábado (09), e reafirmou que irá explicar a origem do dinheiro na Justiça.

Leia mais:
Emanuel pede a secretários que vídeo vazado de delação não atrapalhe trabalhos da Prefeitura de Cuiabá

“A imagem está fora de contexto e é isso que vamos mostrar na nossa linha de defesa. Eu sou advogado, há uma orientação jurídica para falarmos no momento certo. Agora que os elementos estão aparecendo. São situações do tempo que eu era deputado, de quatro, cinco anos atrás, e quiseram se prevalecer de hoje eu ser prefeito de Cuiabá. Então, pode ter certeza que estou absolutamente tranquilo, não cometi nenhum ilícito e as coisas vão ser esclarecidas. A verdade vai aparecer e dentro dos autos vamos mostrar toda contundência da nossa defesa”, afirmou o prefeito, durante visita a obras de infraestrutura no bairro Dr. Fabio II.

Conforme já havia manifestado em uma publicação em seu Facebook, tão logo as imagens foram vazadas pela reportagem do Jornal Nacional, da Rede Globo, Emanuel voltou a dizer que o vídeo, bem como as declarações dadas por Silval Barbosa em seu acordo de colaboração premiada estariam “distorcidas”.

Na delação, homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Silval afirmou que pagava um “mensalinho” a deputados estaduais enquanto era governador de Mato Grosso. A propina seria para garantir apoio dos parlamentares a sua gestão.

No vídeo em questão, Emanuel aparece na sala de Sílvio César Correa, então chefe de gabinete de Silval, colocando maços de dinheiro nos bolsos do paletó. Num dado momento, algumas cédulas caem no chão, ele se abaixa para pegar e chega a brincar com a situação.

“Foi distorcido, mal-usada, descontextualizada. A imagem não corresponde a denúncia. A sociedade terá essa explicação. A verdade vai aparecer, as coisas vão ser esclarecidas. Sou o maior interessado nisso”, garantiu o prefeito.

Ele afirma não ter feito nenhuma ação fora da legalidade, mas evita dar detalhes como forma da estratégia de defesa. “Já que tentaram me arrastar utilizando essas imagens indevidamente, tenho que falar nos autos. É nos autos que vou mostrar minha linha de defesa e é nos autos que minha linha de defesa vai falar mais alto”, acrescentou.

Ele também reforçou que continuará a exercer seu trabalho à frente da Prefeitura da Capital. “Cuiabá não pode parar. Uma coisa não tem nada de ver com a outra. A cidade está redonda, está equilibrada”, pontuou.

78 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • EDU
    11 Set 2017 às 11:13

    Nosso futuro ex-prefeito só conseguirá provar sua impossível inocência quando o Palmeiras ganhar um mundial!!

  • Mauro Santana
    11 Set 2017 às 08:45

    Prefeito pede para sair. Aiii Silvio. KKKKKKKKK Troca de Paletó porque aquele não tem muitos bolsos.

  • Alzite
    11 Set 2017 às 08:43

    Peça licença para tratamento de saúde facial isso é grave, falta de creme lubrificante (óleo de peroba) é excelente.

  • Digno
    11 Set 2017 às 08:33

    Dignidade é coisa pra HOMEM mesmo!!!

  • JUCABALA
    11 Set 2017 às 08:10

    A versão do Emanuel (bolso cheio) é tão verdadeira quanto o mundial do Palmeiras kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Silvio
    11 Set 2017 às 07:37

    Essa conversa é para ganhar tempo e o povo esquecer. Com a palavra o funcionalismo público que defendeu e pediu voto para esse cidadão. Lembrando que esse senhor foi o relator da CPI do MT SAÚDE que inocentou o YURI BASTOS. Roubaram o dinheiro da saúde dos funcionários públicos, muitos ficaram sem atendimento por causa disso, e ainda assim apoiaram Emanoel para prefeito.

  • ZE NINGUEM
    11 Set 2017 às 06:47

    VOCE PODE ATE MOSTRAR SUA DEFESA NOS AUTOS, QUE SÃO FALHOS, CHEIOS DE BRECHAS PRA ESCAPAR DA PUNIBILIDADE, MAS NUNCA, NUNCA VCS POLITICOS VAO PROVAR SUAS INOCENCIAS NA VIDA.................................. NOJO DE VOCES, NOJO, NOJO, NOJO.

  • joao
    10 Set 2017 às 19:06

    MANÉ GOGÓ

  • Celso Garcia Paulo.
    10 Set 2017 às 18:31

    Sem comentários. Perdeu a credibilidade. Cadê o MP, a OAB?

  • Ana Amélia
    10 Set 2017 às 15:19

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet