Olhar Direto

Sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Notícias / Picante

​Falta “combinar com os russos”

No caminho da PEC que dá fôlego de R$ 1,3 bi ao Estado está a oposição e setores do funcionalismo público

Da Redação

04 Out 2017 - 09:53

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

​Falta “combinar com os russos”
A reunião do governador Pedro Taques (PSDB) com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, selou o caminho para Mato Grosso aderir ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF), que garantirá nos próximos anos fôlego de R$ 1,3 bilhões ao Estado. Está tudo certo... na teoria. É que para isso, antes a Assembleia precisa aprovar a PEC do Teto dos Gastos, que já enfrenta críticas da oposição e do funcionalismo público. Mais de 30 emendas já foram apresentadas ao projeto enviado ao Legislativo, e o temor do governo é que o texto acabe se desvirtuando a ponto de não cumprir o exigido pelo Governo Federal, o que deixaria MT fora do RRF. Além disso, a pressão dos servidores públicos deve ser grande sobre o Parlamento. Prova disso foi a manifestação realizada ontem na AL pelo Fórum Sindical, cujo resultado direto foi o adiamento da votação para a próxima semana, conforme acordado com servidores. Vale lembrar que a PEC entra em vigor da maneira exata que for aprovada pela AL e precisa ser votada o quanto antes, pois o limite para aderir ao RRF estoura em novembro.

Mais Picantes

Sitevip Internet