Olhar Direto

Domingo, 22 de outubro de 2017

Notícias / Cidades

Ventania em temporal chegou a 88 km/h e Distrito de Meteorologia prevê mais tempestades; veja vídeos

Da Redação - Patrícia Neves / Vinícius Mendes

10 Out 2017 - 10:13

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Ventania em temporal chegou a 88 km/h e Distrito de Meteorologia prevê mais tempestades;  veja vídeos
A forte ventania que atingiu as cidades de Cuiabá e Várzea Grande, nesta segunda-feira (9) chegou a 88km/hora, de acordo com informações do 9º Distrito de Meteorologia de Várzea Grande. A estimativa é baseada na classificação de Escala de Beaufort que mede a intensidade dos ventos tendo em conta a sua velocidade e os efeitos.

Leia mais:
Chuva de granizo derruba árvores, postes, muro e deixa 28 mil casas sem luz em Cuiabá e VG
 
De acordo com a Escala de Beaufort, a velocidade registrada é classificada como ventania forte. Os cuiabanos também testemunharam chuva de granizo. O fenômeno acontece quando há calor alto e umidade baixa.



Segundo informações do 9º Distrito de Meteorologia, o período de chuvas dura até a primeira quinzena do mês de abril, em 2018. Para esta semana não há previsão de chuva, no entanto, após isto novas tempestades, como a de ontem, podem ocorrer. A cidade com o maior volume de chuva no Estado ontem foi Santo Antônio do Leverger, com 39,7 mm, o que é considerado alto.

Várias ocorrências foram registradas na Grande Cuiabá por causa do temporal. No bairro Jardim Vitória, um homem morreu e outros seis ficaram feridos após um muro ser derrubado pelo vento e cair em cima deles.



De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, só com a pancada desta tarde, foram registradas: 36 quedas de arvore em via pública; 6 quedas de fios energizados; e 5 incêndios em ambientes energizados (rede elétrica).

Na rodovia Mário Andreazza, em Várzea Grande, um casal com uma criança em uma van e um homem em um caminhão ficaram presos em seus veículos por algumas horas por conta de fios de energia elétrica que caíram em cima dos automóveis. A pista molhada ainda ficou energizada.

De acordo com a Energiza, cerca de 28 mil clientes ficaram sem energia por causa da chuva. Algumas regiões ficaram mais de 12 horas sem energia elétrica.

 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet