Olhar Direto

Domingo, 22 de outubro de 2017

Notícias / Política MT

Comissionados xingam vereador que pediu anulação de repasse; Malheiros exonera com data de dia 6

Da Redação - Ronaldo Pacheco

10 Out 2017 - 14:46

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Autor da ação judicial que anulou a suplementação orçamentária, Vereador Felipe Wellaton provocou revolta nos servidores comissionados da Câmara de Cuiabá

Autor da ação judicial que anulou a suplementação orçamentária, Vereador Felipe Wellaton provocou revolta nos servidores comissionados da Câmara de Cuiabá

Responsável pela representação no Ministério Público de Contas de Mato Grosso que resultou na anulação da suplementação orçamentária da Câmara de Cuiabá, o vereador Felipe Wellaton (PV) foi vaiado e xingado por dezenas de servidores comissionados, na sessão ordinária desta terça-feira (10), no plenário das deliberações do Palácio Pascoal Moreira Cabral. Pelo menos 460 servidores comissionados foram exonerados pela Mesa Diretora da Câmara, com retroativa à última sexta-feira (6), com publicação prevista para esta quarta-feira (11), no Diário Oficial de Contas.
 
Diante da falta de recursos, o presidente da Câmara Municipal, vereador Justino Malheiros (PV), apenas manteve as exonerações digitadas na última sexta-feira.

Leia Mais:
- Emanuel não envia nova suplementação e Câmara de Cuiabá confirma demissão de mais de 450 servidores

- Justino Malheiros mantém demissão de 472 servidores e resume ao plenário atos da Câmara de Cuiabá; Pinheiro pede prazo 

O prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) tinha repassado R$ 6,7 milhões para o Poder Legislativo para honrar ‘excesso de arrecadação’, já que, por determinação constitucional, a Câmara tem direito a 4,5% das receitas correntes líquidas. O Tribunal de Contas do Estado (TCE) entendeu que o repassa não possuía base legal, embora  houvesse amarração para que os recursos fossem empregados no pagamento de “remuneração de pessoal e encargos sociais e manutenção de serviços administrativos gerais”.

A suplementação de R$ 6,7 milhões realizada pela Prefeitura de Cuiabá em favor da Câmara Municipal foi anulada, porque provocou suspeita de que ter ocorrido justamente após 19 vereadores impedirem a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inqupérito para investigar o prefeito Emanuel Pinheiro, que aparece em vídeo supostamente recebendo propina das mãos do então secretário Sílvio César Correa, de Governo,  na gestão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB).
 
Desde então, Justino Malheiros passou a reclamara de R$ 5,7 milhões de déficit, nas contas do Poder Legislativo, ameaçando demitir servidores em cargos de confiança. A ameaça se concretizou na última sexta-feira, para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e evitar punições futuras à Mesa Diretora.
 
Malheiros anunciou que os trabalhos da Câmara de Cuiabá serão restritos ao plenário e a carga horário dos efetivos será duplicada. Foram demitidos servidores que atuam como operador de som, áudio, portaria, protocolo, painel eletrônico, manutenção hidráulica e elétrica, entre outros.
 

50 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Fernando C Costa
    12 Out 2017 às 14:34

    Ganhou meu voto nas próximas eleições!

  • Juarez Peçanha
    12 Out 2017 às 13:19

    O Vereador tem seus méritos , ajudou a arrumar a casa, parabéns welatong , agora deixa o prefeito trabalhar.

  • Roberto Jeff
    11 Out 2017 às 18:01

    A "Geise amancia" ali embaixo é uma das ASPONES demitidas. Se os 6,7 MILHÕES eram para pagar ASPONES, estou com o Felipe Wellaton.

  • Santiago Ribeiro
    11 Out 2017 às 16:16

    Até que enfim chegou o dia em que a câmara de Cuiabá recebe em seu favor um verdadeiro parlamentar . Alguém que realmente esta trabalhando com o povo e pelo o povo . Parabéns Felipe, estamos juntos contra os abutres da nossa sociedade, conte com meu apoio em causa como esta que acabou de defender.

  • Luis Alberto Amorim Brito
    11 Out 2017 às 08:58

    Não seja hipócrita vereador, comece diminuindo 80% do salários de vocês, 20% do atual salário é mais que suficiente para quem não faz quase nada da obrigação desta câmara legislativa.

  • Joao PC
    11 Out 2017 às 08:10

    Será que a Camara precisa desses 460 pra funcionar ?

  • Jerônimo Urei
    11 Out 2017 às 04:44

    Ao que tudo indica, me parece que o legislativo municipal sequer da conta de elaborar seu planejamento orçamentário e aí, fica a pergunta: como que pode fiscalizar se não da conta de elaborar o seu orçamento? Cuiaba está em uma verdadeira encruzilhada.

  • alexandre
    11 Out 2017 às 04:14

    Cargos comissionados não é emprego permanente, é temporário, até que se passa em concurso. não há dinheiro pra manter cabos eleitorais.

  • Barreto
    10 Out 2017 às 22:14

    Perdeu 400 votos dos comissionados e ganhou 10mil inclusive o meu ... parabéns wellaton

  • Maria Eduarda
    10 Out 2017 às 22:11

    Continue assim Felipe!!! Estou contigo!

Sitevip Internet