Olhar Direto

Domingo, 22 de outubro de 2017

Notícias / Cidades

Após palestra, adolescente de 13 anos denuncia abusos sexuais sofridos

Da Redação - Vinicius Mendes

11 Out 2017 - 11:20

Foto: Ilustração

Após palestra, adolescente de 13 anos denuncia abusos sexuais sofridos
Uma adolescente de 13 anos, identificada como V. S., denunciou os abusos que sofria do tio, após participar de uma palestra do Conselho Tutelar em uma escola no município de Confresa (a 1161 km de Cuiabá). A garota disse que mora com os avós e vem sofrendo abusos desde os cinco anos de idade, por seus ex-padrastos.

Leia mais:
“O homem quando abusa uma mulher, ele nem a enxerga como um ser humano”, diz promotora Lindinalva Rodrigues

De acordo com informações do boletim de ocorrências, por volta das 10h30, a palestrante do Conselho Tutelar, Luana Rodrigues Dias, procurou a delegacia para contar que, após a realização de uma palestra na escola Tancredo Neves, foi procurada por uma adolescente que disse ser vítima de abusos sexuais.

A menina contou que mora em um sítio com a avó, um avô e um tio, e que vem sofrendo abusos por parte do tio, identificado como “Israel”. Ela também contou que desde os cinco anos de idade já sofria abusos sexuais por parte de seus padrastos, mas não mencionou nomes.

A avó da menor foi até a delegacia e procurou as conselheiras para saber o que estava acontecendo. Depois de ouvir a história, a mulher disse que “o que se passou já havia sido resolvido e eles já se perdoaram”. Ela perguntou também se seu filho seria preso. A Polícia Civil ainda solicitou a realização de exame de corpo de delito na adolescente.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • July
    11 Out 2017 às 23:53

    Como assim "o que se passou já havia sido resolvido e eles se perdoaram"? Como se isso fosse uma coisa fácil de se resolver, como se não atingisse o psicológico da criança!

  • Neusa
    11 Out 2017 às 15:49

    Ainda bem.,q essa garota denunciou esse monstro. Apesar da avó tentar amenisar a situação. Ninguém merece um "parente " desse.

  • kaio
    11 Out 2017 às 13:15

    Acredito que esse tipo de palestra tenha de ser disseminada para todo os municípios de Mato Grosso, pois assim há de se dar voz as crianças e adolescentes que sofrem abusos, é nojento saber quem deveria proteger se vale disso para abusar. Leis mais severas para quem abusa de crianças e adolescentes e maltrata os animais. Crime inafiançável.

Sitevip Internet