Olhar Direto

Terça-feira, 24 de outubro de 2017

Notícias / Cidades

Assassino confesso de adolescente de 15 anos foge por buraco na cela horas após prisão

Da Redação - Lázaro Thor Borges

11 Out 2017 - 13:49

Foto: Reprodução

Assassino confesso de adolescente de 15 anos foge por buraco na cela horas após prisão
Carleando da Conceição, 26, fugiu da cadeia horas depois de ser preso pela Polícia Civil ao confessar ter matado a jovem Alana Ramos de Jesus, 15 anos, no município de Terra Nova do Norte (675 km de Cuiabá). Carleando fugiu de uma cela no município de Sorriso por um buraco na parede, durante a madrugada desta quinta-feira (11). 

Leia mais:
Adolescente de 15 anos desaparece ao tentar vender picape para pagar funeral do marido


Segundo informações da PJC, dois policiais militares estavam de plantão no momento da fuga. O delegado André Eduardo Ribeiro vai ouvir os dois militares para entender extamente o que houve e se ocorreu alguma facilitação à fuga.

Apesar do buraco na cela, nenhum objeto foi encontrado no local. Carleando foi transferido da cadeia de Nova Ubiratã para Sorriso justamente por questões de segurança, mas a medida não impediu que ele conseguisse escapar. 

Alana Ramos de Jesus foi morta depois de sair de casa para tentar vender o carro do marido falecido. A ideia era tentar negociar o carro em Sinop. Carleandro teria pegado carona com ela e acertado pelo menos dois golpes de faca em suas costas.

O objetivo do suspeito era roubar o veículo. O corpo de Alana foi encontrado um dia depois, na estrada que liga Terra Nova do Norte a Sinop. O crime teria ocorrido no dia 4 de março deste ano.

Confissão

Carleandro teve ordem de prisão decretada e os policiais tiveram a informação de que ele se escondia na região de Nova Ubiratã. Ele foi localizado no distrito de Entre Rios e se apresentou aos policiais com o nome falso de Orlando.

Mas ao perceber que a equipe policial levava uma foto com o seu rosto e que os agentes estavam com um mandado judicial contra ele, Carleando acabou assumindo a culpa pelo homicídio. 

Crime

O corpo de Alana foi identificado pelos familiares com a ajuda de um vídeo gravado pelo próprio assassino, momentos depois do crime. Nas imagens, o acusado filma a garota já morta, de bruços. As imagens foram feitas com o celular da vítima.

Alana saiu de casa com o objetivo de vender uma picape que pertencia ao seu marido. Ela teria marcado encontro com um suposto comprador. O dinheiro da venda seria usado para quitar as despesas do funeral do marido.

A família tentou diversas vezes contato pelo celular dela, mas não sem sucesso. A picape foi localizada no dia 12 de março, ás margens da rodovia BR-163, próximo ao acesso da cidade de Itaúba.

O corpo foi localizado no início da tarde do dia 15 de março, pelos próprios familiares da vítima, em uma região de mata, localizado aos fundos da Associação dos Criadores de Terra Nova do Norte, em Terra Nova do Norte (620 km de Cuiabá). 

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Antônio
    12 Out 2017 às 06:26

    Como que estavam sob a responsabilidade de Policiais militares? O marginal deveria estar sobre a responsabilidade de agentes da PJC. Acho que a redação está equivocada.

  • WILLIAN
    12 Out 2017 às 01:20

    Uma menina sai sozinha e vai para outra cidade vender um carro para um suposto comprador. Se for verdade a história foi muito inocente, imprudente ,o rés foi trágico. A pobreza , empurra milhares de meninas para um casamento,ou convivência com homens bem mais velhos. Abrem mão de uma fase maravilhosa da vida.Uma trágica realidade brasileira.

  • Laura
    11 Out 2017 às 20:22

    Neusa, como ela era casada, era emancipada. Acorda Mané

  • silvio lopes de moraes
    11 Out 2017 às 18:44

    Ja deveria estar preso no Ferrugem e não em delegacia ,pela gravidade da barbarie que provocou,o estado é uma ineficácia mesmo.

  • Neusa
    11 Out 2017 às 15:44

    Não existe uma menor de idade sair sozinha p outra cidade ,vender carro.esta história tá mal contada.

Sitevip Internet