Olhar Direto

Sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Notícias / Cidades

Técnica e eficiência ao volante são imprescindíveis ao condutor-socorrista do Home Care

Da Redação - Fabiana Mendes

11 Out 2017 - 14:21

Foto: Divulgação

Técnica e eficiência ao volante são imprescindíveis ao condutor-socorrista do Home Care
No dia 10 de outubro é celebrado o Dia do Condutor de Ambulância.  Levar o paciente em segurança e no menor tempo possível para receber o atendimento no local adequado é uma das principais funções do condutor-socorrista.

Em algumas situações, a economia de minutos pode salvar a vida de uma pessoa. Por exemplo, nos casos de acidentes graves ou problemas de saúde súbitos, cada segundo é precioso, pois é preciso correr contra o tempo para salvar vidas.

Leia Mais: 
Empresa de home care de Cuiabá tem filial em Primavera do Leste

 
A gerente assistencial da Qualycare Home Care & Resgate, Cláudia Manzini, faz questão de homenagear esses profissionais. "Os condutores são essenciais para que o nosso trabalho seja realizado da melhor maneira possível. Por isso, nesta data, não poderíamos deixar de destacar sua importância e agradecer por todo o empenho deles", elogia.  
 
Um dos condutores da Qualycare conta que a profissão entrou na sua vida quase que por um acaso. Ele diz que sempre foi apaixonado por carros e motores em geral, desde criança. Quando se tornou adulto, fez um curso técnico de enfermagem e trabalhou na área. Neste meio tempo percebeu que poderia aliar os conhecimentos técnicos em enfermagem à paixão pelo motor e decidiu fazer o curso de condução de veículos de emergência. Ele é condutor-socorrista da Qualycare Home Care & Resgate há cerca de três anos, mas trabalha no segmento há quatro. Para ele, seu trabalho não é apenas o de conduzir a equipe, mas também o de prestar um socorro e fazer bem para o paciente.
 
O coordenador médico da Qualycare, Heleno Strobel Rosa explica que o condutor-socorrista é um membro da equipe multidisciplinar, que é formada também pelo médico, pelo enfermeiro. "Além de conduzir a ambulância ao local da ocorrência, ele tem a função de otimizar a rota, principalmente no código vermelho, dispositivos de alarme e de iluminação vermelha intermitente, que traduz urgência e paciente sob risco de morte. No local da ocorrência ele ajuda na condução do paciente para o hospital. Se for um atendimento pré-hospitalar, ou seja, dentro de casa, ele ajuda a carregar equipamentos, oxigênio, mochila com medicamentos, mochila com material de via aérea. Eu costumo falar que é um tripé: médico, condutor-socorrista e enfermeiro. Se uma parte desse tripé falta, a equipe não anda", afirma o médico.
 
Ele revela que existem vários institutos que ministram treinamentos de condutor-socorrista. "Além das questões de trânsito, eles recebem treinamento das especificações de como conduzir uma ambulância, aspectos éticos e primeiros socorros. Eles adquirem todo esse conhecimento para estar aptos para a profissão. Para trabalhar nesta função, a pessoa tem que ter obrigatoriamente este curso. É preciso também gostar da área de saúde", diz.
 
A Qualycare Cuiabá possui 17 condutores-socorristas que, segundo o coordenador médico, são indispensáveis no dia a dia das operações da empresa. "Sem eles, a ambulância não chega, e se chegar, mas eles não estiverem presentes não adianta, porque eles nos ajudam com todos os procedimentos necessários para o transporte do paciente. Sem eles o serviço simplesmente não progride", finaliza o médico.
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet