Olhar Direto

Sexta-feira, 22 de março de 2019

Notícias / Cidades

PM prende três servidores do Detran, 'arrasta' mulher para camburão e aplica 'mata-leão' para conter funcionário; vídeo

Da Redação - Vinicius Mendes/ Da Reportagem Local - Fabiana Mendes

31 Out 2017 - 10:21

PM prende três servidores do Detran, 'arrasta' mulher para camburão e aplica 'mata-leão' para conter funcionário;  vídeo
Um protesto dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) terminou em confusão na manhã de hoje, 31, em frente ao Palácio Paiaguás, no Centro Político Administrativo (CPA), em Cuiabá.  Pelo menos três servidores foram conduzidos para Central de Flagrantes e aproximadamente 50 policiais estão no local. 

Leia mais:
Após 44 dias e sem propostas, greve no Detran continua por tempo indeterminado

Imagens gravadas por funcionários públicos mostram o momento em que uma mulher, que estava sentada em uma cadeira no meio da rua, é literalmente arrastada por um militar para dentro de um camburão e outro servidor é 'imobilizado' com um golpe chamado 'mata-leão'. 

De acordo com informações dos servidores, eles estendiam uma faixa, bloqueando a rua, no momento em que cinco viaturas se aproximaram, tentando empurrá-los. Como os servidores não saíram do lugar, os militares se aproximaram e depois começaram a jogar spray de pimenta no rosto dos protestantes. De forma truculenta, três dos manifestantes foram detidos.

Um dos servidores, da diretoria do Sinetran em Sinop, Célio Lemos, afirmou que quando chegaram para o protesto os portões já estavam fechados. De acordo com ele cerca de 80 servidores participam da manifestação e buscam uma reunião com o Governo para que uma proposta seja apresentada.

"Solicitamos uma reunião aqui na Casa Civil, mas quando chegamos a policia nos recebeu trancando os portões.  Aí nós fechamos as vias como forma de pressão mesmo, porém pacificamente, todo mundo sentados, aguardando que nós pudéssemos ser atendidos de alguma forma, para que o governo apresente alguma proposta. Mas mandaram estas tropas da PM, que vieram agindo de forma truculenta, arrancando faixa, jogando cadeira, prenderam os colegas na maior violência do mundo, deu uma gravata em um servidor que tem problemas de saúde, ele estava até babando e o policial não soltava. Ficaram presos e algemados dentro da viatura por mais de meia hora, e depois levaram embora sem dizer para onde, estamos aqui aguardando que estes colegas retornem. Truculência sem razão porque estávamos protestando pacificamente", disse Célio.

De acordo com a presidente do Sinetran, Daiane Renner, os policiais não fizeram nenhuma acusação e não explicaram porque prendiam os três servidores. Um dos servidores teve convulsões.

"Ele estava passando mal, estava tendo convulsão, e nós pedimos repetidamente que a polícia deixasse ele, porque estava visivelmente precisando ser atendido, e a polícia não largou, continuou com a gravata e depois ainda deixou ele 40 minutos trancafiado. Não houve nenhuma acusação, conduzidos sem que nada fosse dito a respeito, pelo contrário, simplesmente a polícia começou a bater com cassetete, empurrando todo mundo que estava em volta, e isolou estes colegas para poder levá-los. Foram dois diretores sindicais, a Katerine e o Marcos, e um outro colega nosso, o Israel", disse a presidente.

O Governo do Estado e a Polícia Militar informaram que devem se manifestar apenas por meio de nota.



A greve

Os servidores estão em greve há cerca de 50 dias. No último dia 25, os representantes do Sindicato dos Servidores do Detran (Sinetran) se reuniram com representantes do Governo para tentar chegar a um acordo. No entanto, o Estado não apresentou nenhuma proposta e os trabalhadores decidiram continuar com o movimento de greve.

Conforme noticiou Olhar Direto, apenas alguns serviços do Detran estão sendo realizados.  Diariamente são disponibilizadas 100 senhas para os atendimentos de CNH, 100 senhas para a retirada de documentos, emissão de licenciamento anual e agendamento de vistoria de maneira parcial.

Nove unidades funcionam com todos os atendimentos no interior, 24 de maneira parcial e 39 ainda com o mesmo funcionamento do início da greve, apenas com os serviços administrativos.

Outro lado

Através de nota, a assessoria de imprensa da PM informou que "adotou medidas legais e necessárias ao restabelecimento da ordem e desobstrução de via de acesso ao Palácio Paiaguás e outros pontos do Centro Político Administrativo (CPA), obstruídos em protesto de servidores grevistas do Detran-MT".

Além disto, acrescentou que "os grevistas foram orientados a não obstruírem a via tão logo chegaram ao local. O uso de composto químico e as detenções somente ocorreram depois de reiteradas tentativas de negociação e a recusa no sentido de liberar o tráfego ora impedido por cadeiras e faixas expostas na pista".

Atualizada às 12h41.

114 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ronicley Parateco
    04 Nov 2017 às 08:42

    POLICIAIS MILITARES ALTAMENTE DESPREPARADOS TANTO PSICOLOGICAMENTE QUANTO PROFISSIONALMENTE. ESSES TAIS NÃO DEVERIAM EXERCER A PROFISSÃO JUSTAMENTE POR CAUSA DE ABUSO DE PODER. CADÊ O GOVERNO DO ESTADO PARA TOMAR UMA PROVIDÊNCIA? CADÊ A CORREGEDORIA DA POLÍCIA MILITAR? MAL FEITORES E QUE SEMPRE MAQUINAM O MAL CONTRA NÓS TRABALHADORES. ZERO PARA TODOS OS "POLICIAIS MILITARES" QUE PARTICIPARAM DESSA OPERAÇÃO. NOTA ZERO!

  • Cleidiomar
    02 Nov 2017 às 18:26

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • DSantos
    01 Nov 2017 às 09:41

    Esse ocorrido é consequência de um governo de extrema direita, nem se quer ouve o funcionário, fazendo imposição com uso de força. Observem os ocorridos e façam uma melhor escolha nas próximas eleições, especialmente para a bancada da Câmara de Deputados, seus intercessores e mediadores junto ao Governo.

  • Brendon
    01 Nov 2017 às 08:50

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Marcelo
    01 Nov 2017 às 08:37

    Calma gente, esses policiais devem ter sofrido com a mafia do DETRAN quando foram tirar suas habilitações, só estão devolvendo com outras "palavras" KKKK

  • REALISTA
    01 Nov 2017 às 08:33

    A polícia só tratou fisicamente como o DETRAN trata a população verbalmente, igual cachorro vira-lata.

  • Marcelo
    01 Nov 2017 às 08:30

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Marcelo
    01 Nov 2017 às 08:18

    Não sei quem é pior, um dos piores órgãos pedindo aumento sendo que não fazem por merecer e estão sempre fazendo tudo com má vontade ou a polícia agindo contra um protesto pacífico enquanto tem milhares de bandidos rodeando a cidade.

  • Damião
    01 Nov 2017 às 07:58

    Sindicalistas e funcionários do Detran, se vcs tem alguma desavenças com o governador resolva diretamente, mais vcs não podem prejudicar a população. Se governador para acabar com a palhaçada tem que contar o ponto e demitir vários servidores para moralizar a máquina.

  • Osvaldo
    01 Nov 2017 às 07:12

    O Detran precisa melhorar e os sucessivos governos estaduais não melhoram o sistema. Tente pegar uma carteira quando da renovação: um caos. Nâo se explica por que o Detran não melhora nunca, e isto não é culpa dos servidores. Pior mesmo é ver que em Mato Grosso o governo consegue colocar servidores públicos (policiais) contra outros servidores. Lamentável, pois espera-se de um governador formado em Direito que tenha uma excelente política de segurança pública.

Sitevip Internet