Olhar Direto

Domingo, 19 de novembro de 2017

Notícias / Política MT

Governo paga aposentados e pensionistas nesta sexta-feira; salário dos servidores segue sem definição

Da Redação - Érika Oliveira

10 Nov 2017 - 10:07

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Governo paga aposentados e pensionistas nesta sexta-feira; salário dos servidores segue sem definição
O salário dos servidores inativos do Estado, leia-se aposentados e pensionistas, começou a ser pago a partir das primeiras horas desta sexta-feira (10), segundo a Secretaria de Estado de Fazenda. A folha salarial dos servidores ativos, no entanto, segue sem previsão de quando vai ser quitada.

Leia mais:
Com greve de servidores, Governo anuncia atraso no pagamento de salários inativos

Ao Olhar Direto, a assessoria da Sefaz afirmou que irá se posicionar a respeito do pagamento do funcionalismo a partir das 14h, mas adiantou que o Governo ainda está analisando as condições do caixa para saber se vai conseguir honrar com os salários nesta sexta-feira.

Na semana passada, em entrevista coletiva, o governador Pedro Taques (PSDB) garantiu que 85% da folha salarial já estava garantida, independente da entrada ou não de novos recursos no caixa do Governo. Todavia, admitiu a possibilidade de precisar escalonar os salários.

Num cenário real de escalonamento, o secretário de Fazenda, Gustavo de Oliveira, explicou que os salários seriam pagos da seguinte forma: “fica dividida entre servidores que ganham até R$ 5 mil, servidores que ganham entre R$ 5 e R$ 10 mil, e acima de R$ 10 mil, mas isso em caso de o Estado não poder pagar a folha inteira”.

Somente os servidores lotados na Secretaria de Estado de Educação (Seduc), o que incluiu professores e técnicos escolares, ficam de fora do possível escalonamento. Isso acontece porque o recurso utilizado para o pagamento destes profissionais não sai do Tesouro do Estado, mas sim do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Greve do Sinpaig

Na última quarta-feira (08), o Governo anunciou um atraso no pagamento dos aposentados e pensionistas, que ocorreria, segundo o Gabinete de Comunicação (GCOM), por conta da greve do Sindicato dos Profissionais da Área Meio do Poder Executivo de Mato Grosso (Sinpaig). Em virtude da paralisação, o Governo não teria condições de processar a folha salarial para fazer os pagamentos.

No acumulado deste ano, até outubro, o valor das aposentadorias e pensões soma R$ 1,448 bilhão, dos quais R$ 798,154 milhões foram disponibilizados pelo Tesouro do Estado, o que representa 55% do total. Como a receita não vem perfazendo o esperado, o complemento à previdência vem exigindo um esforço cada vez maior do Tesouro para fechar o valor da folha de pagamento. Mas, apesar das condições, o Governo garantiu que os recursos para pagar os inativos este mês já estavam 100% garantidos.

A greve do Sinpaig foi suspensa ainda na quarta-feira. Os servidores aceitaram marcar uma reunião com o Governo, prevista para ocorrer até o dia 17 de novembro. Mas garantiram que o atraso nos salários não era de responsabilidade da categoria. 

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • noemi
    10 Nov 2017 às 11:13

    duvido se o dele atrasa

  • Túlio
    10 Nov 2017 às 10:58

    Sem as vagas ao senado para barganhar e com um alto índice de REJEIÇÃO o Taques já era. Mauro Mendes será governador pelo PP, Blairo e Leitão ao senado.

Sitevip Internet