Olhar Direto

Quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Notícias / Política MT

Único em condições de ser candidato, Campos Neto é eleito presidente do Tribunal de Contas

Da Redação - Ronaldo Pacheco

14 Nov 2017 - 09:21

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Único em condições de ser candidato, Campos Neto é eleito presidente do Tribunal de Contas
O conselheiro Gonçalo Domingos de Campos Neto foi eleito presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), em sessão ordinária do pleno nesta terça-feira (14), para o biênio 2018-2020.  Desde a Operação Malabolge (12ª Fase da Operação Ararath), que afastou cinco conselheiros por determinação do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), ele era o único em condições de presidir o TCE de Mato Grosso.
 
O conselheiro Luiz Henrique Lima continua como vice-presidente interino, enquanto Isaías Lopes da Cunha permanece interino na Corregedoria Geral do TCE. Eles tinham assumido em setembro, após o afastamento dos titulares. O conselheiro Luiz Carlos Pereira é Ouvidor-geral interino. Também compõem o Pleno os conselheiros interinos João Batista Camargo, Jaqueline Jacobsen, Moises Maciel. Já Ronaldo Ribeiro continua como conselheiro substituto junto à Presidência do TCE.

Leia Mais:
- Campos Neto toma posse como presidente do TCE; conselheiros substitutos se tornarão titulares no plenário
 
- MPE investiga direcionamento e superfaturamento de licitação envolvendo Antonio Joaquim e Antero

Campos Neto já exercia a presidência do TCE, em substituição legal, aos conselheiros afastados Antônio Joaquim Neto, presidente em férias; e Valter Albano Silva, vice-presidente e pré-definido desde o ano passado para ser o próximo presidente.

Também foram afastados pelo STF, a pedido da Procuradoria Geral da República por conta da delação premiada do ex-governador Silval Barbosa, os conselheiros Waldir Júlio Teis, José Carlos Novelli e Sérgio Ricardo Almeida.
 
Os demais membros atualmente no pleno são conselheiros substitutos, em substituição legal, e não existe dispositivo constitucional que lhes permita assumir a presidência da Corte de Contas.

Entenda o caso
 
Em delação premiada Silval Barbosa apontou que  José Carlos Novellli solicitou  R$ 53 milhões em propina, no ano de 2012, para não prejudicar o andamento de obras do Programa MT Integrado, de pavimentação de rodovias, e da Copa do Mundo Fifa 2014.

E é na delação homologada pelo STF que constam os conselheiros Antônio Joaquim, José Carlos Novelli, Valter Albano, Sérgio Ricardo e Waldir Teis como participantes do supostos esquema denunciada por Barbosa.
 
Silval afirmou na delação ao MPF que, após atraso no pagamento de propina, as obras chegaram a ser paralisadas pelo TCE, em decisão do então conselheiro Sérgio Ricardo. 

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Nadine
    14 Nov 2017 às 15:36

    Cabe ao Ministérios público investigar essas denuncias, que para mim não passam de denuncias infundadas de um bandido que está desesperado em razão da quantidade de crimes que cometeu. Não podemos esquecer que se trata de pessoas que tem muito trabalho prestado ao nosso estado e que ainda não foram julgados e ja estão recebendo condenação. TODO cidadão tem direito de defesa antes de ser julgado. Essas matérias que são publicadas com o objetivo de manipular mentes fracas deveriam ter sua veiculação proibida.

  • bb
    14 Nov 2017 às 14:31

    Sr. Pedro antes de fazer algum comentario procure se informar melhor. Primeiro Domingos Neto não foi delatado por Silval,segundo qto a vc querer queb acabe com os tribunais de conta, isso é um dezejo seu, talvez por inveja, agora dizer que não tem nenhuma utilidade para a sociedade, é muita ignorancia. O TCE tem um projeto que se chama TCE CIDADÃO, procure assistir alguma dessas palestras, voce ficara mais bem informado. ta ok?

  • Pedro
    14 Nov 2017 às 11:08

    Esse cidadão tbm. esta na delação do Silval? na realidade teria que acabar com os tribunais de contas, pois nao tem utilidade nenhuma para a sociedade só gastos Servidores com altos previlegios.

  • por justiça
    14 Nov 2017 às 10:42

    Se esses outros fezeran o que não divia então feriu a lei entao tem que exonerar do cargo e pagar o deve.....

  • luciano
    14 Nov 2017 às 10:17

    Parabéns ao Neto, faça um bom trabalho a frente do TCE-MT !

Sitevip Internet