Olhar Direto

Quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Notícias / Política MT

Botelho determina prioridade à quitação dos salários; hoje paga servidores públicos que ganham até R$ 12 mil

Da Redação - Ronaldo Pacheco

14 Nov 2017 - 10:35

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Eduardo Botelho assegura que prioridade é salário dos servidores públicos, saúde e segurança

Eduardo Botelho assegura que prioridade é salário dos servidores públicos, saúde e segurança

O governador em exercício Eduardo Botelho (PSB) determinou prioridade para conclusão da folha de pagamento de outubro para o funcionalismo estadual antes do prazo previsto (dia 22) e anunciou, nesta terça-feira (14), para os salários dos que recebem até 12 mil. Ele observou que tem acompanhado o fluxo de caixa, em diálogo direto com os secretários Gustavo de Oliveira, de Estado de Fazenda; e Guilherme Müller, de Estado de Planejamento.
 
Eduardo Botelho assegurou que, além do pagamento de salário dos servidores, as prioridades de sua gestão interina, no Palácio Paiaguás, são saúde e segurança. “É prioridade para mim pagar salário de servidor! Além de salário, são prioridades a saúde e a segurança”, afirmou ele, em entrevista à Rádio Capital FM.

Leia Mais:
- Casa Civil confirma escalonamento de salário e só quem recebe até R$ 5 mil será pago nesta sexta-feira

- Governo anuncia decretos proibindo aumentos de salários e de negociação com fornecedores
 
Para honrar o vencimento hoje de quem ganha até R$ 12 mil, alguns fornecedores e prestadores de serviços foram deixados “para depois”, mediante a decisão do governador em exercício.
 
“Não adianta querer fazer tudo e pagar [tudo]. Não dá! Vamos esforçar para quitar toda a folha do funcionalismo público de Mato Grosso o quanto antes... se Deus quiser, superando a previsão de no máximo dia 22. Vamos verificar a arrecadação hoje com o Gustavo e analisar”, observou Botelho, que, antes de ingressar na vida pública, administrava quatro empresas e era professor de Matemática.
 
O governo de Mato Grosso enfrenta grave problema de fluxo de caixa. Na última quinta-feira (10), por determinação do então governador em exercício Carlos Fávaro (PSD), o governo pagou os servidores inativos e, na sexta-feira, liberou para os que recebem até R$ 5 mil. Pelos cálculos da Secretaria de Estado de Gestão (Seges), isso representa mais de 80% do funcionalismo.
 
Antes de seguir viagem para Ásia e Europa, o governador Pedro Taques (PSDB) já tinha feito a previsão no pagamento escalonado dos salários, mas ainda confiava na liberação de recursos da União para evitar o pior. Acompanhado de sua equipe econômica, Taques passou as últimas semanas entre idas e vindas até Brasília, em busca de dinheiro.
 
Ainda são esperados R$ 300 milhões do Fundo das Exportações (FEX) e cerca de R$ 130 milhões da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para os próximos dias.

13 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • farofino
    15 Nov 2017 às 10:25

    O Comentário do Dr. Davi é uma análise perfeita da situação atual do Estado de Mato Grosso. Gerir um órgão público vai muito além de conhecimentos jurídicos e prisões decretadas num passado distante. O P Taques revelou-se incapaz de exercer a função de governador. Se eleitor for nas próximas eleições, das duas uma: ou os cidadãos mato-grossenses são demasiadamente ignorantes para a escolha de um, ao menos, razoável gestor ou a corrupção vai rolar solta, desde a compra de votos (que existe por ter dois lados corruptos) até o financiamento de pessoas físicas outrora sem condições financeiras e que, durante a campanha, receberam de um tio alfaiate, falecido no distrito de Joselândia, uma generosa herança. Quem viver, verá!

  • Feliciano Prates
    14 Nov 2017 às 17:12

    O SITE DO GOVERNO DO ESTADO NAO TEM NENHUMA NOTÍCIA SOBRE A PRESENÇA DO DEPUTADO EDUARDO BOTELHO OFICIALMENTE NO EXERCICIO DO CARGO DE CHEFE DO EXECUTIVO DESDE DOMINGO. PORQUE SERÁ...PRO GCOM, PEDRO TAQUES CONTINUA NO CARGO...

  • Bia Lima
    14 Nov 2017 às 16:05

    Fornecedores deixados para trás a muito tempo né ? essa porcaria de governo deve as empresas que estão passando dificuldades financeiras e processos trabalhistas por não receberem....Vergonha total

  • carlos machado
    14 Nov 2017 às 14:51

    Ao que parece essas ações de atrasos em relação aos servidores são propositais. Vejam só, prometem pagar hoje, certamente em horario noturno, com muita gente vindo a receber somente amanha ou após o feriado (como os que possuem contas em outros bancos). Fica parecendo algo provocativo, para só em ultima hora pagar os proventos dos trabalhadores.

  • Dr Davi
    14 Nov 2017 às 14:16

    Taques fez campanha em cima da defesa do novo, entretanto, toda a sua gestão se voltou em torno dos interesses de um único setor, o grande agricultor (não uso o termo agronegócio porque a tributação do boi subiu de 5 para 7 por cento no governo Taques). Para manter a renúncia fiscal do agricultor aumentou a alíquota sobre o boi, a tributação sobre o comércio e por fim, retirou direitos dos servidores e irresponsavelmente os acusou pela situação fiscal do Estado, que de um lado é resultado da corrupção no governo anterior (obras da Copa) e no governo atual (Seduc, FAESP, ECT) e da renúncia fiscal sobre o maior setor do Estado, a agricultura. Sua política é semelhante a da República Velha, em que o Presidente representava somente os grandes produtores de café. Como se pode ver Taques não tem nada de novo.

  • Andreia
    14 Nov 2017 às 14:15

    Será que Berenice já recebeu Botelho??????? abre o olho....sua casa vai cair...ta dando muito na pinta

  • Onde está a verdade.
    14 Nov 2017 às 13:28

    O governador em exercício, Eduardo Botelho (PSB), determinou pagamento dos salários dos servidores que recebem até R$ 14 mil por mês. O dinheiro deve cair nas contas dos servidores até o final do dia. Com isso, o índice de servidores que já receberam pagamento ultrapassa 90%. A expectativa é de que até o dia 22 o pagamento seja concluído, incluindo o 13º dos aniversariantes do mês de outubro. http://www.folhamax.com.br/entrelinhas/estado-paga-quem-recebe-ate-r-14-mil/144904

  • Michelle
    14 Nov 2017 às 13:19

    Só Jesus na causa.quem vai pagar os juros das minhas conta .vcs não tá nem aí já receberão o salário duvido q vai pagar mês q vem com correcao

  • Cochabamba
    14 Nov 2017 às 13:13

    Não é ele o dono do Ligeirinho que faz a volta no Centro político? Alguem deveria investigar o contrato pq o ônibus era outro maior e mais confortável. Será que atrasa o pagamento pra ele?

  • Angelo
    14 Nov 2017 às 11:50

    Não faz nada mais do que seu dever e obrigação !

Sitevip Internet