Olhar Direto

Sábado, 16 de dezembro de 2017

Notícias / Cidades

Governo descarta risco de desabamento na ponte no Coxipó e dá prazo para terminar obra; fotos

Da Redação - Wesley Santiago

06 Dez 2017 - 10:09

Foto: Prefeitura de Cuiabá/Reprodução

Governo descarta risco de desabamento na ponte no Coxipó e dá prazo para terminar obra;  fotos
O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cidades (Secid), esclareceu que a Ponte Benedito Figueiredo, localizada na avenida Engenheiro Quidauguro, região do Coxipó, não corre risco de desabamento. Imagens têm circulado pelas redes sociais, relatando uma suposta possibilidade de que a estrutura viesse abaixo. A Defesa Civil esteve no local e avaliou que ainda não há risco. O secretário de Cidades, Wilson Santos (PSDB), deu um prazo de 60 dias para terminar a obra.

Leia mais:
Dois meses após interdição, prefeitura libera ponte para veículos leves e desafoga trânsito na Fernando Corrêa
 
O coordenador da Defesa Civil, José Pedro Ferraz Zanetti, explicou que “há algum tempo tivemos aquele problema da chuva, o rio encheu e comeu o barranco da cabeceira. Agora, voltaram as chuvas e o rio está subindo novamente, fazendo com que o mesmo problema volte. Estivemos no local e notamos que o barranco continua a ceder”.
 
“Por enquanto, não há risco para os carros que trafegam por ali. Porém, é preciso que se tome alguma medida. O município já encaminhou um documento pedindo ao Estado que o problema seja resolvido. Ressalto que a situação ainda é normal, está liberado para trânsito, mas é preciso que se resolva. Estamos fazendo uma análise mais profunda também”, acrescentou o coordenador.
 
A assessoria de imprensa da Secid informou à reportagem que “o contrato com a empresa venceu no dia 04 de dezembro e a obra tem apenas 33% de conclusão, mesmo sendo notificada várias vezes”. A pasta ainda acrescentou que está estudando as medidas cabíveis, que podem chegar até a contratação emergencial de outra empresa.
 
O governo deu um prazo de 60 dias para que o problema seja resolvido, ou que se tenha um avanço significativo, considerando o período chuvoso. Além disto, reiterou que não há risco de desabamento. Para evitar qualquer tipo de problema, poderá ser feito um estreitamento de pista, como forma de precaução.
 
A ponte foi liberada no dia 05 de abril deste ano, após quase dois meses de interdição. Porém, continua proibida a circulação de caminhões e carretas pelo local, o que poderia colocar em risco a travessia de veículos. Para solucionar os problemas emergenciais, foram colocadas chapas metálicas na cabeceira da ponte – onde ocorre desbarrancamento –, que permitirão com segurança a passagem dos veículos leves.
 
A ponte Benedito Figueiredo foi interditada no dia 16 de fevereiro, por causa do risco de desbarrancamento de uma das suas cabeceiras. Ela interliga o Jardim Califórnia (Av. Beira Rio) ao bairro Cophema (Av. Quidalguro Fonseca) e funciona como uma importante alternativa à avenida Fernando Corrêa, principal artéria da região Sul da cidade.

Corrigida às 10h44.

17 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Aretana Arruda Campos
    07 Dez 2017 às 12:01

    Vou refazer meu comentário : tem coisa errada aí. Guardem meu comentário anterior, que o olhar direto não teve peito de publicar. Ese contrato foi feito para ser cancelado no meio do caminho , como está acontecendo agora. O próximo movimento será a contratação, em caráter emergencial com dispensa de licitação e pelo dobro do valor atual, de uma empresa amiga, de tempos passados. Podem publicar este comentário, pois os outros jornais ja publicaram.

  • sandra
    07 Dez 2017 às 10:53

    como um Governo do Estado meio da Secretaria de Cidades (Secid) pode afirmar não corre risco de desabamento essas imagens são reais colocaram sacos de areais para a população não ver a erosão que esta na cabeceira da ponte. Ah... entendi não tem nenhum familiares deles moradores que utilizam essa ponte por isso que e segura pois caso morassem ja estaria consertada ou pelo menos interditas ... mais tudo bem no brasil (com b minusculo mesmo) só e tomada as medidas cabíveis quando acontece uma tragedia ... então vamos aguardar ... UMA VERGONHA MESMO ESSE PAIS QUE ESTAMOS VIVENDO.. .

  • Lindy
    07 Dez 2017 às 10:28

    nao é o que eu vejo, nessa foto postada. E tocando num assunto que tem relão, numa das margens da pra ver a corresao , essas empresas que retiram area do rio, nao limpam o asfalto na frente de suas estruturas so retiram do rio, nao faz nada para reflorestar ou cuidar das margens.

  • Aretana Arruda Campos
    07 Dez 2017 às 09:45

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • gelzimar bezerra da silva
    06 Dez 2017 às 17:33

    Vcs entenderam a notícia Por enquanto é"segura" . Significa que não é confiável simples assim e por conta e risco.

  • leandrinho
    06 Dez 2017 às 16:02

    Rapaz do céu, entrei nesse link que a Mirtes indicou , se aquilo que o cara filmou o governo chama de " boataria" eu não sei o que é risco.. um absurdo...

  • jose
    06 Dez 2017 às 15:58

    Já mudei de intinerario, não vou virar estatística. Cansei de ver na TV estes políticos afirmando que íamos de VLT assistir a copa de 2014.

  • THAIZA
    06 Dez 2017 às 15:38

    NÃO SEI EM QUEM POSSO CONFIAR MAIS DO QUE NO EXCELENTISSIMO GOVERNADOR OU EM NOSSO ANTIGO PREFEITO, QUE NOSSO SENHOR PROTEJA A TODOS OS QUE TEM NECESSIDADE DE PASSAR PELO LOCAL.

  • Ademir
    06 Dez 2017 às 15:25

    Uma vergonha esta obra como a empreiteira 3 Irmãos que nunca como todas as empreiteiras daqui fazer um serviço digno e sem problemas, nada produzem com qualidade e no prazo, para tanto todas que fazem estas sujeiras no estado com obras mal acabadas e sem prazo para terminar ou abandonam as obras deviam nunca contratar mais com o serviço público e ainda pagar uma multa exemplar!!! Cadê Wilson os amigos que falam que vai fazer e somem!!

  • André
    06 Dez 2017 às 13:36

    Houve um tempo que uma fala do governo nos deixava seguros, mas esse tempo já passou, o que impera agora é a desconfiança. Evitem o local, simples assim.

Sitevip Internet