Olhar Direto

Sábado, 16 de dezembro de 2017

Notícias / Cidades

Faixas exclusivas poderão ser usadas por táxis, ambulâncias e motos em Cuiabá; multas serão arquivadas

Da Redação - Wesley Santiago

06 Dez 2017 - 10:38

Foto: Luiz Alves

Faixas exclusivas poderão ser usadas por táxis, ambulâncias e motos em Cuiabá; multas serão arquivadas
Os veículos de transporte individual de passageiros (táxis), ambulâncias e motos estão autorizados a circular pelas faixas que até então eram exclusivas para os ônibus no município de Cuiabá. A lei nº 6.236 foi promulgada pelo presidente da Câmara de Vereadores, Justino Malheiros (PV). Os condutores que foram multados através do videomonitoramento terão as notificações arquivadas.

Leia mais:
Fernando Corrêa terá faixa exclusiva para ônibus a partir da próxima semana
 
O artigo 1º da Lei versa que “fica assegurada no Município de Cuiabá, a circulação de transporte individual de passageiros (táxis) com ou sem passageiros, ambulâncias e motos, durante 24 (vinte e quatro) horas por dia todos os dias da semana, nas faixas de ônibus à direita”.
 
Além disto, a prefeitura terá de instalar placas para sinalizar que está permitida a circulação de ônibus, táxis e motos pela via exclusiva. Ficou definido também que não será permitido o embarque e desembarque de passageiros usuários de táxis nos corredores exclusivos a esquerda, o qual será permitido apenas nas faixas à direita.
 
Já o artigo 4º determina que “as multas por utilização de faixa exclusiva para ônibus, originadas por sistema eletrônico de fiscalização, serão arquivadas, caso não tenha infligido nenhuma outra Lei”. Todas as despesas decorrentes desta lei correrão por conta de dotações orçamentárias próprias, que serão suplementadas, se necessário.
 
Em julho, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) já havia liberado a utilização das faixas exclusivas para os táxis. O entendimento era de que isso não afetaria o fluxo na via. Porém, existia um horário pré-determinado.
 
Cuiabá conta com 12,5 quilômetros de faixa exclusiva nas principais avenidas da cidade Getúlio Vargas, Isaac Póvoas, Generoso Ponce, Prainha e CPA. Uma das metas de prefeitura é ampliá-las para outras regiões como o Coxipó e também a avenida Fernando Corrêa da Costa. A nova faixa deve ter um total de 1,5 quilômetro de cada lado da avenida, iniciando na Praça dos Motoristas, em frente à escola Master até o viaduto da UFMT.
 
Para evitar uma multa, o ingresso dos veículos nas faixas só é permitido para fazer a conversão à direita e deve ser feito ao final da linha contínua, onde começa a linha tracejada. O acesso à faixa exclusiva também é permitido para entrar em residências ou estacionamentos.

18 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Pense bem!
    07 Dez 2017 às 07:13

    Continuando... sem a devida identificação, fica difícil a fiscalização e volta como era. Então, quando regamentarem e seguir regras, bem provável que poderá usufruir de certos benefícios. Enquanto isso, parem de querer empurrar o errado a guela abaixo

  • Pense bem!
    07 Dez 2017 às 07:10

    Pois bem, querem comparar o táxi com Uber. Mas regulamentar ninguém quer. Querem os mesmos direitos, porém, os deveres esquecem. Assim fica fácil viver ou no caso deles "SOBREVIVER"

  • João
    06 Dez 2017 às 23:27

    Já tem faixa exclusíva de ônibus. Agora só faltam os ônibus.

  • Cidadão de bem
    06 Dez 2017 às 21:56

    Já vai começar a palhaçada do jeitinho brasileiro, ambulâncias tudo bem agora outros veículos então para que faixas exclusivas? Libera essa M.... para todos já que é "liberado mesmo".

  • Gestor de seguranca
    06 Dez 2017 às 19:23

    Poderia colocar os carros fortes também

  • João
    06 Dez 2017 às 18:26

    E porque não fala nada dos onibus que circulam em outras faixas? onibus pode?

  • rodrigo
    06 Dez 2017 às 15:47

    Primeiro que permitir motos na faixa não é obrigar , leiam com atenção , elas podem fazer algum tipo de manobra na faixa sem se preocupar em ser multado , porque moto é veiculo rápido , mesmo sendo autorizado a maioria vocês vão ver nos corredores , mas agora com uma faixa a mais liberada , isso vai fazer fluir o transito.

  • Marcelo Cuiabano
    06 Dez 2017 às 14:45

    Um absurdo total essa lei. Primeiro que é discriminatória, se permitir taxi, tem que permitir uber e outros assemelhados, segundo que permitir motoqueiros na faixa exclusiva de onibus é risco total de acidentes e outras colisões do gênero, e por ultimo, se vc abrir pra vários outros tipos de veiculos motorizados vc perde a finalidade essencial da criação da faixa excluisva, que é justamente dar mais fluiedêz e maior rapidez ao transporte coletivo. Lei populista sem nenhuma amparo técnico.

  • Willian
    06 Dez 2017 às 14:33

    Talvez os táxi deveriam usar a faixa exclusiva somente com passageiros, igual é em belo horizonte , que é permitido somente com passageiro

  • Jean
    06 Dez 2017 às 13:57

    Excelente iniciativa, Jorge creio que os horários informando nas placas já ajudam, o que tem que ser revisto é esse ônibus trafegando nas outras pistas porque eles ja tem a exclusivas e também entrarem nas vagas para descida e subida de passageiros eles para no meio da rua atrapalhando o transito.

Sitevip Internet