Olhar Direto

Quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Notícias / Meio Ambiente

Cuiabá receberá 300 mil árvores até abril de 2018; conheça o projeto 'Verde Novo'

Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira

12 Dez 2017 - 08:55

Foto: Olhar Direto

Ypê amarelo em Cuiabá.

Ypê amarelo em Cuiabá.

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), desembargador Rui Ramos Ribeiro, lança nesta quarta-feira (13) o projeto “Verde Novo” que prevê a plantação de 300 mil árvores, em homenagem aos 300 anos de Cuiabá, celebrados em no dia 8 de abril de 2019. O lançamento ocorrerá às 8h, no deck do Lagoa Food Park, localizado no Parque das Águas.
 
“Verde Novo” é uma parceria entre o Poder Judiciário, o Juizado Volante Ambiental (Juvam), Prefeitura de Cuiabá e o Instituto Ação Verde. O projeto não especifica os locais de plantação nem as espécies escolhidas.

Leia mais:
Cuiabá firma acordo com MP e promete arborizar mais de 7 bairros com árvores nativas; veja lista

 
Na solenidade de lançamento do projeto, será assinado um Termo de Cooperação Técnica entre o desembargador-presidente do TJMT, o juiz titular do Juvam, Rodrigo Curvo, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, e o diretor-presidente do Instituto Ação Verde, Lidio Moreira dos Santos.
 
“Esse projeto visa resgatar o título de cidade verde. Pelos índices de arborização conhecidos, Cuiabá está muito abaixo, se comparada com outras capitais do Centro-Oeste. Nesse sentido, o Juvam apresentou o projeto com a finalidade de mobilizar a cidade, buscar parceiros para cooperar e atingir nossa finalidade. É uma meta ousada, mas é algo que tem que ser feito”, explicou o juiz Rodrigo Curvo.
 
O magistrado destaca a previsão constitucional de dever do Poder Público em defender e preservar o meio ambiente, na qual se insere o Poder Judiciário no contexto de encabeçar um projeto tão importante para a capital mato-grossense.
 
“O Poder Judiciário também compõe o Poder Público e por isso a justificativa pela qual nós temos a legitimidade para provocar essa mobilização da cidadania cuiabana visando a arborização. O Judiciário é visto com a atuação tradicional do poder, que seria o julgamento de processos. Porém, a área ambiental exige também ações não-convencionais como esta, que visam a conscientização ambiental”, enfatizou.
 
Pessoas físicas e jurídicas que colaborarem com o plantio das 300 mil árvores receberão uma certificação de responsabilidade ambiental por meio do Selo Verde.

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Monica
    13 Dez 2017 às 15:34

    Sempre tive este desejo de poder arborizar a minha rua. Pensava que um pequeno movimento iria servir de exemplo p outros. Fico bastante feliz de ver esta grande iniciativa partindo o poder judiciário e mobilizando várias entidades e inclusive toda a população! Viajo por outras cidades, voltei recentemente de Santiago e ponderei se aqui eh possível ter uma cidade tão lindamente arborizada, também não será diferente em Cuiabá! Apenas precisamos ter a coragem de dar o primeiro passo, ousado e corajoso! Estamos juntos!!

  • Marcos Silveira
    13 Dez 2017 às 10:35

    Deve-se verificar mecanismos legais para que os proprietários de lojas, onde nas calcadas serão plantadas, não as mutilem, danifiquem.... pois vê-se muitos proprietários de lojas na região central que não permite plantio de arvores pois segundos os mesmos prejudicam a visão das vitrines e dos letreiros. Há inda uma obrigação na legislação da Prefeitura que OBRIGA todos a plantar arvores em suas calcadas, porém não é cumprida, não é feita cumprir, não se fiscaliza,

  • Saraiva
    13 Dez 2017 às 08:32

    Concordo com Augusto, Em outras grandes capitais se anda nas principais ruas na Sombra. Cuiabá com esse sol todo devia ser mais arborizada por onde a populacao caminha.

  • Eunice
    13 Dez 2017 às 07:43

    Se existe tanta preocupação com o meio ambiente porque não salvar vidas? As unidades de saúde, os hospitais estão sendo precarizados, o pronto socorro virou um depósito de pessoas a e preocupação maior é arborizar a cidade. Qual o valor desse projeto?

  • Sociedade
    12 Dez 2017 às 19:42

    Aí vem com milhares de mudas de 20 centímetros de tamanho, plantam em todo lugar. 30 dias depois morreram todas pisoteadas, sempre assim. Coloquem MUDAS COM 3 METROS DE ALTURA aí o projeto da certo.

  • Augusto
    12 Dez 2017 às 17:03

    Não adianta plantar arvores se nao deixam elas crescerem. Tem que dar jeito tambem na fiação eletrica pras arvores crescerem e ter sombra. No RJ a fiação é subterranea em varios lugares e voce anda tranquilamente na Sombra. Se fizesse isso pelo menos na Regiao central a cidade ja seria outra.

  • MARIA JOSE SERGIO DA SILVA
    12 Dez 2017 às 16:11

    eu quero plantar na rua de casa e importante

  • Quase Nada
    12 Dez 2017 às 10:49

    Se plantarem 30 árvores já vai ser lucro

  • Luís Sebastião
    12 Dez 2017 às 10:38

    Mais um prefeito delirando. O WS teve projeto semelhante não deu em nada. Agora vem EP ? Mais um projeto hellmans.

Sitevip Internet