Olhar Direto

Sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Notícias / Política MT

AMM não descarta pedido de impeachment em caso de atrasos durante 2018

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

07 Jan 2018 - 14:20

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

AMM não descarta pedido de impeachment em caso de atrasos durante 2018
O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, avaliou que todas as exigências feitas pelo governo estão acontecendo e que caso existam atrasos as prefeituras a partir de janeiro de 2018, os prefeitos podem pedir pelo impeachment do governador Pedro Taques (PSDB), como já haviam ameaçado no mês de outubro.

Leia também
Após morte de prefeito em Colniza, outros dois comunicam que sofrem ameaças


Segundo Neurilan, o secretário-chefe da Casa Civil Max Russi propôs à AMM para que os prefeitos aguardassem recursos como do Auxilio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX) e da emenda da bancada federal, além da aprovação da PEC do Teto de Gastos que a partir de 2018 não haverá mais atrasos.

“A PEC foi aprovada, o FEX está vindo, a emenda da bancada federal foi empenhada ontem. Todas as condições favoráveis ao governo estão acontecendo. Nós aceitamos que para poder cobrar do governo iria esperar que esta situação favorável acontecesse. Estão todas acontecendo e daqui para frente não justifica mais atrasar repasses para as prefeituras”, explicou.

“Caso atrase, não precisa mais fazer assembleia, chamar prefeito aqui. Ficou decidido naquela assembléia em outubro que vamos pedir o impeachment. Nós não queremos isso, tanto que corremos atrás do FEX. Acreditamos que não vai haver a necessidade, mas estamos inclusive com toda a peça jurídica pronta”, declarou.

Fraga também fez uma avaliação do governo Taques dando uma nota seis. Para ele, o governador avançou em algumas áreas, mas retrocedeu em algumas principais como aconteceu na saúde.

“No meu ponto de vista teve alguns avanços sim. A honestidade do governador é indiscutível. Até agora não houve nada em termos de desvio financeiro. Teve a questão dos grampos e isso é inadmissível. Tivemos também avanços em infraestrutura, mas por outro lado teve retrocesso como os investimentos na área da saúde que diminuiu em relação a anos anteriores. Para este governo dou nota 6”, finalizou.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • SIMPLES
    08 Jan 2018 às 09:54

    O Brasil inteiro em crise, MT com salários pagos com pequeno atraso (de poucos dias) e surgem esses iluminados com idéias bombásticas. O problema são 141 municípios, dos quais mais de 70%, sem medo de errar, sobrevivem tão somente dos repasses obrigatórios. O absurdo é esse!!! Vereadores, prefeito, secretários sustentados com repasses obrigatórios, pois o município nada produz. Não sei se existe essa possibilidade, mas boa parte da solução passa pela reunificação de municípios (que foram criados com critérios meramente politiqueiros), diminuindo os cabides de emprego e aumentando a eficiência. Simples assim!!!

  • Fernando
    08 Jan 2018 às 07:58

    Ano eleitoral é sempre a mesma coisa, neguinho não pode ver a porta da geladeira aberta, já pensa que é holofote de repórter...

  • Armindo de Figueiredo Filho Figueiredo
    07 Jan 2018 às 20:02

    ORA!!ORA!!!Quem diria!!! !!! Só vive de repasses, incluindo aí o FPM etc. e etc. Estavam querendo BELISCAR O FEX, só que o "RIO DE DINHEIRO" SUMIU, EVAPOROU ... não deu pro gasto....

  • joaoderondonopolis
    07 Jan 2018 às 18:02

    Se a AMM está com a razão, porque esperar mais tempo para pedir o Impeachment do governador? Já passou da hora de tomar esta decisão. A população não aguenta mais esperar até 31/12/2018 para soltarmos fogos para festejarmos a saída do governador.

  • Saulo
    07 Jan 2018 às 17:15

    Não adianta ficar só amassando já teria que ter pedido o afastamento ano passado, esse neurilan só quer aparecer, Taques nunca vai regularizar os repasses, quero ver ter culhao pra pedir o afastamento.

  • RODRIGO
    07 Jan 2018 às 16:38

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Rogerio
    07 Jan 2018 às 16:23

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • pedro
    07 Jan 2018 às 15:20

    CHEGA DE MIMIM I, SE ESTA ERRADO PROCURA A JUSTICA................PIOLHO DE MIDIA

Sitevip Internet