Olhar Direto

Domingo, 21 de janeiro de 2018

Notícias / Picante

Suposta propina

Após ser citado em inquérito da PF, Fagundes classifica decreto como “avanço logístico”

Da Redação

10 Jan 2018 - 09:45

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Suposta propina
O senador Wellington Fagundes (PR) virou noticia nacional novamente após ter seu nome vinculado ao inquérito da Polícia Federal que investiga o presidente da República, Michel Temer (PMDB), por suposto recebimento de propina na edição de um decreto sobre portos. Presidente da Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem (Frenlog), o senador mato-grossense aparece em duas das 50 perguntas encaminhadas pela PF ao presidente. Por meio de nota, Fagundes disse ser voz ativa na edição do decreto, que ele classifica como “importante avanço para a logística”.

Veja a íntegra:

Presidente da Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem (Frenlog), o senador Wellington Fagundes é voz ativa de reuniões públicas, tidas transmitidas pela internet ao vivo, para a formulação dos termos do Decreto dos Portos (nº 9.048/2017), distinguido como importante avanço para logística e atração de investimentos e geração de empregos.

Mais Picantes

Sitevip Internet