Olhar Direto

Sexta-feira, 20 de abril de 2018

Notícias / Política MT

Assembleia Legislativa de MT possui maior verba indenizatória e é a quinta mais cara por deputado estadual

Da Redação - Ronaldo Pacheco

12 Jan 2018 - 16:01

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Assembleia Legislativa de MT possui maior verba indenizatória e é a quinta mais cara por deputado estadual
A Assembleia Legisaltiva de Mato Grosso possui a maior verba indenizatória individual por cada deputado estadual. E, de quebra, o Poder Legislativo de Mato Grosso aparece em quinto lugar, no ranking elaborado pela Revista Exame, no custo de cada parlamentar, para o Tesouro do Estado: R$ 160,32 mil por mês.
 
A reportagem da revista, uma das mais tradicionais do Brasil, apresenta que os deputados estaduais brasileiros gastam demais, têm muitos funcionários e há casos até de receberem acima do teto permitido. A conclusão é de relatório da ONG Transparência Brasil divulgado esta semana foi publicado pela Revista Exame.
 
Num momento em Mato Grosso observa, sem entender ao certo, a polêmica pouco clara entre os deputados Jajah Neves (PSDB) e licenciado Wilson Santos (PSDB), secretário de Estado das Cidades, sobre a verba indenizatória, além das reclamações do Poder Executivo sobre os valores estratosféricos repassados aos poderes, urge o debate. E não são poucos os que consideram interessante a Mesa Diretora da Asssembleia Legislativa vir a público e explicar corretamente quanto custa cada parlamentar e, num contexto ampliado, a manutenção do Edifício Dante Martins de Oliveira.
 
O estudo da Transparência Brasil demonstra que os deputados de ao menos cinco estados ganham mais do que o teto permitido, que é de R$ 25.322 por mês. Para burlar esse limite, eles recebem gratificações quando presidem comissões na Casa ou quando fazem parte da mesa diretora.
 
A Transparência Brasil descobriu também que muitos deputados estaduais têm direito a verbas indenizatórias “astronômicas”. Esse dinheiro é usado para gastos como escritório, passagens aéreas e aluguel de veículos.
 
Na Câmara dos Deputados em Brasília, o teto da verba indenizatória varia entre R$ 30 mil e R$ 45 mil, dependendo do estado de origem do parlamentar. Nas Assembleias estaduais, porém, há limites de até R$ 65 mil, como é o caso do Mato Grosso.
 
Detalhe: diferente dos federais, os deputados estaduais trabalham em seu próprio estado de origem e não têm a necessidade de viajar longas distâncias toda semana. Outro ponto de desperdício é a verba de gabinete – dinheiro destinado à contratação de assessores para o parlamentar. Os deputados federais em Brasília têm um teto de R$ 92 mil, para contratar 25 pessoas.
 
Pois nos estados há valores bem maiores. No Distrito Federal, por exemplo, a verba de gabinete é de impressionantes R$ 173,2 mil, quase o dobro da verba disponível para os deputados federais. Esse montante faz com que os deputados estaduais do Distrito Federal sejam os mais caros do país, de acordo com o levantamento.
 
Três estados não entraram no estudo, pois não disponibilizaram os dados necessários: Acre, Maranhão e Sergipe. Outros aparecem apenas com parte das informações, como o Amapá (que não mostra a verba de gabinete de seus deputados).  
(Colaborou Carlos Gustavo Dorileo).

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Sergio Hungria dos santos
    08 Fev 2018 às 12:51

    E muito dinheiro jogado fora Muita mordomia

  • Eliane
    14 Jan 2018 às 08:19

    A AL no tempo "dele-Riva" chegou a ficar entre os três maiores orçamentos das Als do país. Mas MT nunca passou do 10º lugar em termos de orçamento. Não é pra menos que dizem que o Judiciário e o Legislativo do Estado é coisa de Estado rico.

  • por justiça
    13 Jan 2018 às 09:32

    Isto e uma vergonha para o Brasil e o mundo vamos unirmos e delatar essas malvadesa com dinheiro do povo chega de tanta convardia com nosso dinheira dos impostos que o povo paga vamos po tudo em prato limpo ja.....

  • Tchá por deux
    12 Jan 2018 às 18:25

    Eu li direito??? Verba indenizatória de 65 mil reais??? Se achei uma imoralidade a de 15 mil da Casa de Horrores, essa é uma OBCENIDADE!!! Ministério Público, cadê vcs pra EXIGIR A PRESTAÇÃO DE CONTAS tanto do Legislativo ESTADUAL, como o MUNICIPAL????? Isso é dinheiro dos NOSSOS IMPOSTOS E QUERO CONTA!!!!

  • Graci Ourives
    12 Jan 2018 às 18:20

    Ronaldo bela matéria, MT está uma pouca vergonha Nacional, visitem o hospital Julio Müller, médicos de primeira linha e os políticos não estão nem aí! E as polícias do Estado? Sem estruturas de trabalho, absurdo pq são eles que nos defendem. Qtos desamoarados na rua, lamentável. E políticos preocupados com reeleição? A sociedade precisa unir e exigir muito desses eleitos. Graci Ourives de Miranda

  • Renan
    12 Jan 2018 às 17:23

    Se depender dos nossos parlamentares" jha jha" seremos o número 1

  • EDSON CARLOS
    12 Jan 2018 às 17:01

    É a farra do boi com o dinheiro dos contribuintes .ETÀ FERRO

Sitevip Internet