Olhar Direto

Segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Notícias / Esportes

Empresários levam prejuízo de R$ 350 mil com clássico entre Flamengo e Fluminense em Cuiabá

Da Redação - Wesley Santiago

28 Fev 2018 - 15:43

Foto: Olhar Direto

Empresários levam prejuízo de R$ 350 mil com clássico entre Flamengo e Fluminense em Cuiabá
Apesar dos quatro gols levados na Arena Pantanal, o Flamengo não saiu de mãos abanando de Cuiabá. Na verdade, quem ficou mesmo com o prejuízo foram os empresários que resolveram realizar o jogo no estádio mato-grossense. Pelo menos isso é o que aponta o Blog da Gabriela Moreira, da ESPN. A estimativa é que a partida tenha gerado prejuízo de cerca de R$ 350 mil à Xaxá Produções e à FS.

Leia mais:
Com 15.884 torcedores na Arena, Fluminense aplica 4X0 no Flamengo;Veja fotos e vídeo
 
Segundo o que foi apurado pelo blog, o custo total do evento foi de R$ 1,25 milhão. Dentro deste montante, estão inclusos os cachês pagos aos clubes, que foi de R$ 350 mil para cada. O valor cobrado pela Federação do Rio que seria para pagar o custo do envio das equipes à Cuiabá, R$ 50 mil, o voo fretado para o transporte dos times, R$ 200 mil, e os gastos da operação no estádio em si, que ficou em cerca de R$ 300 mil.
 
No clássico realizado na Arena Pantanal, os ingressos custaram entre R$ 60 e R$ 160, gerando uma renda total de R$ 918.140,00. O público foi de quase 16 mil pessoas. Se tivessem mais quatro mil, a conta fecharia para o empresário. 
 
Alguns fatores pesaram para o prejuízo, sendo dois mais importantes, segundo o blog: O fato de o rubro-negro ter decidido poupar seus principais jogadores e a má fama que ficou da empresa Xaxá Produções. Isso porque um dos casos chegou a ir para a Justiça, em 2014. Corinthians e Vitória levaram calote de R$ 1 milhão do empresário. A partida teve apenas pouco mais de seis mil pagantes e ele alegou dificuldades para pagar. Mesmo indo para a Justiça, a empresa não arcou com os acordos iniciais. 
 
Entre os jogadores que viajaram para Cuiabá, dois estavam nos cartazes de propaganda do jogo na cidade, Henrique Dourado, que faria seu primeiro jogo contra o ex-clube, e Diego. Do lado rubro-negro, apenas Vinícius Júnior esteve em campo. Outro problema foi a insegurança gerada no público com a demora para a confirmação da realização do jogo na cidade.
 
As vendas começaram no início da semana, mas o jogo só foi confirmado na quarta-feira porque Fluminense, Flamengo e Federação só liberaram os documentos depois de receber seus pagamentos.
 
Por fim, o blog da jornalista explica que mesmo com prejuízo os fornecedores contratados para a partida foram pagos logo após o jogo. Não foi possível contato com as empresas citadas.

20 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Joao sabe de nada
    01 Mar 2018 às 11:39

    Poxa.. Não deu pra lavar mais... deixa pro próximo evento.

  • mayara
    01 Mar 2018 às 10:29

    Como lotar? Com preços abusivos... Pagar 8 reais por um pastel, cadeiras imundas que nem dava prá sentar, e ainda por cima trazer o time reserva prá jogar. Uma tremenda falta de respeito para com o torcedor

  • GETULIO/CUIABA
    01 Mar 2018 às 10:05

    Faltou absoluto respeito com o torcedor Mato-Grossense, trazer time reserva, cobrar ingresso caro, restringir forma de pagamento de ingressos, acho deu até muita gente.

  • rafael fernandes
    01 Mar 2018 às 09:29

    Como lotar, uma arena, numa crise dessa, com um valor abusivo????????? FAMÍLIAS não irão mais ao estádio, é um custo muito caro, se começarem a colocar valores de até 30,00... qualquer time da série A, vai bombar a arena

  • Reginaldo
    01 Mar 2018 às 08:43

    Brasileiro sendo brasileiro... Matéria sobre o prejuízo num jogo de futebol e hipocrisia "nivel hard" nos comentários.. Desvio de foco, desvio de assunto... É a mesma hiprocrisia que pratica um cidadão que quer a morte do estuprador de sua filha mas não quer a msma morte se o estuprador for seu parente... Cada um que aparece viu... Ah, já ia esquecendo... sua opinião, respeito mas NÃO sou obrigado a concordar ok...

  • Claison
    01 Mar 2018 às 08:24

    Investir em Futebol ? Tem q se lascar mesmo....

  • Nascimento
    01 Mar 2018 às 08:08

    Moscaram...se tivesse com um preço acessível..muitos famílias iriam ver o jogo, mas neste preço, com um time reserva ainda...

  • durval leal
    01 Mar 2018 às 07:18

    como que ter lucros,se o time do fla vem com reservas.sou torcedor do FLUMINENSE, mais isso e sacanagem com quem paga o jogo.nao fui por isso.

  • Paulo
    01 Mar 2018 às 01:44

    Bem feito! Fui comprar o ingresso no dia do jogo e NÃO estavam passando cartão. Tenho certeza que se tivesse passando cartão haveriam muitos outros torcedores. Faltou planejamento, que sirva de lição!

  • JOVANIL
    01 Mar 2018 às 00:22

    O Corinthians 6 mil ah ah

Sitevip Internet