Olhar Direto

Segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Notícias / Política MT

AL completa 16 dias sem analisar projetos e pode convocar extraordinária para soltar Savi

Da Redação - Érika Oliveira

16 Mai 2018 - 10:05

Foto: Rogerio Florentino/Olhar Direto

AL completa 16 dias sem analisar projetos e pode convocar extraordinária para soltar Savi
A Assembleia Legislativa de Mato Grosso entra na terceira semana consecutiva sem reunir número suficiente de deputados para analisar proposituras e a pauta continua travada por conta de vetos. Na noite desta terça-feira (15), uma cena que já se tornou comum no edifício Dante Martins de Oliveira, o painel do plenário registrava a presença de 15 deputados, mas era possível contar nos dedos de uma mão quantos parlamentares estavam de fato no local. Diante da situação, um eventual processo legislativo que trate da revogação da prisão do deputado Mauro Savi (DEM) poderá ser realizado de forma extraordinária.

Leia mais:
- Após 11 dias de folga e operação do Gaeco deputados voltam a esvaziar sessão
- Fabris quer conversa com desembargador sobre soltura de Savi: “precisamos dele na AL, não na cadeia”

Atualmente, tramitam no Edifício Dante Martins de Oliveira alguns projetos considerados de suma importância para o Governo de Mato Grosso, como o Fundo Estadual de Estabilização Fiscal (FEEF) e as contas do governador Pedro Taques (PSDB), ainda do exercício de 2016.

A “folga” dos deputados teve início no feriado do dia 01 de maio e, na semana do dia 08 de maio, quando os deputados deveriam retomar as atividades parlamentares e realizar, inclusive, sessões duplicadas para compensar os 11 dias de “descanso”, foram surpreendidos pela ‘Operação Bônus’, que prendeu Mauro Savi e envolve ainda o presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM). A operação teria sido responsável pelo esvaziamento do Legislativo.

Na manhã desta quarta-feira (16), os deputados abriram a sessão e deram início às discussões do pequeno expediente. Mas, até o fechamento desta reportagem os 09 vetos que estão travando a pauta nao tinham começado a ser analisados. Para que haja votação de vetos é necessária a presença de pelo menos 13 deputados em Plenário.

Soltura de Savi

Na semana passada, o procurador-geral da Assembleia Legislativa, Grhegory Maia, emitiu um parecer autorizando os deputados estaduais a votarem a revogação ou não da prisão preventiva decretada contra Mauro Savi, preso desde a última quarta-feira (09).

O rito de soltura do deputado depende de uma nova formação da Comissão de Ética do Legislativo, com a indicação de pelo menos três novos membros pelo bloco Integração. O processo deverá ser conduzido pelo segundo-vice-presidente Max Russi (PSB), uma vez que o presidente Eduardo Botelho e o primeiro-vice-presidente Gilmar Fabris (PSD) se auto-declararam impedidos por também serem alvos de investigação do Ministério Público.
 
 

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • tiago
    16 Mai 2018 às 12:24

    A resposta pra CORJA vem agora em outubro... Assim espero.

  • LUIZ
    16 Mai 2018 às 11:56

    Estava demorando eles fazerem uma extraordinária, vocês sabem que paga? Advinha?

  • cidadão
    16 Mai 2018 às 11:02

    Corja!

  • Mauro Miguel Costa
    16 Mai 2018 às 10:54

    Nosso Estado está tomado por corrupção ao ponto de não mais termos representantes dignos de confiança.

Sitevip Internet