Olhar Direto

Notícias / Cidades

Motociclista que morreu após bater em barra de ferro próximo a condomínio não possuía CNH

Da Redação - Fabiana Mendes

16 Mai 2018 - 11:13

Foto: Divulgação - PMMT

Motociclista que morreu após bater em barra de ferro próximo a condomínio não possuía  CNH
O motociclista, de 38 anos, que morreu em um acidente fatal próximo do condomínio Alphaville, no bairro Jardim Itália, em Cuiabá, na tarde desta terça-feira (15), não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Elias Junior Ferreira de Souza foi a óbito após colidir frontalmente com uma barra de ferro. 

Leia mais: 
Motociclista morre ao bater em poste próximo de condomínio em Cuiabá

Segundo o boletim de ocorrência, Elias seguia pela Avenida Erico Preza em uma motocicleta Yamaha de cor roxa, no sentido ao centro da cidade. Em determinado momento, ele perdeu o controle da moto e colidiu de frente com uma barra de ferro, no canteiro da via.
 
Em decorrência do acidente, ele sofreu varias lesões graves pelo corpo, e foi a óbito ainda no local do acidente. A médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou o óbito do homem.
 
De acordo com a Delegacia de Trânsito (Deletran), Elias não possuía CNH e também estava sem licenciamentos do veículo.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).
 

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Imposto pago retorno zero
    08 Jun 2018 às 10:01

    ALÉM DA FALTA DE TREINO E HABILITAÇÃO QUE É FUNDAMENTAL SIM, DIREÇÃO DEFENSIVA SEMPRE !! COM EDUCAÇÃO !! FALTA A FISCALIZAÇÃO QUE FALTA TAMBÉM A CONSCIENTIZAÇÃO DE QUE NO TRÂNSITO TAMBÉM É PRECISO CALMA, CONCENTRAÇÃO, PACIÊNCIA, SINALIZAÇÃO , E MUITA EDUCAÇÃO COMO EM TODO LUGAR ,MAS AGENTE VÊ MUITOS LOUCOS NO TRÃNSITO CORREM DEMAIS SIM ,A SETA MUITOS NÃO USAM E É MUITO FUNDAMENTAL

  • Canhoto
    17 Mai 2018 às 13:29

    Sem contar que outro dia ouvindo uma conversa de um pessoal barra pesada aqui do pedra, que estavam com o carro cheio de produtos de furto, mas por que tinham um adesivo do Bolsonaro colado no vidro os policiais o deixaram passar sem revista alguma 2 vezes seguidas no mesmo dia, sem que houvesse fiscalização no veículo dos caras.

  • Lindy
    17 Mai 2018 às 09:10

    caro Fernando, generalizando os motoqueiros e esquecendo dos condutores de veiculo. eu vou mais alem, que 90% dos condutores estao com habilitaçao vencida, compradas e dentre esses sem habilitaçao. Pois o que vemos no dia a dia no transito, juntando com obras que nascem do dia pra noite, gelo bahiano entre outros de tantas.....imprudencia, pressa. Concordo com voce acho inclusive que os motoqueiros deveriam andar um atras do outro ne? pra melhorar o nosso transito caotico. Ps: não é pessoal o comentario, estou contemplando varios problemas.

  • ZE NINGUÉM
    16 Mai 2018 às 16:04

    SE HOUVESSE EDUCACAO, FISCALIZACAO E NAO IMPUNIDADE, 99,9% DE CORRUPÇÃO SERIA EXTERMINADA. NOJO DESSE PAIS

  • fernando
    16 Mai 2018 às 12:20

    EU SABIA!! COMENTEI SOBRE ISSO NA PRIMEIRA REPORTAGEM. AQUI EM CUIABÁ COMO NÃO HÁ FISCALIZAÇÃO PRA NADA, O CARA COMPRA A MOTO, O CAPACETE E SAI LOUCO POR AÍ, SEM HABILITAÇÃO. SE HOUVESSE UMA SEVERA FISCALIZAÇÃO POR PARTE DAS AUTORIDADES, 99% DAS MOTOS QUE TRANSITAM EM CUIABÁ SERIAM RETIRADAS DAS RUAS. SERIA UMA BENÇÃO!!

Sitevip Internet