Olhar Direto

Quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Notícias / Ciência & Saúde

​Médico se torna referência em MT após retornar de especialização em prótese peniana na Colômbia

Da Redação - Vinicius Mendes

12 Jun 2018 - 09:45

Foto: Pedro Ivo

​Médico se torna referência em MT após retornar de especialização em prótese peniana na Colômbia
O urologista Newton Tafuri, atuante há mais de duas décadas, está ciente da dinâmica do mercado por isso busca especialização constante e atualização. Ele concluiu recentemente o V Curso Latino-americano de Próteses Penianas e Esfíncter Artificial na Colômbia e se tornou referência no estado sobre o assunto. O paciente agora pode se submeter ao procedimento sem ter que viajar para outros grandes centros no Brasil.
 
Leia mais:
Próteses de silicone com chip, mais uma tecnologia a disposição da beleza
 

Foram necessários diversos cursos, até mesmo fora do Brasil, para alcançar o know how. Segundo Tafuri, que acabou de regressar de uma temporada de estudos em Bogotá, na Colômbia, as próteses são indicadas para reverter casos de disfunção erétil.
 
A especialização promete sanar uma lacuna antiga. Em Mato Grosso, devido ao restrito número de profissionais habilitados, o tratamento acabava visto como distante da realidade. Alguns interessados se deslocavam a centros cirúrgicos em capitais como São Paulo e Rio de Janeiro para realizarem o implante da prótese ou dependiam de profissionais que viriam de fora para realizar a cirurgia aqui.
 
A especialização constante de Tafuri busca justamente apresentar a chance de tratamento em Cuiabá com um profissional habilitado para realizar o procedimento, que também poderá fazer o acompanhamento do estado do paciente, o que é um diferencial importante no tratamento. A possibilidade significa gastos menores e principalmente maior comodidade.
 
O médico se apóia em números para demonstrar a importância do equipamento. Dados de 2017 apontam que aproximadamente 25 milhões de brasileiros sofrem com algum grau de disfunção erétil. O número é grande e quase sempre reflete a idade das pessoas - 40% dos brasileiros na faixa etária dos 40 anos possui disfunção erétil. Cerca de 50% na faixa dos 50 anos e assim sucessivamente.
 
“A sexualidade e a plenitude na hora da prática sexual é determinante para o alcance de uma qualidade de vida satisfatória”, afirma o médico. O urologista explica ainda que o problema pode atingir qualquer homem.
 
“As causas podem ser divididas em problemas psicológicos e orgânicos. Exemplos de problemas psicológicos são ansiedade, depressão e estresse. De forma geral, podem ser citados como problemas orgânicos doenças vasculares, neurológicas e hormonais”.
 
Aos olhos dos especialistas, a disfunção erétil possui ainda graus de severidade. Os primeiros pacientes, de impotência leve, podem ser tratados com remédios. Os medicamentos mais conhecidos no mercado são o Viagra e o Cialis. Aos pacientes que sofrem com disfunção erétil moderada, é indicado o uso de medicamentos em maiores doses ou também drogas injetáveis.
 
O último grau, na impotência severa, a alternativa mais eficiente é a prótese peniana. O grau de satisfação dos pacientes e parceiros chega a 92%.
 
A tecnologia
 
A prótese peniana inflável é composta por dois cilindros, uma bomba e um reservatório. O equipamento deve ser implantado no interior dos corpos cavernosos e tem a função de proporcionar a rigidez adequada ao pênis durante a atividade sexual. Não há alteração de libido, ejaculação, orgasmo e função urinária.
 
Todos os componentes estão interconectados por tubagem resistente à torção. A maior vantagem desse tipo de prótese é a possibilidade de inflar e retomar a flacidez do pênis quando for mais conveniente. Nesse tipo de implante, o homem produz a ereção ao manipular uma bombinha alojada no escroto.
 
O líquido percorre os cilindros implantados no pênis, que ativam o sistema hidráulico e os inflam. Após o ato sexual, basta pressionar o pênis para baixo por alguns segundos para que o líquido retorne ao reservatório e retome a posição de repouso.
 
Esfíncter artificial
 
Além de ser especialista em prótese peniana, Newton Tafuri também possui expertise em implante de esfíncter artificial, que é uma prótese substitui o mecanismo natural de continência e é considerada o melhor método para o tratamento da incontinência urinária masculina.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet