Olhar Direto

Terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Notícias / Ciência & Saúde

Projeto de 'terapias complementares' da Secretaria de Saúde de Cuiabá é premiado em Belém

Da Redação - Isabela Mercuri

28 Jul 2018 - 12:00

Foto: Marcos Vergueiro

Prática no horto florestal

Prática no horto florestal

As práticas de reiki, yoga, auriculoterapia, homeopatia, nutrição funcional e aromaterapia fornecidas pela Prefeitura de Cuiabá deram à Secretaria Municpal de Saúde o primeiro lugar no prêmio ‘Aqui tem SUS’, do 34º Congresso Nacional de Secretarias Municipais, realizado em Belém do Pará na última sexta-feira (27).

Leia também:
Projeto “Parto Adequado” capacita pediatras, enfermeiros e obstetras da Unimed

Estas atividades são realizadas pela Unidade de Referência em Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (URPICS), e tornaram-se Política Municipal por meio de uma resolução de 2017.

O prêmio ‘Aqui tem SUS’ recebeu mais de 200 inscrições e teve doze finalistas. Nilva Maria de Campos, Responsável Técnica da URPICS, afirmou que ver as modalidades terapêuticas saindo de Cuiabá para ter sua aplicabilidade reconhecida em todo o Brasil  é a certeza de que o projeto, após esse prêmio, alcançará resultados cada vez mais positivos.

"Mesmo reconhecidas e institucionalizadas pelo Sistema Único de Saúde com a publicação da ‘Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC)’, em 2006 essas terapias milenares que cuidam do corpo na parte emocional e também no psicológico ofertando equilíbrio entre corpo e mente são pouco utilizadas como auxílio à medicina convencional. Por essa razão, saber que além do prêmio principal, nossas experiências exitosas apresentadas aqui no 34º Congresso Nacional servirão de base para outras secretarias é mais que honroso, é a certeza de que grande parte dos munícipes brasileiros irá replicar a humanização da nossa gestão para sua população e assim fortalecer e ampliar esse trabalho tão necessário ao SUS", frisou.

As Práticas Integrativas e Complementares  tiveram início na capital em 2004, com o ‘Programa de Plantas Medicinais e Fitoterápicas (Fitoviva)’. Em 2007, transformou-se em Lei Municipal e ganhou força em 2014 com a criação da URPICS.

Em 2017, tornou-se Política Municipal por meio da Resolução nº 23/2017. Desde então, os serviços são ofertados no Horto Florestal Tote Garcia, no bairro Coxipó, de segunda à sexta-feira em horários específicos, podendo ser agendados pelo telefone (65) 3665-2420 ou em unidades básicas de saúde.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet