Olhar Direto

Quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Notícias / Política MT

Pedro Taques dá como resolvida crise com chapa proporcional

Da Redação - Wesley Santiago/Da Reportagem Local - Carlos Gustavo Dorileo

05 Ago 2018 - 11:26

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Pedro Taques dá como resolvida crise com chapa proporcional
Em uma chegada tumultuada na convenção do PSBD, que acontece no Hotel Fazenda Mato Grosso, neste domingo (05), o governador e candidato à reeleição, Pedro Taques, afirmou que a crise na chapa proporcional já foi resolvida. Com poucas palavras, o chefe do Executivo agradeceu ao presidente dos partidos aliados e disse que o objetivo agora é seguir em frente e “dar esperança ao povo do Estado”.

Leia mais:
Recuo de Prado e Nigro agravou crise em chapa proporcional de Taques
 
A confusão toda se deu no entorno da composição para chapa proporcional da coligação. Os recuos de Rui Prado (PSDB) e Luis Carlos Nigro (PSDB) da candidatura a federal agravaram a crise.
 
Membros do PPS ameaçam abandonar a aliança. Por conta disto, houve uma reunião nesta manhã para tentar contornar a crise. A leitura dos filiados é que o recuo de Prado e Nigro faz a chapa perder a projeção de cerca de 80 mil votos, inviabilizando o bloco.
 
Questionado sobre o desfecho da reunião, Taques afirmou que “está resolvido. Hoje é só alegria. Quero agradecer ao Rui Padro por aceitar estar como nosso vice. Além de cumprimentar Selma Arruda e Nilson Leitão, que são as melhores opções ao Senado por Mato Grosso. Queremos dar esperança ao povo do Estado, que vai seguir em frente”.
 
Taques ainda acrescentou que “a chapa está definida. Não tem dificuldade nenhuma. Tudo foi resolvido. Quero agradecer os presidentes dos partidos que estão coligando conosco por tudo que estão fazendo”.
 
PSL, Solidariedade e Frentinha
 
Conforme noticiou Olhar Direto no sábado, a crise das chapas proporcionais se estende à ‘Frentinha’, PSL e Solidariedade. Isso porque o PSDB adotou a estratégia de dividir o “chapão” e colocar PSL e Solidariedade de um lado e PSDB e PPS do outro. Para alguns aliados, o plano prejudica a candidatura a reeleição de Victório Galli (PSL) e Doutor Leonardo (Solidariedade).
 
PSL, Solidariedade e ‘Frentinha’ desejam um chapão com todos partidos, para que o grupo faça o maior número de deputados federais possível. Reunião recente realizada com o governador não acalmou em nada os ânimos. Fonte ligada à Frentinha confidenciou à reportagem que além de a estratégia ferir o interesse de aliados, a maneira com a qual Taques tratou os partidos menores foi vista como grosseira e desrespeitosa.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet