Olhar Direto

Terça-feira, 23 de outubro de 2018

Notícias / Política MT

Leitão compara crise atual com passado “pop star” de Taques e garante ficar até fim

Da Redação - Lucas Bólico

05 Ago 2018 - 12:20

Foto: Rogério Florentino Pereira/ OD

Leitão compara crise atual com passado “pop star” de Taques e garante ficar até fim
O deputado federal Nilson Leitão (PSDB) foi confirmado candidato a senador na convenção tucana realizada na manhã deste domingo (5) e comparou o atual momento da gestão Pedro Taques (PSDB) com o da eleição passada, quando o então senador surfava em altíssimos índices de popularidade que renderam uma eleição no primeiro turno. Taques chega na campanha à reeleição com relevantes índices de rejeição e enfrentando nas urnas ex-aliados que não poupam críticas à atual administração. “Se sobrar alguém, será eu, e eu estou aqui, Pedro”, disse Leitão sobre as dissidências.

Leia também:
Selma muda discurso sobre aliança e se lança com mote de combate à corrupção e sonegação

“Nos elegemos com 14 partidos em 2014, naquele momento [Pedro Taques] era pop star, Mato Grosso já tinha decidido que queria ele. Companheiro é pra hora da festa e da briga, você não tenha dúvida disso. Eu vou até o final”, garantiu Leitão, jurando fidelidade. Ele contou que na noite passada saiu ligando para vários aliados, pedindo que mantivessem o apoio ao projeto do PSDB, quando Rui Prado foi escolhido para vice, deixando assim a chapa proporcional.
 
Apesar da defesa rasgada pela reeleição do governador, o deputado federal não esconde que a atual administração é digna de ser criticada, mas reforça as dificuldades enfrentadas pela atual gestão. Ele lembrou que antes da posse, em 2015, alertou Taques sobre os percalços a serem enfrentados. “Eu te disse, você não vai ter que ser o piloto dessa máquina, vai ter que ser o mecânico”.
 
Ao lado de Selma
 
Leitão sai ao Senado na mesma chapa que Selma Arruda. Nos últimos dias, uma crise na pré-campanha foi instalada após uma declaração da juíza aposentada alertando seus eleitores que não haveria necessidade de votar na chapa toda, ou seja, em Leitão e Taques. O deputado federal aproveitou seu discurso na convenção para mandar um recado para Selma. Ele disse que os dois são diferentes, com histórias distintas, mas pregou lealdade na campanha.
 
“A Selma nasce de um desejo da sociedade, eu acredito que é bom você fazer amizade, você terá a minha lealdade, assim eu cheguei onde eu cheguei. Não sou rico, não tenho propriedade rural, minha riqueza são meus valores. Não perdi amigo na estrada e não vou perder daqui pra frente. O que você defende eu defendo”.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • ANA
    06 Ago 2018 às 07:55

    E QUANDO PERDEREM AS ELEIÇÕES VÃO CHORAR JUNTOS.KKK

  • Gilmar
    06 Ago 2018 às 07:52

    A cara da corrupção

  • Chacal
    06 Ago 2018 às 06:29

    Adorei o fato do Leitão ser candidato ao Senado Federal, só assim deixará um cargo público.

  • Russo
    05 Ago 2018 às 19:02

    Quem vota no Bolsonaro aqui dê um like.

  • Luciana
    05 Ago 2018 às 14:51

    Passou a vida inteira pintando parede,virou prefeito e Deputado, ficou reacionário, extremamente direita, preso e algemado pela PF por desvios de recursos na prefeitura de Sinop, agora quer falar sobre corrupção, brincadeira né...

  • Astuto
    05 Ago 2018 às 14:05

    mato-grossense que votar em Taques e seus pares sofre da síndrome de Estocolmo.

  • Contranilso
    05 Ago 2018 às 13:31

    Você e seus parças jamas passarão, Nilso Leitão.

  • Wagner Lira
    05 Ago 2018 às 12:34

    Até que enfim chegou a hora desse Leiteão deixar de fazer parte da política de Mato Grosso.

Sitevip Internet