Olhar Direto

Quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Notícias / Política MT

Diplomado no lugar de Medeiros, Fiúza está filiado no SD a convite de Taques e Leitão

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

08 Ago 2018 - 19:03

Foto: Assessoria/TRE

Diplomado no lugar de Medeiros, Fiúza está filiado no SD a convite de Taques e Leitão
O Tribunal O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) diplomou na tarde desta quarta-feira (8), o empresário Paulo Fiúza (SD) no lugar de José Medeiros (Pode), que teve o seu mandato de senador cassado na semana passada pelo próprio TRE. Em entrevista ao Olhar Direto, logo após a cerimônia, Fiúza revelou disse ter migrado do PV para o Solidariedade há cerca de três anos a convite de Pedro Taques (PSDB) e Nilson Leitão.

Leia mais
Medeiros lamenta ter que desistir do Senado e diz que teve de encarar a realidade


Conforme o entendimento do tribunal, Fiúza foi vítima na fraude na ata de registro de candidatura. Ele deveria ser o primeiro suplente do então senador Pedro Taques, porém o seu nome foi invertido ilegalmente com o de José Medeiros, que acabou assumindo a vaga no congresso assim que o tucano assumiu o governo em 2014.

Com a determinação, o empresário deve assumir até a semana que vem o cargo de senador. Alheio nas articulações políticas por estar focado em assumir o mandato, Fiúza, que em 2010 estava no PV, disse ter migrado para o SD, à convite do governador Pedro Taques e do deputado Nilson Leitão.

“Sou do solidariedade, acho que faz 3 anos. Eu era PV, e fui candidato federal e prefeito em Sinop pelo PV. Mas depois, por algumas razões, a gente meio que precisava buscar outros espaços. E coincidentemente, quem me levou pro solidariedade foi Pedro taques e Nilson leitão, porque nem conheço o presidente do solidariedade, o ‘Paulinho da Força’, e também não conheço pessoalmente o ‘Zé do Pátio’. Porque eu fui pro partido por pedido deles, mas eu estava focado em resolver essa questão. E foram 7 anos e 7 meses de luta, e restabelecemos a verdade, graças a Deus. Enfim, o que eu esperava aconteceu, a justiça. Demorou mas aconteceu”, disse.

Diplomado com a primeira suplência, o empresário agora aguarda tomar posse no Senado nos próximos dias. “Vai ser enviado ao senado, pra minha posse imediata. Só que tem tramites lá dentro de 2, 3 ou 5 dias. Então eu acredito que a posse deve ocorrer sexta ou segunda, não sei bem qual vai ser o trâmite”, afirmou.

Por fim, o empresário avaliou que não irá atrás de receber pagamentos retroativos do Senado Federal referente a todo tempo em que não esteve no cargo, visto que ele foi vítima de uma fraude comprovada pelo TRE.

“Com toda a sinceridade, isso ai não cabe a mim, isso cabe ao próprio Senado. Cabe ao Senado tomar qualquer tipo de providencia nesse sentido. Estou muito satisfeito de ter restabelecido a verdade. O resto pra mim é do meu trabalho de hoje pra frente”, finalizou.

O TRE determinou a cassação do mandato do senador José Medeiros no último dia 31, por causa de uma fraude no registro da ata da candidatura que o elegeu como primeiro suplente de Pedro Taques em 2010. Além da cassação, Medeiros também ficou inelegível por 8 anos. A sua defesa afirmou que irá recorrer da decisão.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Zeca
    09 Ago 2018 às 10:38

    Para os que dizem que o Medeiros deve ressarcir à União, entenda: Durante o período do mandato o Senador estava normalmente servindo ao Congresso. Portanto seus vencimentos foram recebidos corretamente. Por ventura um servidor público quando é demitido do serviço público restitui os salários pelos anos que trabalhou?

  • elton nolasco
    09 Ago 2018 às 09:49

    agora esse medeiros ai, tem que devolver ao erario publico todos os dinherios recebidos como senador no período irregular que assumiu, condenação completa ,

  • Teka Almeida
    09 Ago 2018 às 08:20

    Duas coisas que não entendi. Se ao formarem a chapa todos sabiam quem seria o 1º e 2º suplente, e se o Medeiros tomou posse significa que todos da chapa estavam coniventes com a maracutaia. Então porque só ele foi cassado??? Se está inelegível por 8 anos, por que está se candidatando a deputado federal???

  • Gilmar
    09 Ago 2018 às 07:52

    Outro mesmo dos mesmos que estão aí, e a dívida fica sempre para a população. Vamos ver o que nossa justiça vai fazer para diminuir o prejuízo, e punir os envolvidos, isso é um tapa na cara do Brasil e a democracia. Crime gravíssimo, cade a OAB?

  • Eduardo
    08 Ago 2018 às 23:04

    Gostaria de saber de o ex senador Medeiros vai restituir o país com os salários recebidos. Ele foi um péssimo senador .

  • Indignado .
    08 Ago 2018 às 19:46

    Então é pior do que o Medeiros!

Sitevip Internet