Olhar Direto

Sábado, 22 de setembro de 2018

Notícias / Política MT

Fagundes aponta omissão da gestão Mendes diante de irregularidades em obras da Copa

Da Redação - Lucas Bólico

13 Set 2018 - 11:52

Foto: Rogério Florentino Pereira/ OD

Fagundes aponta omissão da gestão Mendes diante de irregularidades em obras da Copa
O senador Wellington Fagundes (PR), candidato ao Governo de Mato Grosso, criticou a gestão de Mauro Mendes (DEM) à frente da Prefeitura de Cuiabá (2013-2016) por não ter assumido a responsabilidade de cobrar a execução correta das obras planejadas para a Copa do Mundo 2014.

Leia também:
Wellington aposta em programas eleitorais e 'corpo a corpo' para virar eleição
 
Em entrevista concedida ao MTTV Primeira Edição, Fagundes foi questionado se cumpriu seu papel de fiscalizador diante de obras como VLT. Na ocasião, o republicano era deputado federal. “No município, a maior autoridade que tem é o prefeito. Não é o presidente da República e nem o governador. Então qualquer obra que acontece no município cabe ao prefeito fiscalizar junto com a Câmara de vereadores, junto com a União e o Estado”, pontuou.
 
Além de enxergar responsabilidade de Mendes nos problemas das obras da Copa do Mundo em Cuiabá, Fagundes argumentou que o candidato pelo Democratas também tem participação na gestão Pedro Taques (PSDB), por ter indicado secretários.
 
“No município, quem faz a fiscalização e quem dá o alvará de licença é o prefeito e aqui, nessa obra do VLT, houve uma omissão total, inclusive do candidato [Mauro Mendes] que nós fazemos oposição e participa do mesmo governo [Pedro Taques]”. “Ele indicou as pessoas”, completou.
 
Ainda sobre o VLT, Fagundes prometeu trabalhar para concluir a obra, mas adiantou que não tem condições de estabelecer prazos pelo fato de a questão estar judicializada. Para Fagundes, a saída para o problema passará por diálogo com as partes interessadas.
 
Para Fagundes, o erro de Pedro Taques foi não ter focado na continuidade do VLT. “Tem que se fazer auditoria, mas precisa entrega para os órgãos de controle. Hoje nós temos o Ministério Público muito atuante. O estado poderia mandar fazer as auditorias e continuar trabalhando. O Executivo tem que fazer acontecer, os recursos colocados na conta não podem ficar parados quatro anos, o governo já pagou mais de R$ 500 milhões”.

14 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • MOREIRA
    14 Set 2018 às 09:31

    Esse Brasil é o cabaré mesmo. Esse Welinton estava junto com Silval nas obras da copa, é acusado de fazer Lobby com empreiteiras em Brasília, máfia das sangue sugas, e ainda vem falar de boas práticas de gestão? Da licença bixo! Paciência tem limite!

  • Chacal
    14 Set 2018 às 09:20

    Não adianta argumentar, espernear, chorar ou reclamar, Wellington Fagundes está corretíssimo, Mauro Mendes no comando da prefeitura não teve capacidade de absorver nenhuma obra, nesses 4 anos do seu mandato fez um calçadão e um parque, chega desse garimpeiro.

  • Cláudia
    14 Set 2018 às 09:17

    Wellington é o único que tem capacidade política pra conseguir recursos para terminar a obra do VLT,obra importante para os trabalhadores de Cuiabá e VG!!

  • Reinaldo
    13 Set 2018 às 20:10

    Tudo farinha do mesmo saco . Quem quer mudança não vota nesses lixo.

  • José
    13 Set 2018 às 19:24

    Propostas candidato, propostas. Chega de papo furado.

  • Imposto pago retorno zero
    13 Set 2018 às 18:11

    A VÁRZEA GRANDE NÃO TEM SANEEAMENTO, ÁGUA DE QUALIDADE, ESCOLAS ,CRECHES, POLICLINICAS APARELHADAS, A FEB ESTÁ UM CAOS JAIME CAMPOS E O SENHOR VEM PEDIR VOTOS NOVAMENTE ??

  • Carlos Nunes
    13 Set 2018 às 16:18

    Tio Fagundes tá meio por fora da estória...sites da Capital já revelaram que a Secopa, depois a Secid, queria que as Prefeituras de Cuiabá e VG abrissem mão de impostos no valor de mais de 200 MILHÕES DE REAIS pra fazer a obra do VLT. Qual é o Prefeito que vai aceitar isso? Esses Milhões fazem uma falta danada em setores muito mais essenciais pro povo mais humilde. VLT seria movido à isenção de impostos municipais, estaduais, e até federais. Não pode dar esmola com chapéu dos outros pra andar de trenzinho. Êta trenzinho caro. Matéria: Retomada do VLT terá isenção de R$ 200 MILHÕES em Impostos em Cuiabá e VG.

  • gilberto
    13 Set 2018 às 16:13

    Hora de por os neurônios pra funcionar! Temos três opções: Um empresário falido devendo dezenas de milhões, qual seu maior objetivo salvar a sua empresa ou cuidar do Estado? Outro Empresário bem sucedido e profissional da politica qual seu objetivo cuidar do estado ou continuar crescendo suas empresas e pendurado na politica como sempre foi? E o outro Um servidor do Estado que já deu mostra de sua competência como procurador e assumiu um Estado estraçalhado pela roubalheira e teve muitas dificuldade pra governar será por incompetência ou pelos problemas recebidos da gestão anterior? mas seu patrimônio continua o mesmo e ele continua servidor Público Faça a sua escolha depois não dá pra voltar atrás!

  • Lauro
    13 Set 2018 às 14:05

    MAURO FEZ VISTA GROSSA POR CUIABÁ E AGORA QUER FERRAR DE VEZ COM MATO GROSSO.

  • igor
    13 Set 2018 às 13:19

    http://www.cuiaba.mt.gov.br/secretarias/comunicacao/prefeito-de-cuiaba-reune-se-com-deputado-federal-wellington-fagundes/3346