Olhar Direto

Sábado, 17 de novembro de 2018

Notícias / Cidades

Laudo contesta versão de delegado e diz que médica não estava embriagada

Da Redação

14 Set 2018 - 07:50

Foto: Reprodução

Laudo contesta versão de delegado e diz que médica não estava embriagada
A médica Letícia Bortolini não estava embriagada na noite de 14 de abril deste ano, quando se envolveu em um acidente que terminou com a morte do verdureiro Francisco Lúcio Maia. A afirmação consta no laudo pericial, decorrente do exame clinico ao qual ela foi submetida, no Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá.

Leia mais:
PMs e IML divergem sobre sinais de embriaguez em médica que atropelou verdureiro

No total, o perito, médico legista Marcos de Moraes Gomes, que realizou o exame, respondeu a cinco questões que compõem o teste. O exame foi aplicado quatro horas depois do acidente, momento em que Leticia foi conduzida pela polícia ao IML.

Conforme descrito pelo médico no laudo, Letícia estava com marcha normal, vestes normais e a face ruborosa, o que, explicou o perito, ocorreu em decorrência do choro causado pelo choque do acidente. Ele destacou ainda que a locução dela na noite do acidente era normal, que o hálito era normal e a única variação se deu no humor da médica, “depressiva pelo fato”.



Ao assinalar a conclusão do exame, o perito destacou que “o periciando [Letícia] não apresentou, no momento do exame, evidências de embriaguez alcoólica”. Por conta disso, ao responder aos quesitos que compõem o exame, o profissional foi taxativo ao afirmar que a médica não estava clinicamente embriagada e nem tampouco colocava em risco sua segurança ou a de terceiros.

Mesmo com a evidência de que não estava embriagada, Letícia foi denunciada pelo Ministério Público Estadual (MP) por quatro crimes, homicídio por dolo eventual, omissão de socorro, se afastar de local de acidente e dirigir veículo embriagada. O dolo eventual, usado pelo delegado, foi justificado pela ingestão de bebida alcoólica, fato negado pela perícia.

A denúncia, que exclui de qualquer responsabilização o marido de Letícia, o médico Aritony de Alencar Menezes, ainda será analisada pela Justiça.

A Politec se manifestou na tarde de hoje quanto ao laudo. Veja a íntegra da nota:

" Perícia Oficial e Identificação Técnica, através da Diretoria Metropolitana de Medicina Legal, vem a público esclarecer acerca do exame de constatação de embriaguez da médica Letícia Bortolini, acusada de ter atropelado e matado o verdureiro Francisco Lucio Maia, na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá, ocorrida, no dia 14 de abril de 2018. 

Matéria veiculada no site Olhar Direto nesta sexta-feira (14.09) divulgou o laudo com os apontamentos aos quesitos do exame descritos pelo perito oficial médico legista que procedeu às análises, a qual constatou a ausência de sinais de embriaguez na acusada.  

A Politec confirma os resultados em tela, e esclarece que a médica foi encaminhada para a DMML com lapso temporal de cinco horas aproximadamente, entre o horário do atropelamento e a chegada às dependências da DMML, período suficiente para alteração das condições clínicas do indivíduo, caso no momento do fato a pericianda apresentasse sinais de embriaguez.  

Assim como todos os testes, a perícia de Embriaguez está sujeita a interferências que não podem ser contornadas, e a principal delas é o tempo decorrido entre a ingestão de bebida alcoólica e a realização do exame. Com o transcorrer do tempo, os sinais de embriaguez desaparecem, e mesmo que a pessoa tenha estado embriagada há algumas horas, esse estado de embriaguez estará ausente no momento do exame, e o Médico Legista acabará por concluir que não há Embriaguez, mesmo que o indivíduo tenha ingerido álcool nas horas anteriores ao exame.

Trata-se de um exame clínico realizado por um Perito Oficial Médico Legista, servidor público de carreira, lotado no DMML/POLITEC. Esse exame procura a presença de sinais que possam constatar a ocorrência de embriaguez. É um exame minucioso da capacidade psicomotora do indivíduo que avalia entre outras coisas, o equilíbrio, a motricidade, os reflexos, a coordenação motora, a memória, o humor e a aparência externa. 

É um exame pericial objetivo, realizado por profissional altamente treinado na sua execução, que ao fim, conclui pela presença ou não de embriaguez na pessoa avaliada naquele momento. Esta conclusão, em conjunto com a descrição de todo o exame e suas circunstâncias, dão origem ao Laudo Pericial, que é enviado para a autoridade requisitante (Delegado de Polícia)"
.
 

30 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • jose murtinho
    15 Set 2018 às 07:09

    imaginemos que a ilustre médica não estava embriagada ao atropelar e matar o cidadão... quer dizer, então, que a médica estava a mais de 100km/h, atropelou, matou, não prestou assistência e fugiu em pleno estado de lucidez, com sua capacidade cognitiva normal?!?! é muito pior, para mim, é a existência de um dolo em estado puro.

  • Justus
    15 Set 2018 às 06:15

    Eita quase 1 ano depois o laudo e concluído que ela não estava embriagada , ah e esqueceram de colocar que a vítima sim , está estava embriaga e ela colocou a vida da inocente médica em risco ao passar na sua frente depois de ela ter saído de uma festa que o álcool era liberado , mais não tava embriagada não ...imagine

  • comentarista
    14 Set 2018 às 18:59

    Nossa ta parecendo uma novela esse caso

  • rodrigo j brito
    14 Set 2018 às 17:36

    E o exame de ALCOOLEMIA que está escrito a mão no laudo, mandando fazer??? Porque ela não quis tirar sangue para comprovar sua inocência???

  • Mara
    14 Set 2018 às 17:22

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Fernando
    14 Set 2018 às 17:06

    Seo Zé raimundo, lá do Tijucal, foi pego roubando um pacote de bolacha na padaria...tá na cadeia..faz horasss.

  • Elias
    14 Set 2018 às 15:50

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • TEDA
    14 Set 2018 às 13:28

    CADE O BAFOMETRO, ELE FOI FEITO PARA TODAS AS CLASSES SOCIAIS

  • FIANÇA
    14 Set 2018 às 13:14

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Não sei
    14 Set 2018 às 11:59

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.