Olhar Direto

Terça-feira, 23 de outubro de 2018

Notícias / Política MT

Jayme ‘culpa’ as abstenções por não ter sido o senador mais votado em MT

Da Reportagem Local - Érika Oliveira e Carlos Dorileo; Da Redação - Isabela Mercuri

07 Out 2018 - 20:54

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Jayme ‘culpa’ as abstenções por não ter sido o senador mais votado em MT
O segundo senador eleito, Jayme Campos (DEM), ‘culpou’ as abstenções, os votos brancos e os nulos por não ter sido o mais votado na eleição, como apontava a maioria das pesquisas de eleições de votos divulgadas. Jayme afirmou, ainda, que a pesquisa é uma “fotografia do momento”, mas, no dia do voto, o momento é outro.

Leia também:
Selma afirma que será uma ‘soldada’ de Bolsonaro e que suas pautas serão as do presidenciável

“O Brasil inteiro mudou, não só aqui em Mato Grosso, mas o mais importante é que nós vencemos a eleição. Você há de convir comigo que houve um grande número de abstenções, de pessoas que não votaram, voto nulo, branco, mas o que me deixa tranquilo é que não foi diferente dos outros estados. A pesquisa retrata a fotografia do momento, todavia quando você vai votar é outro momento. O resultado disso aí é que nós vencemos a eleição”, disse, após saber o resultado da eleição.

Jayme já foi governador e senador por Mato Grosso, e também prefeito de Várzea Grande. Eleito, ele afirmou que neste momento vai ficar com a família e descansar para, depois, se colocar à disposição de Mauro Mendes. “A partir de amanhã vou descansar, até agora não tomei nem banho. Futuramente vou sentar com o governador, sentar com todo nosso grupo político, evidentemente a nível nacional, pra discutir as minhas propostas. A prioridade com certeza será dada pelo governador, eu estou à disposição para colaborar, sensação que eu tiver durante as campanhas é o que o povo espera do nosso governador Mauro Mendes”.

O senador não divulgou em quem votou para presidente no primeiro turno, e também não revelou para quem vai seu apoio no segundo turno. “Vamos ter que sentar o nosso grupo político, independente de quem ganhou e definir um caminho político, aquele que for melhor para o povo com certeza estaremos juntos para elegermos um presidente que faça o Brasil mudar, mudar pra melhor. O momento agora é de descansarmos, de ficar com a família”, disse.

Por fim, Jayme disse que não fez nenhum acordo com Mauro para escolha do secretariado. “Não faço esse tipo de política contrária, e o Mauro é um cidadão muito esclarecido, aberto ao diálogo e atendimento. Ele tem que construir uma bela equipe competente, mas acima de tudo, pessoas que tenham compromisso com Mato Grosso, que queiram trabalhar para nosso estado, que tenha compromisso de fazer um estado com mais oportunidade e queiram que o Mauro Mendes faça um estado democrático, um estado de entendimento, com todo o segmento da sociedade mato-grossense e vou contribuir muito com o Mauro lá em Brasília naturalmente, com certeza eu e o Fabio Garcia, esse companheiro de chapa, a dona Cândida, o companheiro Fabinho que ajudou muito nessa campanha”, finalizou.

20 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • gilberto
    08 Out 2018 às 15:00

    Mato Grosso perdeu a oportunidade de eleger mais um Senador decente como o Leitão ou O Sachetti pra eleger esse musgo!

  • gilberto
    08 Out 2018 às 14:59

    Mato Grosso perdeu a oportunidade de eleger mais um Senador decente como o Leitão ou O Sachetti pra eleger esse musgo!

  • Lorena
    08 Out 2018 às 11:27

    E a política do nosso Brasil...cada dia indo por água abaixo.Hoje em dia os candidatos que querem entrar na política não seria em fazer a diferença de uma vida digna para o cidadão trabalhador e sim de se beneficiar a si próprio.

  • joao
    08 Out 2018 às 10:09

    Nem deveria ter sido eleito, oito anos sem fazer nada, eta Brasil

  • Ot
    08 Out 2018 às 10:04

    Agora só de raiva ,porque não foi o mais votado, a passagem de ônibus em várzea grande irá a5 reais.

  • Ot
    08 Out 2018 às 10:04

    Agora só de raiva ,porque não foi o mais votado, a passagem de ônibus em várzea grande irá a5 reais.

  • Frei João com Arroz
    08 Out 2018 às 09:33

    Rciocïnio de tolo, pois abstenção atinge a todos e não um apenas.

  • Gilmar
    08 Out 2018 às 08:36

    Nem não fosse o número alto.de abstenções o.favaro seria eleito com certeza .

  • Moreira
    08 Out 2018 às 08:32

    Sou cuiabano e jamais votei em caras da velha política. Selma e Waldi Caldas era as melhores opcções sem sombra de duvidas.

  • Mimosiano
    08 Out 2018 às 07:29

    Arrogante, se acha, e teve uma péssima escolha do suplente, um moleque

Sitevip Internet