Olhar Direto

Quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Notícias / Política MT

Candidatos ao governo gastaram quase R$ 9 milhões durante campanha

Da Redação - Wesley Santiago

08 Out 2018 - 14:50

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Candidatos ao governo gastaram quase R$ 9 milhões durante campanha
Os candidatos ao governo do Estado gastaram quase R$ 9 milhões durante a campanha eleitoral deste ano, que terminou com a vitória de Mauro Mendes (DEM) nas urnas. Quem mais investiu no pleito foi Wellington Fagundes, que contratou mais de R$ 4 milhões em serviços. Ele também foi o que mais colocou dinheiro do próprio bolso (R$ 2,3 milhões).

Leia mais:
Candidatos ao Governo já gastaram mais de R$ 8,5 milhões em campanha; veja dados
 
No total, todos os candidatos gastaram R$ 8.952.788,68 na campanha deste ano. Arthur Nogueira (Rede) e Moisés Franz foram os que tiveram menos recursos colocados no pleito. O primeiro contratou R$ 13.319,16 em serviços (tudo já quitado), enquanto que o socialista recebeu R$ 6,3 mil do partido, mas não fez nenhuma dívida.
 
Mauro Mendes, que saiu vitorioso das urnas com 58,69% dos votos, gastou R$ 2.818.378,04. Deste total, R$ 2.589.582,04 já foram pagos pelo governador eleito. Nesta campanha, ele recebeu R$ 3.355.621,06, sendo que R$ 550 mil foram doados pelo vice-governador da chapa, Otaviano Pivetta (PDT).
 
Wellington Fagundes (PR), que terminou a disputa na segunda colocação, gastou R$ 4.250.457,11. Deste montante, R$ 2.679.766,47 já foram pagos. Vale lembrar que o partido se comprometeu a cobrir todos os custos. O senador conseguiu arrecadar R$ 3.912.335,60 nesta campanha, sendo que R$ 2.312.335,60 vieram do próprio bolso dele.
 
O atual governador e terceiro colocado na disputa deste ano, Pedro Taques (PSDB), gastou R$ 1.870.634,37 nesta campanha, sendo que R$ 1.493.075,68 já foram pagos. O tucano arrecadou R$ 1.815.700,00. O maior doador dele, tirando o fundo do partido, foi o empresário Orlando Polato, com R$ 200 mil.
 
O limite individual de gasto dos candidatos ao Governo de Mato Grosso é de R$ 5.600.000,00. As campanhas eleitorais estão sendo financiadas, em sua esmagadora maioria, por recursos públicos oriundos do Fundo Eleitoral ou do Fundo Partidário. Nesta semana o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que 22 partidos políticos já receberam os recursos do fundo Especial de Financiamento de Campanha, conhecido popularmente como Fundo Eleitoral.
 
As consultas foram feitas no início da tarde desta segunda-feira (08).

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • boy
    09 Out 2018 às 14:41

    Gastaram 9 milhões? Então pode por na conta do povo 9 bilhões para cobrir os gastos e fortalecer o bolso.Ou irão tirar de onde? enquanto isto a saúde,educação,segurança,infraestrutura,vai continuar como está. Do povo a unica coisa que precisam são os votos. Estes que votaram no continuísmos se precisarem de um deles vai a frase daquela musica"toma aqui seus cinquenta reais".

  • Kiko
    09 Out 2018 às 10:58

    Alguém acredita que eles gastaram só isso?

  • CUIABANO
    08 Out 2018 às 17:33

    JÁ PENSOU SE ESSE DINHEIRO INVESTIDO NA SAÚDE? ALI NAQUELE PRONTO SOCORRO.. NÃO SÓ DE CUIABÁ MAS NO DE VG TAMBÉM..

  • Xomano Delalongi
    08 Out 2018 às 15:54

    KKKKKKKKKK KKKKKKKK KKKKKK KKKKKK KKKKKK KKKKKKKKKKKKK!

Sitevip Internet