Olhar Direto

Quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Notícias / Política MT

Taques vence só em 4 dos 141 municípios de Mato Grosso; Mauro sai na frente em 128

Da Redação - Isabela Mercuri

08 Out 2018 - 14:59

Taques vence só em 4 dos 141 municípios de Mato Grosso; Mauro sai na frente em 128
O atual governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB), teve mais votos que os outros dois candidatos somente em quatro dos 141 municípios do estado: Chapada dos Guimarães, Tesouro, Guiratinga e Ponte Branca. No total, recebeu 271.952 votos.

Leia também:
Com discurso e trio elétrico na 'Praça do Choppão', Mauro Mendes encerra festa da vitória; veja como foi

Wellington Fagundes (PR) saiu vitorioso em nove: Rondolândia, Novo São Joaquim, São Pedro da Cipa, General Carneiro, Pontal do Araguaia, Itiquira, Barra do Garças, Araguaiana e Rondonópolis, sua terra natal. No final, ficou com 280.055 (ou 19,56%) votos, e alcançou o segundo lugar na votação.

Vencedor, Mauro Mendes (DEM) foi eleito com 840.094 votos, e saiu vencedor em 128 dos 141 municípios do estado. O ex-prefeito de Cuiabá comemorou a vitória em um trio elétrico na Praça do Choppão, e afirmou que já vai começar a trabalhar para montar secretariado e iniciar os trabalhos de transição.

Mendes liderou uma chapa de ex-aliados de Pedro Taques para impor uma dura derrota ao tucano. A chapa do democrata tinha como candidatos ao Senado Jayme Campos (DEM), apoiador de Taques, e o ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD). Seu vice, Otaviano Pivetta (PDT), coordenou a campanha de Taques em 2014 e também a transição do governo.
  

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • sediclaur
    09 Out 2018 às 14:28

    Acho que Pedro Taques não será eleito pra mais nada na política de MT. Tava bem no senado e se queimou como governador.

  • joaoderondonopolis
    09 Out 2018 às 12:42

    Taques venceu em 4 municípios, é assustador uma notícia desta, gostaria que perdesse em todos os municípios e ficasse em quarto ou quinto lugar.

  • Prof. Orlando
    09 Out 2018 às 09:20

    Não adianta querer governar com espírito de procurador. Com sua soberba é arrogância so poderia dar nisso. Quatro município só??? Jamais vi algo parecido... Que humilhação...

  • Cláudia
    09 Out 2018 às 09:08

    O Bateau Mouche já está chegando em Porto Jofre lotado de derrotados com pedro taques na proa e Nilson Leitão no Leme,não sei se chega em Corumbá porque tá pesado e começou a chover forte...

  • Marsofo
    09 Out 2018 às 08:33

    Por Mato Grosso torço para que não venha nova decepção daqui a 4 anos. Cansados estamos das mentiras e incompetência desses politicos, para não falar da endêmica corrupção que assola o país como um todo. Vamos pensar: se esses caras fossem realmente bem intencionados eles teriam ficado tanto tempo ao lado do governo só afasatando quano tiveram certeza do mal que ajudaram a fazer para MT? ( nas suas proprias palavras)

  • por justiça
    09 Out 2018 às 07:03

    Isto a justiça foi feita agora tudo em prato limpo o povo que ver o levatamento dos tapetes para a sucheira ser varrida de uma vez.....

  • Autor de novela
    09 Out 2018 às 03:02

    Se ele quiser ser tema de novela, estamos abertos a negociação. Mas vai ser na Record e não na Globo. Só pra avisar....

  • Dinho gigolo
    08 Out 2018 às 16:08

    Pedro taques pode começar a procurar vaga no sine chupa!!!

  • joaoderondonopolis
    08 Out 2018 às 15:33

    Parabéns eleitores de MT por ter deixado Taques na terceira preferência para governador. Taques apanhou de chicote, se tiver vergonha nunca mais fala em candidatura.

  • O atalaia
    08 Out 2018 às 15:15

    Os votos perdidos por Pedro Taques não foram somente da parte dos servidores. Foi uma derrota retumbante que deve servir como reflexão, pois o descontentamento foi generalizado e está a exigir uma nova postura política ou uma mudança de foco. O parlamento teria sido um encargo mais leve.

Sitevip Internet