Olhar Direto

Sábado, 15 de dezembro de 2018

Notícias / Cidades

Professores e alunos da Unemat denunciam ameaças sofridas por apoiadores de Bolsonaro

Da Redação - Wesley Santiago

10 Out 2018 - 16:34

Foto: Reprodução

Professores e alunos da Unemat denunciam ameaças sofridas por apoiadores de Bolsonaro
Uma nota de repúdio foi emitida, nesta quarta-feira (10), pela diretoria da Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Adunemat), relatando que professores, funcionários e alunos estariam sofrendo perseguição de parte dos apoiadores do candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL). Tudo porque eles teriam demonstrado apoio à Fernando Haddad (PT).

Leia mais:
Senadora eleita, Selma Arruda lidera campanha de Bolsonaro em MT e quer vitória "com muita folga"
 
Consta na nota que as pessoas têm recebido assédios e ameaças nos campi da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). “Tais atitudes estão sendo praticadas por pessoas que se assumem como apoiadoras do presidenciável do Partido Social Liberal (PSL), Jair Bolsonaro. Diversas situações são identificadas em todo País, e em especial no Mato Grosso, em que alunos, professores, profissionais técnicos e demais frequentadores do espaço acadêmico, por manifestar sua opção política a Fernando Haddad do Partido dos Trabalhadores (PT), sofrem hostilização, repressão e ameaças”, diz trecho da nota.
 
A Adunemat ainda acrescenta ser “inadmissível que qualquer profissional, especialmente o professor, bem como o aluno e os profissionais técnicos, seja do Ensino Superior ou da Educação Básica, sinta-se ameaçado, desprotegido ou assediado por manifestar suas ideias e posicionamentos políticos, principalmente na Universidade, espaço em que a liberdade de expressão e de pensamento devem ser garantidos e trabalhados de forma crítica”.
 
Lembra ainda que este comportamento era visto desde 2016 e também quando o ministro da educação perseguiu publicamente os cursos que se propuseram discutir o que chamam de ‘golpe’. “Não é possível tolerar que haja esse tipo de ameaça a todo e qualquer docente que ousar produzir conhecimento autônomo e crítico no Brasil. Também não é possível que haja intimidação e desrespeito às opções políticas dos professores, alunos e profissionais técnicos”, relata outro trecho da nota.
 
“Muito menos tolerável, ainda, é a existência de ameaças físicas dessa natureza a qualquer pessoa no espaço acadêmico. Reiteramos nosso total e amplo apoio a todos os professores, alunos e profissionais técnicos da UNEMAT e defendemos o direito de cada um de expressar livremente suas convicções político-ideológicas”, finaliza a nota de repúdio.
 
Confira a nota na íntegra:
 
 Atitudes fascistas no espaço acadêmico da UNEMAT
 
Não há fatos eternos, como não há verdades absolutas. (Friedrich Nietzsche)
 
A Diretoria da ADUNEMAT vem a público manifestar REPÚDIO aos assédios, ameaças e às atitudes de caráter fascista sofridas por professores e alunos nos campi da UNEMAT. Tais atitudes estão sendo praticadas por pessoas que se assumem como apoiadoras do presidenciável do Partido Social Liberal (PSL), Jair Bolsonaro. Diversas situações são identificadas em todo País, e em especial no Mato Grosso, em que alunos, professores, profissionais técnicos e demais frequentadores do espaço acadêmico, por manifestar sua opção política a Fernando Haddad do Partido dos Trabalhadores (PT), sofrem hostilização, repressão e ameaças.
 
É inadmissível que qualquer profissional, especialmente o professor, bem como o aluno e os profissionais técnicos, seja do Ensino Superior ou da Educação Básica, sinta-se ameaçado, desprotegido ou assediado por manifestar suas ideias e posicionamentos políticos, principalmente na Universidade, espaço em que a liberdade de expressão e de pensamento devem ser garantidos e trabalhados de forma crítica.
 
Os prenúncios desses ataques já se manifestavam desde 2016, e, mais recentemente, quando o ministro da educação perseguiu publicamente os cursos que se propuseram discutir criticamente o Golpe. De lá para cá, o pensamento crítico nos espaços da universidade tem tentado se manter vivo e atuante, resistindo e buscando discutir os modos pelos quais essa onda fascista se instaurou de maneira tão forte. Contudo, não é possível tolerar que haja esse tipo de ameaça a todo e qualquer docente que ousar produzir conhecimento autônomo e crítico no Brasil. Também não é possível que haja intimidação e desrespeito às opções políticas dos professores, alunos e profissionais técnicos. Muito menos tolerável, ainda, é a existência de ameaças físicas dessa natureza a qualquer pessoa no espaço acadêmico.
 
Reiteramos nosso total e amplo apoio a todos os professores, alunos e profissionais técnicos da UNEMAT e defendemos o direito de cada um de expressar livremente suas convicções político-ideológicas.
 
Nos colocamos à disposição.
 
Diretoria da ADUNEMAT
10/10/2018

55 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • REDAÇÃO VERMELHA
    12 Out 2018 às 07:57

    OD embarcando na falácia, na mentira!! Não existe mais jornalismo sério , tudo é válido em nome da IDÉIA MARXISTA!!! Isso não está acontecendo, é mentira!! Estudo na UNEMAT, esse é o desespero dos esquerdalhas diante da REPROVAÇÃO DA SOCIEDADE que acordou e não aceita mais esta corja!! Fora PT, Fora comunistas, fora quadrilheiros!!!

  • Privado
    11 Out 2018 às 16:27

    Acho que é uma grande mentira, sou estudante da UNEMAT e não é isso que eu vejo todos os dias. O que acontece é o inverso da notícia, muitos apoiadores do petistas são grossos, faltam com respeito só porque alguns acadêmicos usam a camiseta do candidato do PSL, Jair Messias Bolsonaro. Acho que deveriam averiguar melhor e pedir provas sobre o fato denunciado. É muito fácil eu ir e prestar denúncia apenas por não gostar de uma minoria que vota contra o meu partido. Os apoiadores do PSOL e PT que são grosseiros, não respeitam a opinião de ninguém e se fazem de vítimas. Eu sou estudante e vejo isso todos os dias.

  • Reinaldo Antonio Cabral de Souza
    11 Out 2018 às 14:51

    DESCULPE, (BOLSONARO 17)*

  • Reinaldo Antonio Cabral de Souza
    11 Out 2018 às 14:50

    Porque não filmam essas coisas acontecendo? Nunca vi 1 vídeo se quer de apoiadores do Bolsonaro fazendo esse tipo de coisa. Agora já vi varios videos da esquerda agredindo física e verbalmente, a ESQUERDA está apelando para todo tipo de coisa, até mentiras! BOLSONARO 2017!!!!!

  • ELEITOR 2018
    11 Out 2018 às 13:48

    É muito mi mi mi, riscaram meu carro 2x por ter adesivo do BOLSONARO. Divulgam foto de PRESIDIÁRIO" como se fosse gente honesta. Agora eu pergunto, quem é fascista ?

  • Divina
    11 Out 2018 às 12:38

    Olhar direto perdendo credibilidade, o que acontece é totalmente o contrário, não se pode mencionar o nome de Bolsonaro nas faculdades, corre o risco de sermos linchados, a começar pelos próprios professores que são completamente intolerantes ao aluno que tentem declarar que votará em Bolsonaro! Investiguem melhor para não caírem no descrédito total #ficaadica

  • Hélio
    11 Out 2018 às 11:56

    Será que o homem cordial de Sérgio Buarque de Holanda será, definitivamente, enterrado? Digo, o mito do homem cordial, não o homem cordial em si, pois esse nunca existiu de fato.

  • Carlos
    11 Out 2018 às 11:41

    O Ambiente educacional deveria ser sagrado e livre de posições partidárias, acontece que a esquerda tomou de assalto essas universidades estaduais e federais, seu de casos que são contrários ao informados,l pó um seja pessoas que discordam dos candidatos de esquerda sendo atacado por professores, alunos e funcionários, esses sindicatos são uma.palhaçada no Brasil, não representam trabalhadores, na verdadeira são puxadinhos de partidos políticos, mas essa mamata está acabando......

  • Aluno
    11 Out 2018 às 11:19

    Acho bonito como tem vários sites simplesmente copiando e colando essa "notícia" sem ao menos se dar ao trabalho de verificar o ocorrido. O desespero está grande pros vermelhetes.

  • Angelo
    11 Out 2018 às 10:53

    Interior do Mato Grosso é assim mesmo ... só reacionários paga-paus do agronegócio ... nunca leram um livro na vida e querem discutir política depois que o bolsonazzi apareceu ... não sabem nada de nada ... devemos adjetivá-los pelo que realmente são: Fascistas ...

Sitevip Internet