Olhar Direto

Domingo, 18 de novembro de 2018

Notícias / Política MT

Jayme Campos critica pesquisas, revela traições em campanha e minimiza segundo lugar

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

01 Nov 2018 - 09:25

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Jayme Campos critica pesquisas, revela traições em campanha e minimiza segundo lugar
Eleito o segundo candidato ao Senado mais votado de Mato Grosso, com 490.6 mil votos, Jayme Campos (DEM) criticou as pesquisas que o apontavam como líder na disputa, disse não se incomodar com o segundo lugar e revelou ter presenciado traições de outros políticos durante sua campanha.  

Leia também
Selma Arruda teria pago R$ 150 mil de suposto ‘caixa 2’ com cheques de suplente


“Eu não faço política olhando para retrovisor, olho sempre pela frente. Agora é natural, não vou chamar de traição, mas muitas vezes em determinados momentos da campanha as pessoas sublimaram, vamos chamar assim, de fazer uma campanha com mais ênfase em Jayme Campos. Muitas vezes estavam insatisfeitos por eu não poder dar alguma coisa a eles, outros que queriam fazer uma forçação de barra para passar mais recursos que não poderia por força de lei e assim por diante. É natural, que no próprio decorrer da campanha nós vamos descobrindo, as coisas chegam a você sem querer”, disse Campos em entrevista à Rádio Capital FM.

Questionado sobre quem teria o traído, o democrata desconversou e preferiu não dizer nomes, reforçando que a questão é irrelevante agora que já está eleito. Todavia, o democrata declarou ter ficado surpreso com o retorno de apoio de algumas pessoas de quem esperava mais.

“Vai chegando várias informações e você vai fazendo uma coletânea de todos aqueles que foram mais traíras e os menos traíras. De qualquer forma isso para mim não foi relevante. Isso não é só comigo, isso existe com todos os candidatos. Comigo não teve trairagem, até por que eu ganhei a eleição. Mas tem umas pessoas que eu esperava muito mais e me deram muito menos respostas positivas, retorno daquilo que eu esperava. Mas eu estou eleito e estou de boa, nunca estive tão de boa como agora”, frisou.

Sobre os erros nas pesquisas, que na grande maioria apontavam o seu nome como o principal favorito para ser eleito em primeiro lugar, Jayme afirmou que o sistema de avaliação da opinião pública precisa ser modificado e minimizou ter ficado em segundo lugar, atrás da juíza aposentada Selma Arruda nas urnas.

“Esta foi uma eleição diferenciada, acho inclusive que temos que reinventar a maneira de se fazer pesquisa de opinião pública no Brasil. Todas as pesquisas me davam uma larga vantagem em relação ao segundo colocado. Feito isso ai, eu nunca me coloquei como o candidato para ser o primeiro colocado. Sempre coloquei meu nome para ser eleito. Tanto faz se é primeiro ou segundo. Isso não tem nenhuma diferença e o peso é igual. A sensação que eu tenho é que 90% do voto em Jayme Campos foi o primeiro voto e não o segundo. É natural que eu gostaria de ter sido o mais votado, mas não foi possível. Mesmo assim serei um senador com o mesmo tamanho e com a mesma envergadura que a doutora Selma que venceu a eleição”, avaliou.

13 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Nestor
    02 Nov 2018 às 12:25

    Cabia ao DEM indicar um nome. Dentro do partido realmente ele tem muito prestígio, mas qual foi o projeto que ele aprovou. Qual foi a grande contestação que fez em prol do povo brasileiro ou mato-grossense? Me respondam por favor.

  • Edson Povoas
    02 Nov 2018 às 10:51

    Jaime foi um excelente e competente Senador de 2007/15, chegou a ser Presidente da Comissao de Assuntos Sociais onde fez otimo trabalho, foi Presidente da Comissao de Etica e Membro da Mesa Diretora por isso acredito que MT ganhou muito com a sua volta. So os despeitados e invejosos que falam mal dos Campos.

  • Nileide
    02 Nov 2018 às 03:11

    Da outra vez foi um senador medíocre que somente beneficiou meia dúzia de amigos empresários e sua família. Mas espero que desta vez pelo menos seja deferente.

  • Luiz Dutra
    01 Nov 2018 às 23:17

    E´muito facil saber quem foram os traidores da candidatura do Senador Jaime Campos, basta olhar a votação dos candidatos a Deputados Estaduais e Federais da coligação do Mauro Mendes, de cada cidade, e comparar com a do candidato ao Senado, que os trairas ficarão visiveis. Mais deixa pra lá, o que interessa é que o Jaime foi eleito, e outros 9 candidatos foram derrotados

  • Vidal
    01 Nov 2018 às 16:37

    Mais Trairagem a qual vc fez com o Pedro impossível

  • Tobias de Aguiar
    01 Nov 2018 às 16:32

    A imagem da lisura e sucesso politico da família Campos, está no mesmo Nível que a imagem de Várzea Grande, em especial o tratamento de esgoto!

  • Jaderson Ramalho
    01 Nov 2018 às 13:55

    Jaime Campos sempre será o nosso lider porque é leal e fiel. Pena que tenha gente com muita dor de cotovelo. Só não vale morrer, tá.

  • Zeca
    01 Nov 2018 às 12:35

    O senhor não deveria nem ser eleito pois é só olhar o modelo de sua cidade, nem rodoviária tem.

  • Juca
    01 Nov 2018 às 11:38

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Zico
    01 Nov 2018 às 10:50

    Pena que não ficou em terceiro e olha que eu tentei...