Olhar Direto

Domingo, 18 de novembro de 2018

Notícias / Política MT

Deputados barram empréstimo de R$ 800 milhões para término do VLT

Da Redação - Wesley Santiago

01 Nov 2018 - 11:05

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Deputados barram empréstimo de R$ 800 milhões para término do VLT
A Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária (CFAEO), da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), negou autorização para que o governo do Estado contraísse crédito com a Caixa Econômica Federal (CEF), no montante de R$ 800 milhões, para a conclusão das obras e operacionalização do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). O motivo seria o fim do mandato de Pedro Taques (PSDB) e o fato de que o governador eleito, Mauro Mendes (DEM) já ter afirmado que demorará aproximadamente um ano para determinar o futuro do modal.

Leia mais:
VLT, corrupção, acordos políticos e saúde foram principais assuntos abordados por candidatos ao Governo de MT
 
A reunião aconteceu na última quarta-feira (31). A comissão está sob a presidência do deputado Wilson Santos (PSDB) e teve a participação de Adalto de Freitas (Patri), Silvano Amaral (MDB) e Wagner Ramos (PSD).
 
Relator da solicitação governamental, o deputado Adalto de Freitas manifestou parecer contrário à autorização para o empréstimo, tendo em vista que o atual governo encontra-se no fim de seu mandato: “Não é correto autorizar a contratação de tamanho crédito em final de governo, considerando que a conta ficará para ser paga pelos futuros administradores do Estado”, assinalou o parlamentar.
 
Wilson Santos fez coro. “É até uma questão de coerência, até mesmo porque o governador eleito, Mauro Mendes, já pediu à sociedade o prazo de um ano para avaliar a viabilidade e os meios necessários para a conclusão do VLT”, disse o parlamentar.
 
Adalto de Freitas ainda reiterou a confiança no futuro mandatário. “A inconclusão desse projeto, tão dispendioso financeiramente, quanto importante para a mobilidade urbana na grande Cuiabá, tornou-se um vexame nacional para Mato Grosso. Temos a certeza de que é possível concluir o VLT, com custos menores e acredito que o governador eleito assumirá esse compromisso e o fará”, afiançou o parlamentar.
 
A prestação de contas do Executivo, referente ao exercício fiscal de 2017, também foi posta em pauta – o relator, deputado Wagner Ramos, manifestou parecer favorável à aprovação, com ressalvas, conforme orientação do Ministério Público de Contas.
 
Ramos recomendou a constituição de uma equipe de acompanhamento, composta por técnicos da Casa e do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE/MT), a fim de fiscalizar a execução das correções e adequações apontadas ao governo estadual.
 
Contudo, após a leitura do parecer, o deputado Silvano Amaral pediu vista do processo por 48 horas, a fim de melhor analisar a prestação financeira do Executivo. Diante disso, o presidente da CFAEO, depois de conceder a solicitação do parlamentar, resolveu pela realização de reunião extraordinária da comissão, prevista para as 16h da próxima terça-feira (06/11).
 
A reunião ordinária antes prevista para a quarta-feira (07/11), foi transferida para a tarde de terça (08), às 16h.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • PEDRO
    01 Nov 2018 às 17:41

    Final de governo. Não fizeram nada mais que sua obrigação.

  • Revoltado
    01 Nov 2018 às 17:33

    Pega essa grana cria faixa exclusiva, melhora a malha viária, renova a frota com ônibus articulado, contrua abrigos bons. E tem nosso apoio

  • zander carlos ferreira de souza
    01 Nov 2018 às 15:01

    PArabéns!

  • Luís Lima
    01 Nov 2018 às 14:29

    Essa história de vlt já se tornou folclórico como curupira mula sem cabeça

  • CUIABANO
    01 Nov 2018 às 13:07

    QUE MANÉ VLT O QUE RAPAZ, PEGA ESSE DINHEIRO INVESTE EM SEGURANÇA E SAÚDE, PELO AMOR DE DEUS, ESSE POVO SÓ PODE COMER MERDA MESMO