Olhar Direto

Domingo, 18 de novembro de 2018

Notícias / Política MT

Candidato a vice de Taques defende permanência de governador na vida pública: fez muito por MT

Da Redação - Érika Oliveira

04 Nov 2018 - 07:15

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Candidato a vice de Taques defende permanência de governador na vida pública: fez muito por MT
Enquanto o governador Pedro Taques (PSDB) se recupera “física e emocionalmente” da derrota nas eleições ao Governo do Estado deste ano, seu candidato a vice, o produtor rural Rui Prado (PSDB), retoma aos poucos a vida no campo, nos negócios e também na política. Em entrevista exclusiva ao Olhar Direto, a primeira desde o dia 07 de outubro, o tucano avaliou a campanha do PSDB em Mato Grosso, criticou aliados que em sua opinião foram “promíscuos” e “fundamentais” para a derrota de seu grupo e defendeu a continuidade de Taques na política.

Leia mais:
“Recuperação física e psicológica”, explica chefe da Casa Civil sobre silêncio de Pedro Taques

“Foi uma campanha difícil, de baixo orçamento, muito rápida. Acabamos não conseguindo ir a municípios muito importantes do estado, como Sinop, por exemplo. Mas eu acredito que lá na frente a população vai enxergar tudo o que esse Governo fez” disse Rui Prado, acrescentando uma das principais autocríticas da base governista, de que a comunicação não foi eficiente.

Rui Prado dispensa a pecha de “bombeiro" de Taques, a ele atribuída em função de seu anúncio tardio como candidato a vice-governador. Antes dele, o chefe do Executivo havia acenado para Adilton Sachetti (PRB), para o ex-governador Rogério Salles e para o vice-prefeito de Lucas do Rio Verde, Silvio Favero (PSL).

A chapa integralmente tucana só foi formada no dia da convenção do PSDB, em 04 de agosto. Minutos antes da chegada de Pedro Taques ao Hotel Fazenda Mato Grosso, onde era realizado o ato, o nome de Rui Prado ainda gerava dúvidas.

“É preciso que fique claro, essas conversas já aconteciam há algum tempo. Eu tinha uma candidatura muito bem encaminhada para deputado federal, a qual eu sacrifiquei em nome do partido, em nome daquele projeto. Não era algo para se decidir de uma hora para outra", relembrou.

À época, a candidatura de Rui Prado como vice teria entre seus objetivos trazer votos do agronegócio, setor ao qual ele é diretamente ligado. No entanto, os tucanos acabaram amargando o terceiro lugar destas eleições, somando pouco mais de 270 mil votos, 500 mil votos a menos que o primeiro colocado, o governador eleito Mauro Mendes (DEM).

Além de perder as majoritárias, o PSDB registrou um encolhimento considerável. Passou a contar com apenas dois deputados estaduais e não conseguiu eleger nenhum federal. Rui Prado culpou àqueles que chamou de “promíscuos”, que para ele estariam entre os principais responsáveis também pela derrota do candidato ao Senado Nilson Leitão (PSDB).

“Eu penso da seguinte forma: é claro que todos são livres para apoiar quem quiserem, mas existe um tempo certo para tudo. Se você está fechado com um grupo, com um projeto e no meio do caminho você abandona para apoiar outro, isso é traição. Para mim, essas pessoas foram promiscuas. É isso que se chama de promiscuidade na política”, criticou o produtor, que por enquanto não cogita deixar a sigla.

Passada a campanha, apesar da derrota, Rui Prado não pensa em deixar a política. “Ainda é cedo para dizer se vou disputar algum cargo, mas certamente isso irá acontecer. Ainda não sei quando. Até lá nós temos uma reestruturação profunda a se fazer no PSDB e eu faço parte do Diretório. Então, nos próximos dias, devemos nos reunir e traçar os próximos passos”.

É o mesmo que ele deseja para Pedro Taques. Segundo Prado, a “ressaca eleitoral” do governador deve ser respeitada. “Eu já estive com ele algumas vezes, mas não fizemos nenhum balanço da eleição. Não é o momento, ainda vamos nos reunir exclusivamente para tratar disso. O Pedro está bem, está descansando de uma campanha muito difícil em vários aspectos. Mas está tudo certo”, contou.

“Não acho que seja o fim. Ele é um homem de uma carreira respeitável foi procurador, senador, governador de um Estado. Tenho certeza que ele irá continuar na política de alguma forma, porque isso é dele, da pessoa dele. E eu acho que é isso mesmo que ele tem que fazer, porque ele ainda tem muito a oferecer para a sociedade, para Mato Grosso”, completou.
 

21 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Gleide
    05 Nov 2018 às 09:53

    Aceita que doi menos! Se Mato Grosso nao quiz eleger ele de novo, irão querer ele em algum cargo?? Claro que nao. So o escritorio da "ex-mulher""" so que não, vai contrtara Ele, ou senao ele vira o socio de verdade. ou aquela ONg queajuda resolver os problemas ambientais de mato grosso. ah, o Arcanjo tambem pode contratar...

  • Profeta
    04 Nov 2018 às 19:40

    Pedro Taques tem trabalho certo: advogado dos barões do agro.

  • silvio lopes de moraes
    04 Nov 2018 às 18:14

    O problema é que só ele defende isso.foi acachapante a derrota ,vergonhosa a gestão,saiu pela portas dos fundos,na pauta da mentira e falsidade a carreira é curta,o tempo é justo e não tem imunidade para ninguém.

  • Henrique Dias
    04 Nov 2018 às 18:02

    Aprende que precisa pagar as dívidas contratadas, sai fora do Pinóquio e tenta ser do legislativo. Pra executivo foi um fracasso.

  • Antônio Carlos
    04 Nov 2018 às 16:27

    Entrou numa roubada!! agora tá com dificuldades para sair. PARA DE queimar o filme!!

  • sediclaur
    04 Nov 2018 às 15:14

    Ô Rocha, leva o Taques em janeiro/19 pra você!

  • Gui
    04 Nov 2018 às 12:55

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • ALFREDO PIVVA
    04 Nov 2018 às 12:30

    Sem comentários.... Tristes Trópicos...

  • Robson Souza
    04 Nov 2018 às 10:52

    Esse senhor não consegue se enxergar. Como pode ser tão ridículo. Ele calado é um poeta.

  • Chacal
    04 Nov 2018 às 10:47

    Monte um Pit Dog e vá vender baguncinha.

Sitevip Internet