Olhar Direto

Domingo, 18 de novembro de 2018

Notícias / Política MT

Mauro diz que dados da transição são preocupantes e pede ajuda ao Legislativo

Da Redação - Érika Oliveira

09 Nov 2018 - 08:25

Foto: Rogerio Florentino/Olhar Direto

Mauro diz que dados da transição são preocupantes e pede ajuda ao Legislativo
O governador eleito Mauro Mendes (DEM) jantou com deputados da atual gestão e alguns novatos na noite da última terça-feira (06) e revelou que os dados até então obtidos junto ao Governo do Estado, por sua equipe de transição, são preocupantes. O democrata tem falado pouco sobre o assunto com a imprensa, mas pediu ajuda aos parlamentares para o reequilíbrio das finanças públicas, especialmente nos primeiros anos de gestão.

Leia mais:
Mendes impõe "lei do silêncio" na equipe de transição e pretende fechar staff até dia 10

“Falamos da situação difícil do Estado. O governador falou que os dados da transição são muito preocupantes e ele está convocando a Assembleia para ajudá-lo nesse processo de início de Governo. Eu tenho certeza que essas dificuldades vão continuar, especialmente nos dois primeiros anos, até ele ter a máquina na mão. Mas o Mauro é um empresário experiente, que lidou muito bem com as dificuldades da Prefeitura de Cuiabá, sabe que todas as medidas duras vão ter que ser tomadas no começo do Governo. Mas mesmo assim ele vai ter grandes dificuldades relacionadas às finanças do Estado em sua gestão”, disse o deputado Guilherme Maluf, que esteve no jantar.

No mesmo dia, Mauro havia se reunido com toda a equipe de transição no Palácio Paiaguás, durante a tarde. Ao deixar a reunião, afirmou que ainda aguardava dados mais detalhados de algumas contas para se posicionar publicamente sobre as primeiras ações que deverá tomar a partir de janeiro, mas frisou novamente a necessidade de cortar despesas do Estado.

Num tom mais crítico desde que foi eleito governador, Mauro Mendes repetiu diversas vezes, em conversa com jornalistas, que o Estado está absolutamente quebrado e pediu a compreensão de todos, principalmente servidores e agronegócio, para que as contas retomem o equilíbrio.

A expectativa é de que até este final de semana a equipe de transição do futuro Governo tenha um levantamento preliminar de quantos cargos e Secretarias serão cortados dentro da reforma administrativa que está prevista. Conforme Otaviano Pivetta (PDT), vice-governador, o número de demissões de comissionados pode chegar a 50%.

16 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Amosil
    10 Nov 2018 às 14:43

    Walter ,para d chorar por Rga ,vai dedicar mais Ao trabalho...MATO GROSSO, NÃO É SÓ SERVIDOR PÚBLICO...

  • Ronaldo
    10 Nov 2018 às 10:40

    Ao comentário do Sr. Levi, por isso estamos nessa quebradeira danada. Ao invés de estudar para empreender e criar empregos o brasileiro prefere viver na mamata do concurso público! E quando passam, ficam com preguiça de desempenhar suas funções...

  • Areal
    10 Nov 2018 às 09:18

    Maura...deixe de ser frustrada por não conseguir passar em um concurso...estude mais..mais se não conseguir procure um psicologo uma terapeuta...vai se tratar

  • Areal
    10 Nov 2018 às 09:14

    Taxar o agro nem toca no assunto..ja começou as conversinhas fiadas...a esposa esta nas redes sociais escrevendo lindos textos dizendo que a gestão sera voltada para os que mais precisam..vamos aguardar...telha mais culhao mauro mendes e taxa essa casta de barões do agro. Governe para o povo e não pra meia duzia.

  • DOMINGOS SANTANA DA CRUZ
    09 Nov 2018 às 15:45

    NOSSO ESTADO ESTÁ FALIDO, O DINHEIRO QUE ENTRA NO COFRE,QUANDO REPASSAM PARA OS OUTROS PODERES, SOBRAM MUITO POUCO PARA PAGAREM OS SERVIDORES.

  • Levi
    09 Nov 2018 às 12:30

    Sempre tem uns idiotas que vivem a falar mal de servidor público. Conselho: Estude e passe num concurso público. Caso contrário, vai continuar a receber um salário mínimo na iniciativa privada.

  • Ze Mendes
    09 Nov 2018 às 10:41

    Não chora agora Mauro, você não quis casar com a viúva feia e pobre cheio de filhos, agora não chora, separa mas não chora Mauro, separar não quer essa viúva tem as tetas bem avantajadosainda da pra mamar kkkkkk

  • nav
    09 Nov 2018 às 10:36

    Ué , mas não era ele e sua trupe que gritavam aos 4 ventos que o problema era só de má administração do Taques

  • Maura Apêndice
    09 Nov 2018 às 10:35

    Tem que eliminar o máximo de comissionados, acabar com o contrato daquela empresa famosa que fornece terceirizados e cobrar produtividade dos funcionários de carreira que passam o dia tomando Herbalife, vendo sites de notícia, fofocando e batendo perna.

  • Regina
    09 Nov 2018 às 10:25

    Trabalhe mais e reclame menos governador Mauro Mendes. Quando vc se candidatou sabia muito bem dos pepinos no estado, agora é hora de arregaçar as mangas e trabalhar, trabalhar, trabalhar e trabalhar...

Sitevip Internet