Olhar Direto

Terça-feira, 20 de novembro de 2018

Notícias / Picante

​Dissimulados

Operação que prendeu Neri Geller faz referência ao livro Dom Casmurro

Da Redação

09 Nov 2018 - 10:34

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

​Dissimulados
A operação da Polícia Federal que prendeu Neri Geller e Rodrigo Figueiredo foi batizada de Capitu em referência a personagem do clássico Dom Casmurro, de Machado de Assis. Na trama, um Bentinho amargo e envelhecido revê seu passado sob a luz da desconfiança e do ciúme da companheira homônima à operação de hoje. Sob a suspeita de uma traição com um amigo próximo, Bentinho passa a enxergar em Capitu, desde a infância, defeitos de caráter. Nessa perspectiva classifica o amor de sua vida como dissimulada. Daí a escolha da PF. Os investigados são suspeitos de atuar em um esquema que envolvia pagamento de propina para operar em normatizações e licenciamentos no MAPA que beneficiassem a constituição de um monopólio de mercado. Usavam ações burocráticas para beneficiar empresas e além disso houve comprovação de que empresários e funcionários do grupo investigado – inicialmente atuando em colaboração premiada com a PF – teriam praticado atos de obstrução de justiça, prejudicando a instrução criminal, com o objetivo de desviar a PF da linha de apuração adequada ao correto esclarecimento dos fatos. A operação tem como base delação de Lúcio Funaro e os esquema teriam acontecido entre 2014 e 2015, na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). As provas coletadas até então dão robustez às suspeitas, o que torna a “comparação” com a personagem de Assis absolutamente injusta. Capitu não tem voz nos escritos de Bentinho e é dissecada por um homem cego pelos ciúmes. 

Mais Picantes

Sitevip Internet