Olhar Direto

Terça-feira, 20 de novembro de 2018

Notícias / Cidades

Após perder bebê, grávida de nove meses procura polícia e denuncia suposta negligência médica

Da Redação - Fabiana Mendes

09 Nov 2018 - 15:43

Foto: Reprodução

Após perder bebê, grávida de nove meses procura polícia e denuncia suposta negligência médica
Uma mulher que estava grávida de nove meses registrou um boletim de ocorrência para denunciar suposta negligência médica após a morte do bebê, em Guarantã do Norte (a 736 quilômetros de Cuiabá), na última terça-feira (6).  

Leia mais: 
Após temporal, rua vira 'rio' e correnteza arrasta veículos em Cuiabá; veja vídeo

Conforme consta no boletim de ocorrência, o comunicante C.P, que é irmão da vítima, foi até a Delegacia do município e informou que C.A.P., estava grávida de nove meses. Na manhã da última terça-feira (6), ela teria ido até o Hospital Municipal Nossa Senhora do Rosário fazer uma consulta.
 
Segundo relato, a médica não teria examinado o estado de saúde do bebê e apenas teria solicitado um exame de ultrassonografia. A médica também teria pedido que ela retornasse ao hospital na quarta ou quinta-feira, para definir como seria realizado o parto.
 
No entanto, o exame de ultrassonografia feito na quinta-feira por volta das 10 horas constatou que a criança estava sem vida há aproximadamente um dia. Após receber a informação que o bebê estava morto, C.A.P., seguiu até o hospital, onde foi atendida por volta das 13 horas.
 
Ainda de acordo com o B.O., por volta das 20 horas daquele dia, C.A.P. deu entrada na sala de cirurgia, onde fez a retirada do bebê.
 
Suspeitando de negligência médica, a família de C.A.P., foi até a Delegacia fazer a denúncia. O exame de necropsia do Instituto Médico Legal (IML), deverá apontar a verdadeira causa da morte ou há quantos dias ele poderia estar morto na barriga da mãe. 
 
A reportagem entrou em contato com o hospital, que deverá se posicionar sobre o ocorrido.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Nonato
    10 Nov 2018 às 23:44

    Tiro o chapeu pra um dos mais competentes ginecologistas do mato grosso ...que trabalha no hospital de confresa...dificil condenar o medico por negligencia ...pois estamos diante de uma das mais dificeis especialidade..e nem sempre se acerta com o que esta dentro da barriga...peba que uma vida sd vai...

  • Mad
    10 Nov 2018 às 21:41

    Enquanto a Medicina evolui a classe médica despenca na qualidade... tem se tornado comum casos simples evoluirem pra óbitos... e tenho certeza que tem falha profissional...

Sitevip Internet