Olhar Direto

Terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Notícias / Política MT

Botelho prevê 8 anos para MT recuperar capacidade de investimento e vê déficits desde Blairo

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo / Da Reportagem Local - Érika Oliveira

09 Jan 2019 - 08:27

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Botelho prevê 8 anos para MT recuperar capacidade de investimento e vê déficits desde Blairo
O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), declarou que os problemas de gestão que ocasionaram o caos financeiro que Mato Grosso vive atualmente iniciaram ainda na gestão do ex-governador Blairo Maggi (PP). O deputado também prevê que o equilíbrio das contas do Estado e a recuperação da capacidade de investimento devem acontecer somente daqui a oito anos, caso os projetos apresentados por Mauro Mendes (DEM) seja aplicado com sucesso.

Leia também
Deputados prometem travar pautas na AL em defesa de servidores públicos


Em reunião com o governador Mauro Mendes no Palácio Paiaguas nesta terça-feira (8), Botelho recebeu a informação de que o rombo nas contas do Estado é de aproximadamente R$ 4 bilhões, números que também foram apresentados aos servidores públicos, que terão salários escalonados nos primeiros meses da gestão.

Para Botelho, se o Estado seguir o planejamento de enxugar os gastos públicos e continuar aumentando a sua arrecadação, como Mendes tem projetado, as contas do Estado podem ser equilibradas nos próximos quatro anos, com a previsão de realizar novos investimentos em oito anos.

“Estamos vivendo momento em que o estado chegou a ponto de colapso. Nós estamos com um rombo nas contas de quase R$ 4 bilhões. É bem mais do que a gente esperava, então temos que fazer um plano de recuperação do Estado e isso vai levar tempo. Precisamos de recuperação de receitas para conseguir equilibrar essa despesa ao longo de dois à quatro anos e um projeto a longo prazo para que daqui há oito anos o estado possa ter capacidade de investimento. Do jeito que está indo, essa vai ser a situação”, disse o deputado.

O parlamentar também avaliou que o erro de administração financeira iniciou durante a gestão do ex-governador Blairo Maggi e se tornou uma bola de neve até o governo de Pedro Taques, que sofreu em todo seu mandato com uma despesa maior que a arrecadação.

“Nós precisamos unir forças e entender a situação porque esse problema não é de Pedro Taques. Este problema começou lá no Blairo Maggi. Esses déficits do Estado começaram lá, ele fundou a conta única jogando tudo pra dentro e começou essa ‘enrolação’. Ele deve ter arrumado um secretario de finanças lá atrás muito esperto, que enrolou o Blairo. No governo Silval isso foi se acumulando e aí não se tomou providência e continuou. O Pedro Taques tomou essa bola... Nós precisamos achar verdadeiramente um plano para resolver a situação e esse projeto só vai ser resolvido se todo mundo tiver engajado nele”, explicou.

Estudando a real situação financeira do Estado desde que tomou sua posse, na semana passada, Mauro Mendes já começou a tomar medidas enérgicas para evitar gastos, como exonerações de funcionários comissionados e o escalonamento dos salários dos servidores públicos e o parcelamento do 13° que ainda não foi pago.

Nesta quarta-feira (9), Mendes irá a Assembleia Legislativa apresentar a todos os deputados os projetos que pretende mandar para a casa ainda neste mês de janeiro.

22 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • JORGE
    09 Jan 2019 às 18:06

    EU NÃO CONSIGO ENCONTAR SERIEDADE NA FALA OU PENSAMENTO DE UM POLITICO. PENSO QUE QUANDO ELE FALA EM OITO ANOS ELE SE REFERE A UM MANDATO DO MAURO MENDES E OUTRO PODE SER ELE CANDIDATO. VEJAMOS DA UMA EQUILIDRADA NO ESTADO O MAURO SAI PARA OUTRO CARGO ELE PODE SER O CANDIDATO DA SITUAÇÃO. NAO É POR NADA MAS QUANDO VEM DE POLITICO É DIFICIL DE ACREDITAR.

  • O atalaia
    09 Jan 2019 às 15:23

    Pode ser que a recuperação da capacidade de investir do Estado leve 8 anos, mas, atropelando servidores com ameaças de demissão e de redução de salário o governo vai passar os 4 anos convivendo com greves e outros tropeços inconvenientes aos interesses do cidadão.

  • ila
    09 Jan 2019 às 13:00

    Conversa fiada! esses políticos enchem os órgão públicos de empresas terceirizada pra favorecer amigos, agora fica ai querendo justificar! Em cada órgão do estado, tem de 4 a 5 empresas diferentes prestando serviço. Ai não tem estado que aguenta!

  • Mileide Mihaile
    09 Jan 2019 às 12:28

    Se esse bostelho continuar no poder nunca sairemos do caos (piada pronta né)

  • Veridiana
    09 Jan 2019 às 12:27

    Verdade. BBM in.troduziu as VI TAF (LC 169/2004) etc. inspirada na VI da ALMT (Lei 8.112/2004, que o TJMT reconheceu como salário (MSC 122966/11).

  • Servidora
    09 Jan 2019 às 12:22

    Rubens silva...é só atrasar os duodécimos dos poderes pedirão a cabeça MM (ALMT tem VI do exercício da atividade parlamentar e filhotes de VI por extensão aos comissionados (Lei 10.296/15, art, 2º, § 2º ) quando só pode por lei própria (Art. 39, § 1º I a III, 4º e 8º pois cada carreiras tem seus próprios padrâos de remuneração. Ab surdo!!!

  • rubens silva
    09 Jan 2019 às 11:51

    COMO E A VIDA,CRITICARAM O PEDRO TAQUES E AGORA ESTAO QUERENDO SAIR FORA ,OLHA MAURO MENDES ,VC SABIA DE TUDO JUNTO COM O NOBRE DEUTADO BOLETLHO E AGORA QUEREM 8 ANOS PARA RECUPERAR OS ROUBOS DA GESTAO SILVAL E MAGGI ,MAURO MENDES SUA GESTAO VAI TERMINAR NA MERDA KKKKKKK E ESSE POVO QUE ESTA COM VC NA ASSEMBLEIA LOGO VAO PEDIR SUA CABEÇA

  • joaoderondonopolis
    09 Jan 2019 às 11:46

    Taí servidores o presidente da Assembleia Legislativa disse que o estado vai levar 8 anos para recuperar, nestas alturas significa que vocês vão ficar 8 anos com escalonamento de salário. Vocês conformaram muito cedo e rápido com a explicação do governador. MM é duro, não vai ceder nada nada, tudo é como ele quer.

  • joaquim
    09 Jan 2019 às 11:42

    onde esse Bostelho estava qdo a AL em coluio com Maggi, Silval e Taques levaram o Estado a esta situação? bando de incompetentes! se tem motorista e servidora de café ganhando 12 mil quem são os culpados? o bosteilho não estava lá votando? ou o atual governo está mentindo ou os irresponsáveis teriam que estar todos na cadeia, inclusive esse bosteilho

  • De olho aberto.
    09 Jan 2019 às 11:37

    Esse nobre deputado é muito poderoso e influente porque tem muito dinheiro. O cargo na AL é somente para fomentar os negócios da família. E ele tem os Office Boys do poder Executivo (secretários, etc..) que fazem seus negócios fluir.

Sitevip Internet