Olhar Direto

Terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Notícias / Política MT

Mauro questiona salários de R$ 15 mil para motorista e vencimento quatro vezes maior para técnico

Da Redação - Wesley Santiago

08 Jan 2019 - 16:23

Foto: Gcom

Mauro questiona salários de R$ 15 mil para motorista e vencimento quatro vezes maior para técnico
O governador Mauro Mendes (DEM) questionou, em entrevista à TV Centro América, na manhã desta terça-feira (08), alguns ‘supersalários’ encontrados na folha de pagamento do mês de dezembro, como o de R$ 15 mil reais para o motorista de um órgão do governo e também os vencimentos de um técnico de nível médio, que recebe quatro vezes que o ‘normal’ do mercado.

Leia mais:
Mendes determina auditoria para apurar possíveis "super remunerações" herdadas da gestão Taques
 
“Encontrei algumas coisas que vale a pena dizer. Tem um funcionário da Empaer que é motorista de golzinho ganhando R$ 15 mil. Encontramos pessoas de serviços gerais, que serve cafezinho, ganhando R$ 13,2 mil. Técnico de nível médio ganhando R$ 17 mil. No mercado, este último ganha de R$ 3 mil a R$ 4 mil. Esta é a realidade que temos. Nossos professores têm o segundo melhor salário do Brasil, está correto pagar bem. Mas precisamos ter a condição para fazer isto”, disse o governador.
 
Mauro determinou que seja feita uma auditoria na folha de pagamento do mês de dezembro do ano passado, ainda na gestão de Pedro Taques (PSDB), em decorrência das informações de que haveria “super remunerações” entre os servidores públicos da ativa.
 
Além da folha de pagamento dos funcionários da ativa, a auditoria também será ampliada para a folha dos inativos e pensionistas: “Teve gente que chegou a ganhar R$ 170 mil de remuneração. Se estamos em momento de dificuldade, não pode ter isto. Teria que, no mínimo, ser pago de forma parcelada”.
 
“O que eu expus é a verdade. Fazemos isto ou as coisas pioram ainda mais. O cidadão está muito irritado, porque ele continua pagando imposto e as viaturas estão parando, as estradas com buraco, escolas não melhoram e a saúde está um caos. Neste primeiro momento, vamos ficar no meio do tiroteio, tentando apagar diversos incêndios”, comentou o governador.
 
Mauro ainda voltou a enfatizar a crise: “O Estado está quebrado, deve para todo mundo. Esta realidade dos atrasos de salários não começou em janeiro. Em dezembro, foi salvo pelo gongo e pagou no dia 20, não pagou o 13º. Nós assumimos no dia 1º de janeiro e encontramos esta dura realidade. Os salários tiveram que ser escalonados. Os prestadores de serviço estão há seis meses sem receber. Os médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estão ameaçando paralisar o atendimento por causa disto”.
 
“Mato Grosso foi o segundo que mais cresceu em arrecadação nos últimos anos. Porém, a despesa cresceu ainda mais. O salário subiu muito, é justo, o servidor tem o direito de ganhar bem, mas tem que ser naquilo do limite que o Estado pode pagar. Os fornecedores precisam ser pagos, olha o que aconteceu com as viaturas, que foram recolhidas. Sou favorável ao Reajuste Geral Anual (RGA), mas temos de ter condições para fazer isto. Hoje, lamentavelmente, não temos”, finalizou o governador.

Parcelamento

O governador Mauro Mendes (DEM) anunciou, por meio de sua assessoria de imprensa, que o salário dos servidores do Estado referente ao mês de dezembro do ano passado será escalonado até o dia 30 deste mês. Em nota, o democrata anunciou ainda o parcelamento do 13º salário remanescente de 2018, que só deverá ser quitado em abril. Outra novidade anunciada por Mendes trata do décimo terceiro salário de 2019, que será pago a todos os servidores, ativos e inativos, somente no mês de dezembro do corrente ano.

Conforme o comunicado, o pagamento dos salários de dezembro de 2018 dos servidores ativos e inativos, no valor total líquido de R$ 552.530.556,82, obedecerá ao seguinte calendário:

Dia 10/01: todos os 33.473 aposentados e pensionistas, independente do valor dos proventos, no valor total de 177.108.626,90; e aproximadamente 43.000 servidores em atividade que recebem até R$ 4.000,00 (quatro mil reais) líquidos e seus pensionistas, totalizando R$ 168.586.734,02;

Dia 24/01: 16.531 servidores em atividade que recebem até R$ 6.000,00 (seis mil reais) líquidos, totalizando R$ 73.150.206,68;

Dia 30/01: todos os demais 13.063 servidores ativos, cuja folha atinge R$ 133.684.989,22”.

O escalonamento do décimo terceiro salário remanescente de 2018, no valor de R$ 127.206.023,59, será pago em quatro parcelas, observado o seguinte calendário: 1ª parcela: dia 31/01; 2ª parcela: dia 28/02; 3ª parcela: dia 31/03; e 4ª parcela: dia 30/04.

Caixa zerado

Mauro Mendes recebeu o Governo no dia 01 de janeiro sem dinheiro em caixa para o pagamento da folha salarial referente a dezembro, quando Pedro Taques (PSDB) ainda era governador. Isto porque, há dois anos, a arrecadação do recurso utilizado para pagar os servidores vem sendo feito nos primeiros dez dias do mês subseqüente ao trabalhado.

A folha salarial de novembro, paga no mês passado, precisou ser escalonada. A expectativa de que o mesmo ocorresse este mês era grande, por conta da redução na arrecadação do Estado, comum nos primeiros meses do ano.

Além disso, o Governo ainda aguarda a vinda dos R$ 400 milhões referentes ao Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX), que até a presente data não foi pago pelo Governo Federal.

O 13º salário de 2018 dos aniversariantes de novembro e dezembro e dos servidores comissionados também ficou pendente. Conforme o ex-titular da Casa Civil, Ciro Rodolpho Gonçalves, os cerca de R$ 120 milhões a serem pagos foram contabilizados como dívidas no fechamento do balaço do governo, para serem quitadas por Mauro Mendes.

48 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Contribuinte
    12 Jan 2019 às 22:24

    Muito bom Mauro exonera logo esse povo é extingui logo todas essas secretarias que estão levando mato grosso pra uma situação vergonhosa....os servidores públicos que realmente trabalha e a população...te apoia.....

  • Reginaldo
    10 Jan 2019 às 06:54

    Vejo com bons olhos altos salários de servidores que aguentaram, se motivaram e se credenciaram para tal porém ao mesmo tempo me causa estranheza um concurso público pagar menos de 3.000 para um professor... muito menos que isso... são as tais aberrações das políticas governamentais...

  • Franciely
    10 Jan 2019 às 05:02

    Mais uma mensagem sensacionalista onde, crucificam aquele que trabalha, para proteger e desviar a atenção de todos de um problema que é mais sério de que todos imaginam (corrupção e desvios incalculados). É possível que daqui 4 anos esse novo governador eleito a custa de uma propaganda política mentirosa, sim mais um mentiroso, pois basta voltar atrás bem poucos meses quando ainda era apenas candidato onde o discurso era bem diferente deste. Para ser eleito o candidato subia no palanque batendo no peito e dizendo que fizeram um estudo constatando que a grande maioria os servidores do executivo de muitas carreiras estavam apenas sobrevivendo com os salários recebidos. Depois disso, quando são eleitos e assumem seus cargos, a conversa muda e as máscaras caem. Acham que fazendo esse auê todo na mídia com uma conversinha barata de tentar consertar o Estado a custa dos salários, irá solucionar todos os problemas do mundo. Vamos ver de que forma vai entregar o mandato daqui 4 anos, visto que pelo andar da carruagem está caminhando para ser uma cópia fidedigna de Pedro Taques. E nós estamos como? Que Deus nos ajude e nos defenda de tudo isso.

  • luiz otavio
    09 Jan 2019 às 17:40

    so chororo,vamos trabalhar com tranparencia

  • Luiz
    09 Jan 2019 às 17:10

    Taí a razão que não devemos votar nessa classe de soberbos, vê como trata com desprezo os trabalhadores, escolheu dois cargos extinto para dar referências como super salário, quê não é uma regra,nas categorias do funcionalismo, mas deve ser algumas exceções dentro da carreira dos órgãos publicos, o senhor deveria honrar a calça, devulgar os salários dos cargos top do estado como, delegado, fiscais, procurador, promotor,juízes , etc, se na iniciativa privada não paga e porque vivem na exploração dos trabalhadores que deveria ganhar tão bem quanto esses citados, não aguenta pede pra sair ex-governador .fuuuu

  • Hector Mordasc
    09 Jan 2019 às 15:22

    Esse motorista,e essa copeira,trabalham há quase 40 anos na Empaer,eu disse 40 anos, Esse mesmo plano de salario tambem é o da Intermat,Seaf,e Indea. Só que do indea um pouco melhor. Tudo com decisão do governo do estado. Os orgãos não tem autonomia, para pagarem salarios que quiserem. Os funcionários antigos do estado,ao longo dos tempos,se qualificaram,estudara, e foram dezenas de Pccs,tabelas salarias etc. por isso esses salarios. Mauro por que o senhor que é corajosos,não fala dos militares que vão para reserva,super jovens,uma média de 50 a 55 anos,e o salario bruto. São muito bem pagos,sem falar dos outros poderes,Judiciário,Legislativo,Tribunal de contas,ministério Publico. Garanto que os salarios da Empaer,é fichinha.

  • ZE NINGUEM
    09 Jan 2019 às 10:38

    "MOTORISTA DE GOLZINHO"? VC QUE É MARAJA TEM PRECONCEITO CONTRA OS GOLS? SO PORQUE VC ANDA DE MERCEDES E FERRARIS É MAGNATA? ME DA NOJO DESSES NOSOS POLITICOS.

  • Pastor Clodoaldo
    09 Jan 2019 às 09:16

    Motorista não pode ganhar 15mil ? O cara passa no concurso público, tem seus ajustes necessários com os anos, até que chega a um salario bom e vem o SENHOR VOSSA EXCELENCIA LINDÃO falar que motorista nao pode ganhar 15mil ? Quer dizer que só empresário que deve muita gente, que esta com a empresa em recuperacao judicial que pode ? Alias, empresario nao pode ganhar 15mil, tem que ganhar 100mil neh ? E nao vem me falar que é mérito, porque esses motoristas trabalham MUITO MAIS que VOSSA EXCELÊNCIA.

  • alexandre
    09 Jan 2019 às 09:16

    dia que ele olhar salarios no legislativo, judiciário e MPE , vai cair pra tras..

  • alexandre
    09 Jan 2019 às 09:15

    precisa passar em concurso pra trabalhar na Bimetal ?

Sitevip Internet