Olhar Direto

Terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Notícias / Política MT

Botelho diz que reedição do Fethab garantirá R$ 600 milhões para o Estado

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

09 Jan 2019 - 17:35

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Botelho diz que reedição do Fethab garantirá R$ 600 milhões para o Estado
O projeto de reedição do Fundo Estadual de Transportes e Habitação (Fethab), que será encaminhado pelo governador Mauro Mendes (DEM) à Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (10) garantirá R$ 600 milhões para o Estado. A informação foi confirmada pelo deputado estadual Eduardo Botelho (DEM), que participou, junto com outros parlamentares de uma reunião com o Poder Executivo.

Leia também
Por unanimidade, CPI aprova relatório e responsabiliza Taques por desvio de R$ 500 milhões


Na reunião, o governador apresentou quatro projetos, que segundo ele, irão melhorar a economia e o equilíbrio fiscal de Mato Grosso. Além da reedição do Fethab, Mendes também pediu pela aprovação da reforma administrativa, da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e dos critérios para a concessão da Revisão Geral Anual (RGA) dos servidores.

De acordo com Botelho, a situação financeira do Estado é caótica e que todos os setores da sociedade precisarão fazer sacrifícios, citando o agronegócio. “Este mês de janeiro, sem considerar os restos a pagar, só as obrigações que o Estado tem como o repasse aos municípios, a saúde, os salários, falta R$ 200 milhões", explicou.

"É o momento de se unir e fazer um projeto sério, e eu vi seriedade nestes projetos do Mauro, que são projetos de Estado. Todo mundo vai ter que contribuir. Tem um aumento só no Fethab de mais de R$ 600 milhões em cima do agronegócio. É o momento que todos tem que dar sua contribuição e ter paciência”, disse o presidente do Poder Legislativo.

O deputado também disse que os próximos dias serão de discussões na Assembleia Legislativa e prevê que os projetos podem ser aprovados ainda em janeiro, último mês desta legislatura.  

“A discussão na Assembleia é um pouco mais demoradas. Lá vai ter que passar por discussões dos deputados, com os setores. O Mauro disse que não delongou para mandar isso para Assembleia porque o local destas discussões é na Assembleia. Então, amanhã as 9h ele vai entregar. Acho que dá sim para aprovar ainda em janeiro”, explicou.

Ainda conforme Botelho, o conjunto de projetos apresentado por Mendes foi denominado “Pacto por Mato Grosso”, por alcançar todos os Poderes e ser um plano para sair da situação de crise.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • sediclaur
    10 Jan 2019 às 12:01

    Esqueçam esse Fethab! Isso é migalha, é tapeação pra não tributarem o agro. O negócio é fazer a tributação deste segmento que resolve o problema de caixa do estado e se fará justiça tributária.

Sitevip Internet