Olhar Direto

Notícias / Cidades

Indiciado motorista que matou dois na FEB ao andar na contramão; homem trabalha com Uber

Da Redação - Fabiana Mendes

11 Jan 2019 - 17:48

Foto: Reprodução / Corpo de Bombeiros

Indiciado motorista que matou dois na FEB ao andar na contramão; homem trabalha com Uber
A Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran) concluiu o inquérito que investiga Eduardo Nilson Amorim Leal, de 23 anos, que dirigiu um veículo Voyage pela contramão na Avenida da Feb, em Várzea Grande, e matou duas pessoas, em outubro do ano passado. O rapaz era motorista do aplicativo Uber e irá responder por homicídios dolosos. A pena vai de 6 a 20 ano de reclusão para cada vítima.

Leia mais:
Motorista que invadiu FEB na contramão e matou dois vai responder por homicídio doloso

As últimas informações sobre o estado de saúde do motorista são de que ele não está mais internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O rapaz obteve melhora e já consegue se comunicar. Conforme o titular da Deletran, Christian Cabral, não foi possível confirmar se ele estava sob efeito de álcool ou drogas quando cometeu o acidente.
 
Ainda segundo Cabral, Eduardo vai responder pela prática de homicídio doloso, por duas vezes, e ficará sujeito a penas que vão de 6 a 20 anos de reclusão para cada vítima, sem prejuízo da responsabilização pelas lesões graves causadas a um casal de motociclista também envolvido no acidente.
 
De acordo com testemunhas, na madrugada do dia 28 de novembro, de 2018, o Voyage, de cor branca, placas OBN-8510, seguia na contramão desde as proximidades do Aeroporto, colidindo contra uma motocicleta, e posteriormente, contra um Gol (placas JYB-5616) nas proximidades da empresa Pemaza Autopeças. O casal que estava no interior do automóvel ficou preso às ferragens e morreu ainda no local. As vítimas foram identificadas como Airton Batista da Silva (motorista) e Rosilda Batista da Silva.
 

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Lara
    11 Jan 2019 às 18:44

    E a promotora que atropelou o gari tbdm será indiciada? E a professora rica?

Sitevip Internet