Olhar Direto

Sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Notícias / Política MT

Briga por vaga no TCE pode conduzir ex-secretário ou jornalista vereador de Cuiabá para AL

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

12 Fev 2019 - 14:50

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Briga por vaga no TCE pode conduzir ex-secretário ou jornalista vereador de Cuiabá para AL
A disputa pela vaga do Tribunal de Contas do Estado (TCE), descongelada recentemente pelo Supremo Tribunal Federal (STF), modifica o cenário político do Estado e não mexe com interesses somente dos até então candidatos declarados.

Leia também
Com voto secreto, escolha de conselheiro seguirá rito que conduziu Sérgio Ricardo e Bosaipo ao TCE


Desde que o ministro Edson Fachin revogou a medida cautelar que impedia a indicação da Assembleia Legislativa, no fim do mês de janeiro, dois deputados estaduais vêm trabalhando abertamente o interesse na vaga, que estava travada desde a renúncia do ex-conselheiro Humberto Bosaipo, em 2014.

São eles: Guilherme Maluf (PSDB), que já foi presidente e primeiro-secretário da Assembleia Legislativa e Sebastião Rezende (PSC), que com cinco mandatos consecutivos, é um dos deputados mais experientes do parlamento.

Como o PSDB disputou a ultima eleição de forma isolada, a ida de Maluf para o TCE traria para Assembleia Legislativa o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, Carlos Avalone, que teve 14,2 mil votos e ficou em 30° lugar na disputa eleitoral.

Já no caso de a vaga ficar com Sebastião Rezende (PSC), abriria-se espaço para o ex-deputado Silvano Amaral (MDB), atual secretário de Agricultura Familiar. Neste caso, a vaga iria para o jornalista e vereador de Cuiabá, Toninho de Souza (PSD), que teria que renunciar da Câmara para virar deputado.  

Com a ida de Paulo Araújo (PP) e Elizeu Nascimento (DC) da Câmara para a Assembleia, Toninho seria o terceiro vereador de Cuiabá a assumir uma cadeira de deputado, fortalecendo ainda mais a baixada cuiabana.

Corre por fora na disputa pela vaga na corte de contas, mesmo sem ter confirmado o interesse, o promotor de justiça Mauro Zaque. Cada um dos 24 deputados estaduais pode indicar um nome.

A primeira etapa para a escolha do novo conselheiro é a leitura da vacância, que deve ser feita pela Mesa Diretora em sessão Planária, já nesta terça-feira (12), determinando a publicação da abertura da vaga em até 48 horas no Diário Oficial Eletrônico da Assembleia Legislativa.

Após a publicação oficial, o legislativo deverá abrir o prazo de até 48 horas para que os parlamentares apresentem indicações e a documentação dos candidatos.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Zeca
    12 Fev 2019 às 17:16

    Entenderam qual a preocupação deles? Se arranjarem da melhor maneira possível. O povo que se exploda!

  • Maria
    12 Fev 2019 às 17:01

    Por quê não um servidor de carreira do TCE?? Ou alguém com formação em ciências contábeis e administração e de conduta ilibada com ampla experiência, escolhido dentre o povo? Acho bem melhor e mais justo!

  • Celso Amorim
    12 Fev 2019 às 16:45

    Toninho de Sousa? Meu pai. Vou mudar de MT...

  • Gilmar
    12 Fev 2019 às 16:25

    Quando vem notícia de políticos, e do decepção total.

  • Kai
    12 Fev 2019 às 15:21

    Não sei o que é pior.

  • moises bispo dos santos
    12 Fev 2019 às 15:17

    Afinal de contas porque existe uma guerra terrível na Assembléia Legislativa do estado de Mato Grosso pela briga de dentes e unhas dos querem ser conselheiros do Tribunal de Contas do Estado. Porque será?????????????????????

Sitevip Internet