Olhar Direto

Sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Notícias / Política MT

Maluf lamenta “baixo nível” de disputa por vaga de conselheiro do TCE

Da Redação - Lucas Bólico

12 Fev 2019 - 12:05

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Maluf lamenta “baixo nível” de disputa por vaga de conselheiro do TCE
O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) afirmou que recebeu com estranheza a informação noticiada na imprensa na manhã desta terça-feira (12) de que o Ministério Público, por meio do Núcleo de Ações de Competências Originárias (NACO), pediu seu afastamento do cargo. Para o tucano, isso faz parte do processo de escolha do novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Maluf já anunciou a intenção de ser conselheiro e tem polarizado a disputa com o promotor Mauro Zaque. 

Leia também:
Maluf pede para não ser julgado pelo Pleno do TJ
 
Por meio de nota, Guilherme lamentou o que classifica como “nível baixo” que teria alcançado a disputa por uma indicação ao cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso. O parlamentar ainda se colocou confiante no trabalho da Justiça.
 
A defesa do parlamentar, conduzida pelo advogado Hélio Nishiyama, esclareceu que não existe qualquer pedido de afastamento do parlamentar de suas funções, ao contrário do que havia sido noticiado minutos antes.
 
“Na condição de advogado do Deputado Estadual Guilherme Antonio Maluf nos autos n. 128660/2017, em curso no TJMT, esclareço que a petição n. 856/2019, subscrita pelo Dr. Antônio Sergio Cordeiro Piedade, Coordenador do NACO, juntada aos autos na data de 11/02/2019, refere-se ao parecer do Ministério Público Estadual em relação ao nosso pedido formulado em 01/02/2019, portanto, não se trata de pedido formulado pelo Ministério Público Estadual de afastamento do cargo de deputado estadual”, enfatizou Nishiyama.
 
A notícia de que houve pedido de afastamento circulou na imprensa matro-grossense na manhã desta terça-feira (12), com confirmação de fontes do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Olhar Direto foi um dos veículos que noticiou equivocadamente o pedido de afastamento. 

O que houve, na realidade, foi um pedido do deputado estadual para seu caso fosse julgado por turma especial no TJ. A solicitação foi remetida ao ao Naco, que se posicionou de manteira contrária, e encaminhou posicionamento ao Tribunal de Justiça. 

Através de nota, o Naco esclareceu que "não houve qualquer pedido de afastamento do deputado Guilherme Maluf".

15 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • DESEMPREGADO
    13 Fev 2019 às 08:58

    PELO QUE VI NAS ELEIÇÕES FOI O MAIS DO MESMO !! CADE O TRE ??

  • maria
    13 Fev 2019 às 08:08

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Sergio
    13 Fev 2019 às 07:59

    NOS DESCULPE NOBRE DEPUTADO MAS O SENHOR SE ACHA ALTO NIVEL POR ACASO, NOS POUPE, ALTO NIVEL É UM PROMOTOR DE JUSTICA DO CALIBRE DO MAURO, E UM JUIZ DE CARREIRA..

  • Luciano
    12 Fev 2019 às 14:21

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • AVANÇA LOGO MT
    12 Fev 2019 às 14:08

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • patricia
    12 Fev 2019 às 13:50

    Oh região de gente cara de pau, kkkkkk

  • alberto
    12 Fev 2019 às 13:48

    baixo nível é um politico assumir uma função técnica que não é preparado....isso sim é BAIXO NIVEL. tem de ser concurso público

  • Joao Soares
    12 Fev 2019 às 13:35

    Para ser funcionário público e necessário passar por concurso público, porque para trabalhar no TCE tem que ser indicado pelo legislativo. Muda Brasil

  • nonato
    12 Fev 2019 às 13:05

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • LUIZ
    12 Fev 2019 às 13:00

    Com a saída de maluf, a disputa sairá do baixo nível.

Sitevip Internet