Olhar Direto

Terça-feira, 19 de março de 2019

Notícias / Picante

​De presidente a suplente

Deputado não terá direito a voto na CPI que investiga sonegação e incentivos fiscais

Da Redação

13 Mar 2019 - 10:47

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

​De presidente a suplente
Um acordo nos bastidores selado nas últimas semanas estabeleceu que o deputado Thiago Silva (MDC) seria o presidente da CPI solicitada por Wilson Santos (PSDB) para investigar a sonegação e as renúncias fiscais em Mato Grosso. Só faltou "combinar com os russos”. No final das contas, Thiago acabou na suplência da comissão, com a impossibilidade de assumir a presidência e sem sequer direito a voto. Com isso, segue Wilson na presidência dos trabalhos, ao lado dos outros membros Janaina Riva (MDB), Carlos Avalone (PSDB), Max Russi (PSB) e Nininho (PSD). Os outros suplentes são João Batista (Pros), Elizeu Nascimento (DC), Dilmar Dal Bosco (DEM) e Dr. Eugênio (PSB).

Mais Picantes

Sitevip Internet