Imprimir

Notícias / Cidades

Ônibus do Exército é retido e aumenta tensão entre posseiros e militares

De Barra do Garças - Ronaldo Couto

Um ônibus com 40 soldados do Exército foi retido agora pouco no bloqueio dos produtores rurais da Suiá-Missú que fecharam a BR 158 no município de Ribeirão Cascalheira. Desde ontem não passa nenhum veículo pelo local. Os militares estão dentro do ônibus seguindo para a base instalada dentro da gleba.  

O clima é tenso porque os produtores não querem deixar o veículo passar. Não há informação se os militares estão armados.

Wellington, Cidinho e Maggi fazem apelo antes da retirada de Suiá Missu
Maquinário usado para destruir construções em Suiá-Missú chega na região do conflito em Mato Grosso

Patrulheiros da Polícia Rodoviária Federal (PRF) estão tentando negociar a liberação do veículo, mas até o momento não obtiveram sucesso. Os posseiros que são contra a desocupação da Suiá-Missú querem a presença de uma comissão de Brasília para negociar a liberação do ônibus do Exército.

Mais de 150 homens do Exército já estão na Suiá-Missú aguardando para o cumprimento da desocupação prevista para sexta-feira (7). “Nós queremos que a desocupação seja suspensa. Não vai passar ninguém por aqui”, frisou um produtor rural.

A situação está dramática informou o radialista Zezinho, de Alto Boa Vista. “Nós estamos temendo por um confronto e até mesmo morte de pessoas inocentes”, completou o radialista. Os produtores rurais estão com as famílias perto do bloqueio em Ribeirão Cascalheira. A desocupação deve acontecer no Posto da Mata a partir de amanhã.