Olhar Agro & Negócios

Domingo, 31 de maio de 2020

Notícias / Política

MP do etanol é de vital importância para MT e faz justiça a produtores, afirma parlamentar

De Brasília – Vinícius Tavares

03 Set 2014 - 15:50

Foto: Reprodução

Frotas de ônibus em algumas cidades já usam biodiesel

Frotas de ônibus em algumas cidades já usam biodiesel

O deputado Júlio Campos (DEM) comemorou a aprovação no Senado Federal do Projeto de Lei de Conversão 13/2014 que eleva para 7% o percentual de biodiesel no óleo diesel e para 27,5% o percentual de etanol anidro na mistura da gasolina.

As mudanças aprovadas na noite de terça-feira (2.9) valem a partir de 1º de novembro. O projeto, que é decorrente da Medida Provisória 647/2014, segue para sanção presidencial.

A aprovação dos dois aumentos vem quase um mês após a comissão mista da Câmara dos Deputados ter aprovado a medida. Para o deputado a aprovação vem em boa hora para garantir mercados às usinas processadoras em Mato Grosso.

Leia também
Senado aprova alta para 7% de biodiesel no diesel; Mistura de etanol na gasolina será de 27,5%
Diesel B7 será bom para agricultura familiar, agroindústria e meio ambiente, afirma Cidinho

“As usinas estão enfrentando momento difícil por falta de mercado. A MP do etanol é de importância vital para Mato Grosso e fará justiça aos produtores”, afirmou Júlio ao parabenizar governo e Senado pela aprovação do texto.

De acordo com a Agência Senado, o texto inicial da MP 647/2014 tratava apenas do biodiesel, contudo, durante a tramitação do mesmo no Congresso, decidiu-se incluir a mistura de etanol anidro na gasolina na pauta.

Atualmente, conforme a Lei 8.723/1993, o governo pode elevar o percentual de anidro na gasolina até 25% ou baixá-lo para 18%. O texto aprovado limita em 27,5% no máximo e mantém os 18% de limite mínimo.
 

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • JEAN
    03 Set 2014 às 18:23

    Que pais é esse? auto sustentável em produção de combustível e pagamos esse absurdo por litro.

Sitevip Internet